A Terceira Guerra Mundial chegou e você está convocado [vídeo]

Videoanálise

A chegada de Call of Duty: Modern Warfare 3 marca o início de duas guerras. Não estamos falando apenas das batalhas que se desenrolam dentro do game, iniciadas pelas ações do terrorista Makarov. Estamos nos referindo também à briga pelo posto de principal franquia de tiro em primeira pessoa do mercado contra o rival de peso Battlefield 3.

Img_normalO título, que tem versões para PlayStation 3, Xbox 360 e PC — além de edições para Wii e Nintendo DS — tem o modo multiplayer como seu foco principal, mas sem deixar de lado uma trama alucinante, que deixará o jogador preso à cadeira. São duas perguntas: você tem o que é preciso para encarar a Terceira Guerra Mundial, e será que Call of Duty: Modern Warfare 3 consegue manter o posto de rei dos FPS?

Call of Duty: Modern Warfare 3 é, sem dúvida, o jogo que todo fã da franquia ou do gênero estava esperando. Tudo aquilo que fez da série um sucesso está de volta, mas com diversas melhorias. Com a concorrência mais acirrada de Battlefield 3, porém, era de se esperar que a Activision aprimorasse bastante o título. Ainda assim, o game permanece brilhante.

Img_normal

A pergunta sobre qual dos dois jogos é melhor, porém, vai ficar sem resposta. Uma comparação interessante foi feita por um usuário durante nossa análise ao vivo, realizada ontem. CoD está para Pro Evolution Soccer, enquanto o game da EA é o equivalente a FIFA. Enquanto um é mais dinâmico e direto, o outro se preocupa com realismo e reprodução. E ambos têm apelos bem diferentes.

Sendo assim, a melhor sugestão é jogar ambos, e deixar a guerra dentro do game. Com títulos de tiro mais elaborados e concorrência acirrada, a tendência é que tanto Electronic Arts quanto Activision se mexam para aprimorar suas principais franquias. E assim, nós, gamers, só temos a ganhar.

Clique aqui para conhecer os critérios de análise do Baixaki Jogos.

Pause o game para recuperar o fôlego

O game começa exatamente onde o anterior se encerra. Em meio a uma guerra em grande escala entre americanos e russos, uma traição que partiu de dentro do próprio governo americano transforma os únicos soldados que conhecem a verdade em fugitivos. Agora, cabe a Soap e Price voltarem ao combate, em uma trama que envolve também as tropas do exército dos EUA e até mesmo os próprios russos, que podem não ser tão inimigos assim.

Call of Duty: Modern Warfare 3 já mostra, em sua primeira cena, a intenção de ser ainda mais grandioso que seu antecessor. Logo na primeira fase, o jogador é colocado em uma grande batalha pelas ruas de uma Nova York destruída e mal tem tempo para respirar antes de tropas oponentes atacarem de todos os lados.

Em outros momentos, a batalha ocorre a bordo de um avião em queda livre ou em meio a uma tempestade de areia. Há também momentos em que a jogabilidade é variada pela utilização de metralhadoras montadas, veículos, morteiros ou até mesmo um pequeno robô, cujo tamanho é inversamente proporcional a seu poder destrutivo.

O clima de adrenalina se mantém durante todo o modo campanha, que tem fases passadas em diversas cidades do mundo. Apesar de não serem reproduzidas fielmente, Nova York, Hamburgo, Londres e tantas outras aparecem no game de forma bastante verossímil e dão ao jogador a sensação de que ele realmente está lá.

A gente está aqui é pra dar tiro

Apesar da campanha matadora, a grande menina dos olhos de Call of Duty é o modo multiplayer. Em Modern Warfare 3, tudo aquilo a que você já está acostumado retorna em grande estilo. Agora, porém, existem mais opções e perks e modalidades para personalização de classes, tornando a experiência muito mais intuitiva para o jogador.

A excelência de sempre ganha a adição do modo Kill Confirmed, que vem para modificar a dinâmica do multiplayer e acabar com os famigerados campers. Agora, apenas matar os inimigos não vale pontos. É preciso coletar placas de identificação deixadas pelos inimigos mortos, tornando as partidas muito mais movimentadas e dinâmicas.

Ainda, o modo Spec Ops retorna com opções inéditas. Agora, é possível jogar online com qualquer jogador, sem que ele necessariamente seja seu amigo. As missões desta vez são muito mais objetivas e exigem o resgate de reféns ou a sobrevivência a hordas de inimigos. Extremamente estratégico, o extra é o terceiro pilar que sustenta Call of Duty: Modern Warfare 3.

Sutis melhorias, que fazem toda a diferença

Img_normalDesde o início, é possível perceber também as melhorias gráficas pelas quais o game passou. Apesar de não apresentarem visuais tão apurados quanto os da versão PC, mesmo o PlayStation 3 e Xbox 360 contam com imagens que representam mudanças significativas. A terceira grande guerra é retratada em cenários cheios de elementos, com partículas voando por todos os lados.

As cidades destruídas, por exemplo, apresentam uma grande quantidade de escombros e focos de incêndio. Neve, cinzas e muita fumaça também marcam presença. Tudo isso, unido, dá um ar bem realista ao título e aumenta ainda mais a imersão dos jogadores.

A gente está aqui é pra dar tiro que nem antes

A principal força de Call of Duty: Modern Warfare 3 também é um de seus principais problemas. O retorno de um modo multiplayer tão bom como sempre significa que ele também é idêntico aos seus antecessores. A desenvolvedora realizou pequenas alterações nos menus, todas as fases são inéditas e há novas opções de personalização, mas, ainda assim, a experiência é exatamente a mesma de sempre.

Não se engane, a experiência ainda é alucinante. Mas enquanto títulos como Battlefield 3 ou Bullterstorm vêm para inovar e adicionar mais elementos ao mata-mata tradicional, Modern Warfare 3 traz a fórmula praticamente sem modificações, ao ponto de ser taxado por muitos como um grande DLC.

Ainda, é possível perceber que os desenvolvedores reaproveitaram bastante coisa dos títulos originais. Certos mapas, por exemplo, são bem semelhantes aos já vistos em DLCs de Call of Duty: Black Ops, enquanto alguns edifícios e veículos são exatamente os mesmos de jogos anteriores.

Prepare o coração, mas por pouco tempo

Img_normalCall of Duty: Modern Warfare 3 também repete um problema existente em todas as versões mais recentes da franquia. Apesar de apresentar uma montanha-russa de emoções e diversos momentos épicos, o modo campanha é extremamente curto e pode ser finalizado em cerca de seis horas. Acredite, você vai curtir cada minuto, mas, sem dúvida, vai ficar querendo mais.

Ainda não chegamos ao ápice

Já falamos sobre as melhorias gráficas de Call of Duty: Modern Warfare 3. Com elas, também vieram problemas que não existiam na versão anterior da franquia. Durante o modo multiplayer, principalmente, é possível perceber diversas ocorrências de pop in e texturas chapadas. O segundo, porém, é possivelmente uma medida para reduzir o peso das partidas online e evitar o lag.

93 pc
Excelente

Outras Plataformas

93 ps3
93 xbox-360