Voxel

O Headset Série Ouro da Sony vale a pena?

Último Vídeo

Headsets. Ah, esses aparelhinhos que nos tiram da nossa realidade para que possamos imergir intensamente em nossos games. Um bom headset pode dar aquele “tchan” que estava faltando na sua jogatina, seja por oferecer isolamento ou por ter uma qualidade de som impecável, no caso daqueles aparelhos mais potentes.

Assim, traremos para vocês as nossas impressões do headset sem fio Série Ouro 7.1 wireless da Sony, uma evolução do Gold lançado em 2014. 

O que o Série Ouro tem a oferecer?

O Série Ouro apresenta um som virtual surround de 7.1, áudio customizado pelos desenvolvedores (se o game tiver essa opção), cancelamento de ruído, além de trazer a compatibilidade com o Playstation VR. 

Em relação ao design, ele traz diversas mudanças em relação ao seu antecessor. Primeiro: ele não conta mais com aquele sistema de dobradiças, algo que alguns podem não gostar, já que ele tornava o aparelho mais compacto na hora de guardar ou levar para algum lugar. 

Segundo: seu formato está mais ergonômico, encaixa na cabeça de uma forma mais confortável, pois a abertura e o fechamento do arco é bem suave e não aperta a cabeça. 

Terceiro: O arco é mais fino e agora é feito de metal (ufa! Nada de rachar o plástico) coberto por couro sintético.

Quarto: é talvez o mais importante no quesito design, o seu peso foi diminuído para 539 gramas, um alívio para nossos pescoços. 

Quinto: a parte dos fones conta com um acabamento fosco na parte traseira com as espumas presas às hastes, ou seja, não tem a opção de trocar, como em alguns outros headsets. O que é uma pena, pois seu irmão mais velho, o Gold, apresentava rachaduras no couro depois de um certo tempo de uso. Além disso, elas são mais espessas comparando com o Gold mais velho da família. 

O som

serie ouro serie ouro serie

Ainda se baseando em sua versão anterior, afirmo que os efeitos estão melhores. Quando usamos a definição padrão em cada modelo, o Série Ouro tem um som mais natural. Contudo, ele parece mais baixo do que outros headsets que já testei, para chegar a um volume bom, precisei aumentar o volume alguns pontos a mais do que de costume, principalmente para jogos como Call of Duty: Warzone, no qual ouvir a aproximação do inimigo é primordial. E mesmo assim,ele oferece um desempenho impressionante nos graves.  

A qualidade do som é boa o suficiente para aqueles que são mais exigentes. Ela deve agradar a maior parte dos jogadores que buscam uma boa imersão, principalmente quando usamos a tecnologia surround virtual, que é o diferencial dos headsets voltados para games. 

No Série Ouro, a tecnologia mostra a que veio apresentando um campo sonoro extremamente preciso e que parece te deixar no meio de um campo de batalha. As transições entre os áudios e entre os canais são tão suaves que soam completamente naturais. 

O microfone

O ponto forte do microfone é que ele apresenta ótimo sistema de cancelamento de ruído de fundo quando usado sem fio, não deixando que ambientes muito barulhentos atrapalhem a jogatina das pessoas que estão em chat de voz com você. Contudo, a qualidade de som captação dele não é muito elevada, as vezes até parecia que eu estava falando do fundo de um balde, seu predecessor tinha o mesmo problema. 

Para conversas durante uma party está bom, mas não tente narrar um vídeo ou se apresentar cantando em uma live, vai por mim, não vai dar muito certo. Ao conectar o headset no fio, a qualidade do som melhora, mas aí você perde o cancelamento de ruído sem fio ("Oh! Dura escolha!").

Bateria

Nós sabemos que os aparelhos da Sony são grandes consumidores de baterias, não é? Seus Dualshocks duram quanto tempo sem carregar? Pois é, esse talvez seja um dos maiores pontos fracos dos periféricos da marca. O primeiro Gold, lançado lá em 2014, durava até 7 horas sem carregar, mas infelizmente não tivemos evolução nesse quesito. Em nossos testes, usando wireless e com um volume entre médio e máximo, o headset durou a mesma quantidade de horas para se esgotar. 

Pelo menos você pode continuar usando ele conectado enquanto carrega, para carregá-lo totalmente nessas condições levou mais ou menos 3h30, ou seja, metade do tempo de esgotar a bateria completa. 

Sincronização Wireless

serie ouro

O headset vem com um adaptador wireless que você deve conectar a uma das portas USB do seu console. Esse dispositivo é bem grandinho e mais parece um daqueles pendrives pretos famosos da Kingston. 

O PS4 reconhece o aparelho rapidamente sem precisar de nenhum recurso, mas o melhor é fazer o download do Headset Companion App (disponível exclusivamente através da PSN), que permite a inserção de um perfil especial dentro da memória do headset. Além de contar com opções destinadas a músicas, filmes e jogos específicos, o aplicativo permite a você optar por uma equalização totalmente personalizada.

VALE A PENA?

A questão aqui é simples: se você está procurando um fone de ouvido sem fio de qualidade, o Série Ouro é uma ótima opção para jogar o seu PlayStation 4 e PSVR. No entanto, se não for para jogar no console da Sony, o principal recurso do produto (o surround 7.1 virtual) se perde e ele funciona apenas como um aparelho "ok", que poderia ser facilmente substituído por outros com mais qualidade e até por um preço mais em conta. 

Embora o Série Ouro seja uma evolução do Gold, ele sofre do mesmo problema: para usufruir de tudo nele, deve ser usado em parceria com o PS4. Portanto, se você quer um headset que proporcione a execução de músicas com qualidade e seu foco não é tanto em games, é melhor investir em outras opções. 

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários