Voxel
05
Compartilhamentos

Começou Bloodborne agora? Temos algumas dicas para os iniciantes

Último Vídeo

A From Software é conhecida por seus jogos difíceis, e Bloodborne não é exceção a essa regra. Sem indicadores no mapa e contando com mecânicas que não são muito intuitivas, inimigos rápidos e poderosos etc., o novo game da desenvolvedora pode ser difícil até mesmo para jogadores que já estão familiarizados com a série Souls, já que há elementos bem diferentes quando o assunto é combate.

Se você começou agora e está empacado ou sentindo muita dificuldade em avançar, talvez consiga algum progresso com as dicas que listamos a seguir. “Um caçador nunca está sozinho”. Portanto, não desista.

Comecei agora. Quais atributos devem ser focados?

Assim que você inicia o game, é possível criar o seu personagem. Aspectos estéticos à parte, você tem a opção de definir a história por trás do seu protagonista, cada uma com atributos diferentes. No final das contas, nenhum é absurdamente diferente do outro – apenas o último, que não adiciona nenhum status, apenas dificuldade.

Caso seja um novato na série, uma boa opção é encontrar uma construção de atributos com maior Vitalidade e Vigor, que são traduzidos basicamente na barra de vida e stamina, respectivamente. Caso não se adeque bem à build, é possível compensar com o aumento de nível, portanto não se preocupe.

Subir de nível: como? Onde?

Ok, nós falamos de aumentar os atributos do personagem, mas não explicamos como. Se você acabou de começar ou jogou apenas 30 minutos ou menos, provavelmente ainda não encontrou a forma de melhorar seus status. Em Dark Souls, o personagem pode subir de nível em qualquer fogueira, enquanto em Dark Souls II era necessário conversar com uma mulher em Majula.

Bloodborne segue a mecânica do último jogo da From Software, e você consegue aprimorar seus atributos com a boneca do Sonho do Caçador. Se ela ainda estiver inumana, você deve enfrentar – enfrentá-lo, e não necessariamente derrotá-lo – o primeiro chefe na ponte perto da primeira lanterna do game para habilitar a boneca.

Levels podem ser aprimorados com ecos de sangue, que servem tanto como moeda quanto como experiência. Os status principais para o modo história devem ser: Vitalidade e Vigor, com Força em segundo plano. Só tome cuidado para não aumentar demais um deles e se esquecer do outro, ou seja, sempre os mantenha balanceados.

Mas os outros? O que fazer com Dano de Sangue, Perícia e Arcano? De uma forma literal, podemos traduzi-los como: força da arma de fogo, agilidade e magia – apesar de algumas armas físicas também se beneficiarem dele. Eles são necessários para equipar algumas armas e magias do jogo, mas elas não estão disponíveis no começo. Só os aumente se encontrar algo que necessite deles.

Parry não é um bicho de sete cabeças: use e abuse

Parry? Isso morde? Fique tranquilo, vamos explicar: parry é quando você impede de última hora um ataque do inimigo, o deixando paralisado por um ou dois segundos e exposto a combos ou um ataque visceral.

Em Dark Souls, realizar um parry poderia ser muito arriscado, pois você deveria estar cara a cara com o inimigo e refletir o ataque com o escudo ou espada, podendo sofrer um ataque direto se errasse. Em Bloodborne, isso é muito mais fácil, seguro e rápido. Sua arma de fogo é a responsável por realizar o parry.

Não vale a pena tentar aplicar essa técnica em inimigos comuns, como cachorros, corvos e humanos, pois é possível dar cabo deles rapidamente com os ataques básicos – eles não conseguem atacar se estiverem sofrendo dano. Treine essa habilidade com inimigos maiores, como os ogros e os brutamontes encapuzados com foices. Dê um lock-on com R3 e atire no último momento, quando ele estiver prestes a atacar.

Alguns inimigos correm de muito longe para acertá-lo. Isso pode parecer desesperador, mas na verdade é quase um presente. Se você atirar em um oponente que está correndo, é parry certeiro. Se você estiver craque, vai perceber que é uma tática extremamente útil, até contra chefes como As Sombras de Yarham.

Como realizar ataques viscerais?

Conforme mencionamos acima, realizar um parry é uma das maneiras para conseguir uma abertura para um ataque visceral. Mas afinal de contas, o que é isso? De forma resumida, trata-se de um golpe em forma de animação, que tira muito HP e deixa o oponente caído no chão.

