Um clássico do gênero RTS está de volta

Quem costumava jogar no PC durante o final da década de 90 e o início dos anos 2000 com certeza tem um afeto especial pelo nome Age of Empires. Usando como base fatos históricos, o game da Ensemble Studios (publicado pela Microsoft) chamava a atenção por proporcionar uma jogabilidade ao mesmo tempo complexa e acessível, que resultava em uma experiência altamente viciante.

Img_normal
Lançado em 2005, Age of Empires 3 não seguia a mesma fórmula, apresentando diversas mudanças que desagradaram os fãs da série — também não ajudava o fato de ele ser um jogo extremamente pesado em seu lançamento. Com o encerramento das atividades do estúdio de desenvolvimento, em 2009, parecia que nunca mais teríamos a chance de conferir um RTS com a mesma qualidade vista nos títulos iniciais da franquia.

Felizmente, a Hidden Path Entertainment correspondeu aos desejos dos saudosistas e preparou uma revisão completa do segundo capítulo da série. Batizado como Age of Empires 2 HD, o lançamento exclusivo para PC reúne o jogo-base The Age of Kings com a expansão The Conquerous, trazendo novidades como o suporte a resoluções maiores, pixels em alta definição e compatibilidade com o sistema Steamworks.

Quem guarda boas lembranças do Age of Empires 2 original não deve ter qualquer receio em adquirir a versão HD do título. Apresentando conteúdos clássicos de forma praticamente idêntica à original, o game se mostra uma experiência acessível capaz de viciar até mesmo quem não é muito fã do gênero estratégia.

Img_normal
Infelizmente, decisões conservadoras de desenvolvimento fazem com que o jogo não ganhe o destaque que ele merece no cenário RTS atual. Concorrentes como StarCraft 2, por exemplo, possuem uma apresentação mais atraente e elementos de jogabilidade avançados que tornam a vida do jogador um pouco mais fácil em comparação com o que é oferecido pelo título atualizado pela Hidden Path Entertainment.

Mesmo com esses defeitos (somados a um modo online ainda instável), o jogo contém qualidade o suficiente para proporcionar bastante diversão. Definitivamente, esse é o tipo de lançamento que, apesar de longe de ser perfeito, vale a pena o investimento que é pedido por ele — R$ 34,99, com disponibilidade exclusiva pelo Steam.

A volta de um clássico

Embora Age of Empires 2 HD não conte com alguns dos avanços vistos em títulos como StarCraft 2: Heart of the Swarm ou Warhammer 40.000: Dawn of War 2, isso não deixa o título menos divertido. Mesmo sem contar com unidades heroicas ou com um botão dedicado a selecionar automaticamente todos os membros de um exército, o game apresenta uma jogabilidade sólida.

O esquema básico continua exatamente o mesmo: recrutar peões para coletar recursos e, a partir disso, investir no crescimento de sua cidade e no treinamento de forças militares. Porém, ao apostar em civilizações e unidades que possuem correspondentes no mundo real, Age of Empires mantém um charme único difícil de encontrar em sua concorrência.

Img_normal
Vale notar que o jogo encontrado aqui é em essência o mesmo que foi lançado no final da década de 90. Ou seja, tanto sua campanha quanto a forma como as civilizações estão dividias permanecem inalteradas, sem que tenha ocorrido qualquer esforço para aumentar o balanceamento de alguma facção ou para que novas unidades fossem incluídas — o que não é exatamente um defeito, já que o jogo original não apresentava problemas notáveis em nenhum desses quesitos.

As principais diferenças são notadas no limite máximo de população (que de 200 passou a 500) e na volta do multiplayer online, que se utiliza do próprio sistema do Steam como base. Para completar, foram eliminados problemas que a versão original de Age of Empires 2 apresenta com PCs modernos — entre eles, a exibição de cores de maneira estranha e a velocidade exagerada que o scroll do mouse poderia apresentar.

Steamworks

Provavelmente a grande vantagem de Age of Empires 2 HD em relação aos jogos que lhe serviram como inspiração é o fato de ele ser compatível com o sistema Steamworks. Assim como acontece em títulos como The Elder Scrolls V: Skyrim, o título conta com uma comunidade ativa dedicada a criar modificações para vários de seus elementos.

Uma busca rápida pelo sistema revela projetos que mudam totalmente a trilha sonora do jogo ou que introduzem a ele elementos novos, como fazendas com visual modificado ou construções com elementos mais realistas. Além disso, estão disponíveis diversos pacotes com texturas em alta resolução destinados a tornar o game mais bonito.

Img_normal
Outras modificações incluem mapas com características únicas e cenários que recriam algumas das missões vistas no primeiro jogo da série. O que chama a atenção não é somente a grande quantidade de opções disponíveis (que aumentam a cada dia), mas sim a facilidade de instalação: basta selecionar uma delas e aguardar o fim de uma pequena transferência para que as modificações sejam aplicadas automaticamente ao título.

Se torne o maior conquistador de todos os tempos

Quem gosta de provar aos amigos que realmente domina um jogo vai ficar feliz em saber que Age of Empires 2 HD conta com um sistema de conquistas compreensivo. Ao todo, o título impõe 216 condições especiais que premiam o jogador com um pequeno selo que fica associado à sua conta no Steam.

Img_normal
Para desbloquear esses troféus, é preciso cumprir condições variadas espalhadas entre os modos single player e multiplayer do jogo. Embora conquistá-los não seja algo essencial para aproveitar o game, eles servem como um belo estímulo para você reviver momentos importantes ou testar mais uma vez as suas habilidades no campo online.

O mesmo game de antes

Mesmo levando em consideração o fato de que Age of Empires 2 HD se trata de uma mera atualização de um produto antigo, o jogo parece exagerar um pouco nesse sentido. O maior exemplo disso é a apresentação do título que, apesar de adaptada a monitores modernos de alta resolução, é exatamente igual à da versão original.

Ao não se preocupar em sequer aumentar a resolução dos elementos vistos no jogo, a Hidden Path Entertainment entrega um game graficamente datado. Claro, esse defeito pode ser contornado com a instalação de modificações disponíveis no Steamworks, porém isso não elimina a sensação de que o estúdio responsável pelo projeto não teve qualquer preocupação em atualizar a apresentação do jogo.

Img_normal
Outro problema resultante dessa filosofia de desenvolvimento conservadora pode ser visto na hora de selecionar unidades. Embora agora seja possível criar uma população de até 500 pessoas (número que aumenta ainda mais com algumas modificações), só é possível selecionar 40 delas por vez — algo que se torna especialmente incômodo na hora de manobrar exércitos.

Embora isso não seja um fator que realmente prejudique o game, incomoda saber que não foi feita nenhuma espécie de ajuste para tornar a experiência de jogo mais confortável. Assim, é difícil não ficar com a sensação de que os desenvolvedores cederam ao medo de, ao providenciar melhorias, estragar a experiência proporcionada pelo título original.

Problemas online

Embora o sistema online de Age of Empires 2 HD ofereça muito mais facilidades do que aquele visto na versão original, ele apresenta alguns problemas de lag que podem incomodar bastante. Especialmente durante partidas que envolvem unidades controladas pelo computador, há momentos em que as animações se desenrolam de maneira extremamente lenta — efeito visto até mesmo em computadores poderosos.

Img_normal
Dessa forma, para escapar do problema, o jogador se vê limitado a participar de partidas somente contra um número reduzido de adversários humanos. Embora isso seja algo que pode ser resolvido por um patch de correções futuro, é decepcionante ver que não foi dado o devido cuidado a uma das partes mais importantes do título.

75 pc
Bom