Voxel
61
Compartilhamentos

A história de Shadow of Mordor

Último Vídeo

Shadow of War chegou continuando a trama do sucesso de 2014, então nada mais justo que a gente recapitular pra quem não jogou — ou mesmo pra quem jogou e não se lembra—  a história de Middle-earth: Shadow of Mordor, ou Terra-Média: Sombras de Mordor, se você é daqueles brasileiríssimos da gema.

A trama de Shadow of Mordor é baseada no universo de J. R. R. Tolkien e se passa na Terra-Média, entre os eventos de O Hobbit e O Senhor dos Anéis. O protagonista da trama é Talion, um guardião de Gondor do qual nós convenientemente nunca ouvimos falar, e que fica junto com vários guardiões e sua família no último lugar da Arda em que você gostaria de trazer seus entes queridos: uma estação de vigia, perto do Portão Negro de Mordor.

O trágico ritual macabro

Então, o pior acontece. Sauron, o Senhor do Escuro, ainda sem forma física, volta para Mordor e o seu exército invade a estação. Tragicamente, o filho Dirhael, a esposa Ioreth e o próprio Talion são assassinados em um ritual macabro para invocar um tal “Lord Elfo”. Os responsáveis são os três capitães negros do inimigo: O Martelo de Sauron, A Torre de Sauron e A Mão Negra de Sauron. O trio mais baixo-astral desde o Nirvana.

Mas, de alguma forma, Talion… não morre completamente, ficando entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Confuso sobre o que aconteceu, ele encontra o fantasma cabeludo do Celebrimbor, que também está nesse tipo de limbo, mas sem um corpo físico. O espírito foi de um elfo muito importante na mitologia da Terra Média, mas ele ainda não se lembra disso.

shadow of mordor

Talion tem seu próprio corpo ligado ao espectro e aceita encarar uma jornada em busca de respostas e justiça. Se juntos já causam imagina juntos. A ideia é descobrir por que o elfo está preso no mundo dos vivos, vingar o massacre da família do guardião e quebrar essa maldição que os mantém grudados. No pacote, ele ganha poderes especiais e sempre que morre dá respawn.

Velhos conhecidos e novas memórias

No caminho, Talion encontra o ex-guardião Hirgon, atual líder dos exilados. Vários dos desertores da patrulha de Gondor acabaram se tornando escravos dos Uruks e nas horas vagas Talion dá uma força pra essa galera.

O bem conhecido Gollum — ou Smeagol para os íntimos — segue Talion pelo caminho até ser visto por ele. Perseguindo a criatura, o guardião vai encontrando relíquias que provocam visões sobre o passado de Celebrimbor.

E é aí que descobrimos que Celebrimbor foi o ferreiro que forjou os anéis do poder, a raiz de vários problemas. Ele é influenciado e enganado por Annatar, o Senhor dos Presentes, mais conhecido em sua forma sombria como... Sauron.

som

Formando um exército

Depois de Talion matar o Martelo de Sauron, o primeiro dos três capitães negros, ele conhece Lithariel, que é comandante da tribo de Núrn.  A jovem leva o guardião leva até uma passagem onde Talion encontra a mãe dela, a rainha Marwen.

Mesmo estando só o pó da rabiola, a rainha avisa Talion sobre o retorno do Senhor do Escuro e o aconselha o guardião a conseguir um exército pra ter alguma chance contra Sauron. Pra isso, ele encontra um dos principais chefes entre os Orcs e o possui com seus poderes de lavagem cerebral mágica.

Assim que Talion consegue o controle de um exército de orcs, ele volta até a rainha Marwen e descobre que ela estava enfeitiçada por Saruman, o mago com a cabeleira mais bela de Isengard — a gente já viu isso acontecer com o Rei Theoden de Rohan em As Duas Torres, lembra? Talion e Litharel quebram a influência do feiticeiro e quando Marwen volta ao normal, ela dá informações sobre a localização da Mão Negra de Sauron.

som

Com a ajuda do anão Torvin, Talion aprende a caçar e domar caragors e graugs, que são monstros bem comuns em Mordor. E agora está pronto pra tocar o terror no acampamento do inimigo. O guardião, o espectro e seu exército vão para uma região diferente de Mordor chamada de Ered Glamhoth para matar a Mão Negra, mas acabam encontram a Torre Negra no lugar.

Acertando as contas

A Torre, que não tem lábios mas tem ótima dicção, faz um exposed e revela que a tal maldição que mantinha Talion e Celebrimbor não existia. O elfo estava usando Talion esse tempo todo pra conseguir respostas sobre seu passado e poderia liberar o guardião da maldição para descansar e encontrar sua família a qualquer momento.

Depois de brincar de esconde-esconde, Talion mata a Torre Negra na faca e resolve seus problemas com Celebrimbor na broderagem e parte para o Portão Negro. Talion finalmente encontra a Mão Negra, que revela a última parte do quebra-cabeça em uma visão: o ritual para invocar Celebrimbor, que provocou a morte de Talion e de sua família, aconteceu porque o elfo foi morto por Sauron junto com a sua família de um jeito parecido, séculos atrás.

som

O plano de Sauron era trazer Celebrimbor à vida pra fazer uma proposta que ele não poderia recusar: fazer parte do exército do Senhor do Escuro em seu plano de retornar e tomar a Terra-Média. A Mão Negra tira a própria vida para ter seu corpo possuído por Sauron, que não satisfeito também absorve Celebrimbor.

E em uma das lutas finais mais frustrantes que já aconteceram, Talion consegue destruir o corpo da Mão Negra na base dos quick time events. Mas Sauron, como nós sabemos, escapa e só é eliminado bem mais a frente, com a destruição do anel.  Serviço feito. Hora de morrer em paz, certo? Talion manda Celebrimbor adiar a passagem pro além, porque Sauron tá pra voltar e tá hora de construir um novo anel. 

som

Em Shadow of War, Talion e Celebrimbor vão por trás das linhas inimigas levantar um grande exército para vencer Sauron. Novos personagens e figurinhas já conhecidas dão as caras por lá, além desse novo anel. Mas essa é uma história pra outro dia.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.