Voxel
20
Compartilhamentos

Especial Battle Royale: tudo o que você precisa saber do gênero do momento

Último Vídeo

Mesmo que não seja muito ligado no mundo dos games, você com certeza já deve ter ouvido falar dos jogos Battle Royale. Superando as expectativas, eles agora são os novos queridinhos da mídia mainstream, se tornando um grande fenômeno global.

Hoje falaremos sobre a origem do popular gênero de jogos online, e como ele pode moldar uma nova era para o universo dos games multiplayer.

Afinal, o que é de fato um Battle Royale?

Se você ainda não os conhece, os jogos do gênero Battle Royale nada mais são do que batalhas pela sobrevivência. Nos games mais populares como PUBG e Fortnite, 100 jogadores caem de paraquedas em uma ilha, sem qualquer tipo de armamento ou preparação. Rapidamente eles devem encontrar os recursos necessários para sobreviver, como armas, materiais e itens de proteção.

Seja correndo para a linha de frente matando todos os seus inimigos como um verdadeiro rambo, ou se esgueirando sorrateiramente e pegando-os desprevenidos com uma armadilha - o último jogador que permanecer vivo é o grande vencedor do confronto.

Fortnite

Para tornar a disputa ainda mais interessante, uma tempestade faz com que o mapa vá diminuindo com o tempo - o que acaba obrigando os jogadores a se encontrarem pelo caminho. No maior estilo “Jogos Vorazes” o jogador precisa lidar com o ambiente ao mesmo tempo em que enfrenta os mais diversos adversários. No final a premissa do gênero é simples e direta: sobreviva como puder.

Jogos Battle Royale nada mais são do que batalhas pela própria sobrevivência.

Inspirado no cinema

Conforme explicado na coluna de Matheus Carpenedo, as ideias que fundamentam o gênero já existem há algumas décadas. Lá em 1978 foi lançado o jogo Armor Battle, onde tanques se digladiam em uma arena até que apenas um sobreviva.

Modos de gameplay alternativo com a batalha pela sobrevivência também foram criados pelos próprios jogadores em alguns games já conhecidos como Minecraft e ARMA 2. Logo após o lançamento do filme Jogos Vorazes, em 2012, um modo de battle royale chamado “Jogos de Sobrevivência” foi desenvolvido para o Minecraft. Com a participação de diversos YouTubers famosos, ele rapidamente se popularizou entre os jogadores.

Minecraft

O primeiro grande lançamento baseado no modo alternativo foi “DayZ”, inicialmente projetado como um modo alternativo de ARMA 2 ele acabou ganhando seu próprio titulo. Porém com o lançamento do jogo os desenvolvedores acabaram tropeçando em um grande problema: Os jogadores demoravam muito para se encontrar devido ao tamanho do mapa, o que deixava as partidas massantes e demoradas.

Depois dele novas versões do modo alternativo começaram a surgir, até que uma delas acabou se destacando entre todas as outras: o Battle Royale. O modo foi desenvolvido por Brendan Greene, conhecido na comunidade pelo apelido de “PlayerUnknown” - e foi lançado em meados de 2013.

DAS

O nome do modo também foi inspirado nos cinemas, desta vez pelo controverso longa “Battle Royale”, um filme japonês lançado no ano de 2000. Na história vários alunos do ensino médio acabam sendo enviados para uma ilha, onde são forçados a lutar um contra o outro até a morte para que apenas um se torne o grande vencedor.

Para se diferenciar dos outros modos inspirados em Jogos Vorazes, Brendan inovou fazendo com que os armamentos surgissem aleatoriamente pelo mapa, ao invés de ter um depósito central. Com o grande sucesso do mod, ele acabou se tornando o consultor de H1Z1: King of the Kill. Um tempo depois ele se tornou um desenvolvedor criativo na Bluehole, onde finalmente criou um jogo Battle Royale representando a sua própria visão do gênero: PlayerUnknown's Battlegrounds.

Os responsáveis pelo sucesso

Embora Battlegrounds não tenha “inventado a roda”, ele com certeza foi o responsável pela monstruosa popularização do gênero. O acesso antecipado do novo modo lançado em março de 2017 chamou muita atenção do público, chegando a vender mais de 20 milhões de cópias em questões de meses.

O sucesso do título da Bluehole foi tão estrondoso que ele rapidamente desbancou os titãs da steam na época, como GTA V e DOTA 2. Embarcando na onda, outras produtoras lançaram as suas próprias versões do Battle Royale.