Um ataque visceral só funciona em um inimigo atordoado, e há três maneiras para deixá-lo nesse estado: a primeira é realizar um parry; a segunda é acertar um golpe carregado de R2 por trás, seja no modo furtivo – caminhe devagar até o inimigo – ou em uma brecha; e a terceira é através do golpe de queda – ataque enquanto cai de uma plataforma.

Essas três alternativas deixam o monstro parado e sem reação, pronto para receber um ataque visceral. Para realizá-lo, basta chegar próximo ao inimigo e apertar R1, garantindo um golpe três a quatro vezes mais forte que o convencional. Enquanto você estiver na animação, seu personagem fica invulnerável para todos os outros inimigos, portanto(excluir) não se preocupe.

Vale a pena comprar frascos de sangue e balas e mercúrio?

A resposta mais direta para essa pergunta é “não”. Tanto os frascos de sangue quanto as balas de mercúrio são facilmente encontrados em diversas áreas do jogo. Na primeira lanterna de Yarham, por exemplo, você pode seguir o caminho pela esquerda, matar os dois ogros, descer para os esgotos e limpar os inimigos de lá para ganhar os itens.

Conforme você avança no game, vai descobrir que há muitos outros cenários com recompensas parecidas, como o cemitério do lado direito da Grande Catedral, que fornece muita munição.

Comprar esses itens talvez valha a pena se você estiver ansioso para enfrentar um boss e não quiser perder tempo com a coleta. De qualquer outra maneira, guarde seus preciosos ecos para aumentar o seu nível ou comprar equipamentos melhores nos mensageiros.

Invista em novos equipamentos

No Sonho do Caçador, é possível comprar novos equipamentos além dos itens consumíveis mencionados acima. Conforme você progride na história e derrota outros chefes, muitos sets de armaduras ficam disponíveis para a compra. E você pode perguntar: qual é o melhor?

Os equipamentos de Bloodborne possuem atributos mistos, e não há exatamente um que seja bem melhor que o outro no começo do game. Está em uma área que pode ser envenenado? Procure por vestimentas que aumentem sua resistência a veneno. Os inimigos estão jogando coquetéis molotov? Equipe uma armadura com resistência a fogo.

Há outros status, como defesa contra ataques perfurantes ou de contusão, que também variam de cenário para cenário. Se você já possuir alternativas de sets no começo do game, investir em defesa física alta pode ser um bom coringa para qualquer situação. Os conjuntos “Vestes de Caçador” e “Explorador de Tumba” são um dos melhores no primeiro momento.

Movimentos exclusivos do lock-on

Naturalmente, o lock-on pode parecer a melhor alternativa sempre, já que estamos acostumados com este sistema há anos em qualquer jogo de ação. Entretanto, em Bloodborne é possível jogar com e sem o recurso, pois cada um dessas mecânicas possuem benefícios e punições diferentes. Com o passar do tempo, o ideal é saber a hora de utilizá-las.

Quando um oponente está em foco, novos movimentos ficam disponíveis, como os dashs, que são pequenas investidas para os lados, para frente ou para trás. Essas esquivas rápidas são ideiais para oponentes maiores e lentos. O recurso permite também que o arremesso de objetos e tiros seja realizado com precisão. Contudo, ataques que cobrem uma grande área – utilizados principalmente por chefes – podem acertá-lo depois de uma esquiva com lock-on.

Por mais estranho que pareça, não manter a câmera fixa tem suas vantanges. Por exemplo: quando há três ou quatro humanos na mesma área, é possível atacar todos de uma só vez sem o lock-on. Além do mais, desviar de ataques inimigos resultam em cambalhotas, que, apesar de lentas, possuem alcance maior que os dashs em termos de esquiva.

Se você não utilizar o recurso de trava de mira, é possível correr e alcançar as costas dos chefes de uma maneira mais fácil e eficiente, pois a movimentação do personagem é bem mais rápida. Entretanto, uma cambalhota para trás pode atrapalhar a câmera e colocá-lo em uma posição desvantajosa.

As dicas estão no chão

Quando você joga no modo online, o mundo de Bloodborne é vivo. Muitos outros jogadores já passaram pelo mesmo local em que você se encontra, e alguns deles podem ter deixado dicas. Os mensageiros – as caveirinhas que ficam no chão – representam as anotações de outros caçadores, algo que, muitas vezes, pode te ajudar.

