Voxel
134
Compartilhamentos

As provas de que Assassin's Creed e Watch Dogs estão no mesmo universo

Último Vídeo

A essa altura do campeonato você com certeza já ouviu teorias sobre Assassin’s Creed e Watch Dogs compartilharem o mesmo universo. São pistas que surgiram em jogos das duas franquias e que muita gente até quis forçar a barra, incluindo Far Cry e Splinter Cell na salada e sugerir um “Ubiverso”.

Muito disso é especulação, mas o que a gente vai trazer aqui não são palpites ou teorias, e sim provas. Algumas dessas evidências poderiam funcionar como simples easter-eggs e referências sem importância se existissem isoladamente, mas juntas… elas representam a incontestável ligação entre as tramas. Vamos aos fatos!

Games de Assassin's Creed em Black Flag e Watch Dogs

Em Assassin’s Creed IV: Black Flag, lançado em 2013, nós conhecemos a divisão de entretenimento da Abstergo, que além de procurar Peças do Éden pelas lembranças coletadas no Animus, também comercializa essas experiência em formato de videogames, filmes e outras mídias. Ou seja, dentro do universo de Assassin’s Creed existem produtos da série Assassin’s Creed.

ac

Acontece que em Watch Dogs, lançado um ano depois, você encontra em bancas espalhadas pela cidade de Chicago uma revista com o game Assassin’s Creed III estampando a capa. Na casa da Nicky, a irmã do protagonista Aiden Pearce é possível também achar o primeiro game de Assassin’s Creed numa estante.

ac

Se você hackeia um servidor dentro de um bunker de Watch Dogs, você ainda consegue ver um pai e um filho conversando enquanto o rapaz joga Assassin’s Creed. A constante também está em Watch Dogs 2, onde é possível ver uma cópia de Assassin’s Creed II numa estante.  

O filme de Assassins em Watch Dogs 2 e teaser de Origins

Watch Dogs 2 ainda traz vários easter-eggs do filme de Assassin’s Creed. Alguns bem óbvios, como o banner no prédio da Ubisoft São Francisco; outros mais escondidos, como no DLC Conditions, que tem esse painel com uma imagem do filme, mais o case de blu-ray do filme na estante. No mesmo lugar, existe esse pôster misterioso com a logo da Abstergo e um templário em Nova York.

E além de fazer referência aos jogos já lançados, em Watch Dogs 2 você intercepta uma conversa do diretor de marketing da Ubisoft com uma mulher preocupada em impedir o vazamento de um trailer. Ela diz que o mesmo já aconteceu com Unity, Syndicate e “Osiris”... O nome do deus egípicio da pós-vida. Se trata claramente de um teaser de Assassin’s Creed Origins, que se passa no Egito e que ainda não tinha sido anunciado.

Esta parte é inegável: os assassinos existem, pelo menos como ficção, no mundo de Watch Dogs. Mas agora vamos às provas de que personagens e eventos de Assassin’s Creed e Watch Dogs também fazem parte do mesmo universo.

ac

Blume de Watch Dogs e Abstergo de Assassin's

Em Black Flag, enquanto você faz as missões que se passam na atualidade, você encontra em seu tablet um email da Blume. Na trama de Watch Dogs, a Blume é a corporação responsável pela criação do CtOS, que é aquele sistema que controla toda a rede de informações da uma cidade.

ac

O email em questão está fazendo uma oferta do sistema para a Abstergo, a megacorporação dos Templários de Assassin’s Creed. A Blume também é mencionada numa conversa entre dois funcionários da Abstergo Entertainment. A mulher diz que tem amigos na empresa de segurança de Chicago e está pensando em trabalhar lá.

ac

A presença da Abstergo fica ainda mais evidente quando você identifica pessoas pelas ruas de Chicago em Watch Dogs e descobre que algumas delas são funcionários ou ex-funcionários da companhia do mal de Assassin's Creed.

Tem ainda uma conversa de telefone que intercepta, em que uma mulher chamada Ellie Tilley — que tem problemas de flatulência —, pergunta a um homem sobre a quais facções pertenciam certas celebridades. Vários deles assassinos e templários, incluindo o explorador Marco Polo, mencionado na saga de Ezio como grande contribuinte da Irmandade.

O CEO da Abstergo Entertainment em Watch Dogs

Nós conhecemos em Black Flag, o CEO da Abstergo Entertainment Olivier Garneau, que em certa parte do jogo sai do escritório para encontrar com acionistas em Chicago e não não é mais visto na campanha.

Em uma das missões paralelas de Watch Dogs, você hackeia o celular do Garneau e vê uma troca de mensagens com um assassino. A conversa é encerrada com o famoso “Resquiescat in pace” do Ezio. A missão leva você a parar o carro de Olivier, matar todos os guardas que o protegem e matá-lo. Assim que ele cai no chão e você o identifica, o status revela que ele era um alvo da Irmandade.

Aiden Pearce em Assassin's Creed Origins

E agora vem a prova mais incontestável de toda essa ligação. No recente Assassin’s Creed Origins, se você ir até o laptop da Layla, poderá ver lá uma nota fiscal do restaurante em que Olivier recebeu as mensagens do assassino e um screenshot de uma câmera de segurança em que Aiden Pearce é visto claramente assassinando Olivier em Chicago.

Aiden mata o CEO da Abstergo Entertainment em Watch Dogs, que é um personagem importante em Assassin’s Creed 4, e a informação é confirmada como canônica no último Assassin’s Creed. Qualquer suspeita de que essa ligação fosse apenas easter-egg cai por terra. Assassin’s Creed e Watch Dogs definitivamente fazem parte do mesmo universo.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.