Sem esconder de onde veio a inspiração, Paladins lançou um modo com o mesmo nome do jogo de Brendan, chamado “Paladins: Battlegrounds”. GTA Online também aproveitou o momento para criar uma nova expansão baseada no gênero, intitulada de “Motor Wars”. Dando seu próprio toque pessoal ao gênero, o modo alternativo de Grand Theft Auto Online traz uma explosiva batalha com veículos armados.

PUBG

Porém, o verdadeiro rival de PUBG surgiu alguns meses depois: em setembro de 2017 o mundo foi apresentado ao surpreendente Fortnite Battle Royale. Inicialmente criado como um jogo de sobrevivência e cooperação entre os jogadores, Fortnite já vinha sendo desenvolvido pela Epic Games há alguns anos.

Mesmo sem ter sido o pioneiro, PUBG com certeza foi o responsável pela monstruosa popularização do gênero

Embarcando no sucesso do novo gênero, a desenvolvedora apostou no modo alternativo “Battle Royale”. Ele acabou sendo disponibilizado antes mesmo da versão original do jogo – “Fortnite: Save The World”.

Apesar de ter vários elementos em comum com PUBG, o título da Epic Games trouxe um componente inovador para a batalha de sobrevivência: a construção de fortalezas com materiais coletados no mapa. Surpreendendo a expectativa do público e dos especialistas da área, ele acabou se tornando o maior jogo do gênero.

Sem sombra de dúvidas os dois jogos definem o que conhecemos como Battle Royale atualmente. Embora sejam rivais, existe público o suficiente para que ambos se mantenham em alta no mercado de games durante um bom tempo.

Fortnite

Enquanto PUBG foca em um público-alvo mais maduro, mantendo um clima realista, sombrio e pé no chão, Fortnite extrapola os limites da realidade, apostando em um estilo mais bem humorado, explosivo e fantasioso. Cenas como jogadores voando em um míssil teleguiado e batalhando em trajes de Tiranossauro Rex já são consideradas comuns no título da Epic Games.

Ambos os jogos estão disponíveis para Xbox One, PC e Mobile. Porém o battle royale da Epic Games mantém a liderança em acessibilidade, podendo rodar também no PlayStation 4 e possuindo crossplay com mobile.

O que vem por aí

Embora tenha atingido o público mainstream, a onda do Battle Royale ainda está em constante crescente, e mais produtoras de games querem pegar uma fatia deste mercado. Entre os diversos jogos do gênero que estão chegando, quatro deles se destacam: Darwin Project da Scavengers, SOS da Outpost Games, Islands of Nyne do Define Human Studios e Hunt: Showdown da Crytek.

Fugindo um pouco da temática de guerra vista em Fortnite e PUBG, os games Darwin Project e SOS colocam os jogadores em uma batalha de sobrevivência dentro de um reality show.

Darwin Project

No jogo da Scavegers, 10 participantes devem lutar até a morte em uma arena gelada nas Montanhas Rochosas do norte do Canadá. Já em SOS, 15 participantes do programa são colocados em La Cuna Island onde devem usar as suas habilidades interpessoais para construir alianças e fugir da ilha. O verdadeiro desafio? Somente 3 jogadores poderão sair com vida.

Islands of Nyne e Hunt: Showdown também trazem os seus toques pessoais para o gênero. Ambos são jogados em primeira pessoa, e se passam em universos fantasiosos.

O primeiro se passa em um universo sci-fi e tecnológico, enquanto em Hunt: Showdown, o jogador se encontra em um mundo de terror, onde poderá encontrar as mais temíveis criaturas.

Outra gigante chegando no mercado?

Embora não tenha sido confirmado oficialmente, alguns rumores apontam que a Valve pode ser a próxima gigante a entrar no mercado dos Battle Royales. Ela estaria supostamente desenvolvendo um modo alternativo inspirado no gênero para o já bem sucedido, Counter-Strike: Global Offensive.

Segundo o Valve News Network, alguns arquivos de atualizações recentes do CS:GO fazem referências a novidades que ainda não chegaram ao jogo. Nos arquivos foram encontrados itens como boost de adrenalina e combate corpo-a-corpo, sem contar um mapa intitulado “ilha de sobrevivência”.

CSGO

Apesar da informação ainda não ter sido confirmada oficialmente pela desenvolvedora, diversos jogadores estão animados com esta ideia. Um modo personalizado de sobrevivência dentro do game chegou a ser criado por jogadores mais entusiasmados. Intitulado “Go 4 The Kill”, ele vem ganhando cada vez mais popularidade entre os fãs de CS:GO.

Ainda não sabemos se o novo gênero se trata apenas de uma moda passageira, ou se marcará o início de uma nova era para os jogos multiplayer online. Porém conforme explicado de forma brilhante por Felipe Gulgemin em seu artigo especial, 2018 tem tudo para ser o ano do gênero Battle Royale.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.