“Tesouro adiante”, “Cuidado com emboscada” e “Tema inimigo forte” são apenas alguns exemplos do que pode ser encontrado nos recados. Se você suspeitar da veracidade das informações, é possível olhar as avaliações que uma anotação recebeu. Caso você veja algo que queira alertar para os demais jogadores, utilize o item “Caderno de Anotações”.

Mensageiro de Bloodborne.

Recuperação de HP

O sistema de recuperação de vida é explicado no começo do jogo através de uma anotação no Sonho do Caçador. Ou seja, muitas pessoas podem passar batido por ela e não entender bem essa mecânica de jogo. Mas não se preocupe, ela é bem simples.

Em Bloodborne, toda vez que você receber um dano, a sua barra de HP não desce imediatamente – salvo exceções, como condições especiais de veneno, frenesi e afins. Em vez de perder vida, um pequeno marcador branco desce no marcador de HP, sinalizando que ali será a quantidade de vitalidade restante.

Se o sangue inimigo acertá-lo nesse período – ou, em outras palavras, se você acertar golpes no oponente –, todo ataque vai recuperar um pouco desta barra. Ou seja, é possível recuperar grande parte do HP perdido nas batalhas apenas derrotanto os inimigos. Contudo, uma vez que o marcador branco desce de vez, não há como recuperá-lo com golpes.

Teste todas as armas

Apesar de Bloodborne possuir uma quantidade bem menor de armas do que Dark Souls, todas se comportam de maneiras bem diferentes. No começo, é muito bom testar diversas delas antes de começar a melhorá-las na oficina. Os itens utilizados para aumentar o nível dos equipamentos são bem comuns até o level +5 das armas.

Portanto, teste tudo o que tiver vontade e escolha apenas a que mais te agrada para manter como principal. No final de um jogo – ou seja, ao completar a história –,é possível aumentar até o level máximo apenas uma arma. O item necessário para elevar até +10 um equipamento é muito raro, e só existe um. Para conseguir outro, apenas com cálices difíceis ou em New Game Plus.

O que são Cálices? Eles fazem parte da história?

Cálices são ites utilizados nos altares do Sonho do Caçador para gerar dungeons procedurais, ou seja, completamente aleatórias. Em outras palavras, utilizar o mesmo item não cria um local de exploração igual para duas pessoas, algo que aumenta o fator replay do game. Nestes lugares, há elementos exclusivos, como armas e inimigos que não vemos durante a campanha.

Contudo, não tenha pressa em finalizá-los. Todo o progresso nos Cálices são herdados no New Game Plus, sem alterar a dificuldade. Isso quer dizer que não há nada essencial para a história, e é possível concluí-los em qualquer momento.

Tenho quatro caminhos para seguir. O que fazer?

A From Software é famosa por criar excelentes level designs em seus jogos, que mesmo sem um mapa ou indicador, sinaliza ao jogador para onde ele deve ir. Contudo, este sistema pode assustar um pouco os novatos da série, como foi o caso do relato de experiência de um dos nossos redatores.

Se em algum momentovocê tiver muitas opções de caminhos para seguir a partir de um mesmo local, não se desespere. Escolha uma delas e o explore sem medo de estar perdendo algo das outras alternativas.

Caso existam quatro caminhos, um deles pode ser um atalho, outro pode levar a um baú, um terceiro estará trancado para você no momento e o quarto o colocará no caminho certo. Apesar de ter um mundo aberto, Bloodborne apenas ilude o jogador com a falsa sensação de opções de rotas. De alguma maneira, você sempre acaba seguindo para o local correto.

Em alguns casos raros, existe sim a opção de progredir para dois caminhos diferentes – sem ter uma barreira de progressão. Se isso acontecer, escolha um deles e verifique se o seu level está compatível. Se sim, dê continuidade, mas sem se esquecer de retornar à rota que foi deixada de lado em algum momento do game.

A coisa mais importante: persista, mesmo se estiver morrendo muito

Muitas pessoas não conseguiram gostar de títulos anteriores da From Software por simplesmente desistirem no início do jogo, perdendo a vontade de continuar no game pela grande frustração inicial. Portanto, não se preocupe, é algo normal para qualquer iniciante. Com o passar do tempo e a familiarização das mecânicas, você morrerá com uma frequência bem menor.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.