Drácula ameaça ressurgir e dessa vez o clã Belmont não poderá ajudar

Conde Drácula ameaça acordar novamente e espalhar sua glória obscura sobre todos. Cabe ao clã Ecclesia tentar acabar com o Senhor da Escuridão antes que o seu castelo (chamado Castlevania) assombre o mundo com sua horda de demônios e monstros maléficos.

O mal sempre acha um caminho Shanoa é a nova personagem da história e o clã Belmont, para quem acompanha a história, não dá as caras nesse título, muito menos o chicote matador de vampiros. Obedecendo ao líder da Ordem de Ecclesia, a protagonista foi treinada para conseguir usufruir dos poderes dos glifos (Glyphs no game) e com eles selar de vez a maldade sedutora de Drácula.

Enfim, o jogador controla Shanoa e depois de fechar uma vez o game poderá controlar Albus. Ele é um dos primeiros vilões da história, é quem interrompe o ritual no qual Shanoa poderia ter acabado de vez com Drácula, o que fornece combustível para que a história pegue no tranco.

Quem precisa de chicote mata-vampiro quando se tem glifos?


Shanoa e suas belas tattos mágicasUm dos elementos que pode aparentar ser surpreendente é o sistema de glifos. Shanoa possui três glifos, um em cada mão e outro nas costas. Isso significa que é possível equipar duas armas/magias e um feitiço auxiliar, sendo que mais tarde é possível criar três configurações diferentes para serem alternadas rapidamente com auxílio dos botões R e L.

Usando o botão direcional superior, Shanoa começa a absorver os glifos que estiverem ao seu redor e é assim que o jogador recolhe novos poderes. Os glifos aparecem de inimigos derrotados nas magia dos adversários e escondidos no mapa. Alguns deles são complicados de serem adquiridos.

Determinados glifos surgem de inimigos destruídos e logo desaparecem. Isso serve para representar que aquele tipo de criatura pode derrubar um glifo permanente, basta derrotar mais alguns deles para que com sorte (literalmente, LUCK) um glifo mais duradouro seja derrubado e possa ser absorvido.

Alguns monstros também podem começar a executar uma magia e para isso eles criam um glifo. O jogador pode absorver esse glifo, o que interrompe o feitiço e pode fornecer uma nova arma para Shanoa. Portanto, chega a ser uma estratégia de batalha a absorção dos glifos.

Também há os glifos que são recolhidos somente se o jogador superar o segredo de como pegá-lo. Pneuma é uma magia do vento que fica em uma superfície onde a personagem é empurrada pela força de uma corrente de ar. Recolher Pneuma é uma questão de usar Magnes da maneira certa. Magnes é um glifo que funciona como um imã para um determinado objeto esférico encontrado em vários lugares durante a aventura.

Fidelis Aranea não vai te salvar dessa bota Há glifos azuis para as mãos e vermelhos para as costas. A diferença é que os azuis são de ataque e os vermelhos servem para executar encantos para melhorar os stats da personagem, conjurar criaturas (familiars), se trasnformar (Arma Felix faz Shanoa virar uma mulher gato) e ultrapassar obstáculos. Os glifos vermelhos para conjurar ajudantes, como o Fidelis Noctua para conjurar corujas, devem ser absorvidos múltiplas vezes para aumentar o nível da magia até o três.

Absorvendo Sinestro Custos Outro fato importante sobre os glifos é a possibilidade de usar ataques especiais. Se não houver combinações para os glifos equipados, Shanoa solta um ataque fraco padrão e infelizmente muitos glifos não combinam. Caso o contrário, um ataque especial é desferido. Uma dica exemplar é que o melhor ataque, em termos de efetividade, é a mistura entre Nintesco com Secare, criando um feixe de escuridão que se comporta como um ataque vertical de uma espada.

Os nomes dos glifos são na maioria em latim. Uma magia com atributo da escuridão, por exemplo, é chamada Umbra. Outros nomes muito elegantes são encontrados como Vol Luminatio, Sinestro Custos, Melio Arcus e Vol Fulgur.

Magias, equipamentos, experiência, atributos... Estamos falando de um RPG?

Todas as informações sobre Shanoa Antes de qualquer coisa é importante distinguir os atributos (attributes) dos estados (stats) da personagem. Os atributos são fogo, escuridão, esmagamento, gelo, corte, eletricidade e luz que são somados de acordo com a quantidade de certos tipos de inimigos destruídos e glifos absorvidos.

Esses atributos servem para aumentar o dano causado pelos ataques correspondentes. 65.535 pontos é quantidade necessária para maximizar os benefícios de um atributo. Isso não influência de maneira assombrosa, mas aumenta o total de dano desferido. Mesmo assim, é uma verdadeira tortura tentar coletar tantos pontos.

O estados de Shanoa, ATK, DEF, STR, CON, INT, MND e LCK, podem ser aumentados ao avançar de nível, façanha conquistada pelo extermínio de monstros com aquisição de experiência e equipamentos acessórios. Outra maneira é usar uma magia do terceiro glifo (nas costas) de Shanoa.

Os equipamentos podem afetar de diversas maneiras Shanoa. Servem para aumentar a quantidade de vida regenerada por poções ou alimentos, dobrar os corações coletados, aumentar o ataque, revelar tesouros e muitas outras utilidades.

Portanto, o jogador tem a tarefa de escolher o que usar, como usar e quando usar. É um tanto complicado saber como aperfeiçoar o personagem, porque depende do que o jogador quer e a situação a qual ele quer enfrentar.

Vagas para o curso de Castlevania OoE


Fiquem onde estão ou... É possível viver muito bem nas sombras da ignorância e jogar de qualquer jeito Castlevania OoE, conseguir derrotar Drácula, fechar o jogo e guardar o cartucho em um lugar para ser perdido no esquecimento. Entretanto, aqueles que tentarem desvendar como melhorar o personagem podem se assustar ao encontrar um pouco de complexidade chata.

Não estamos comentando sobre dificuldade aqui, estamos falando sobre pequenos fatos que não perturbam em nada aqueles jogadores que só querem jogar e ponto. Para entender o caso, o cálculo do dano de seus ataques, bem, digamos que seja tão chato que não é legal nem citar um exemplo de como fazer isso.

É difícil descobrir por conta própria o que há de bom no game, e pode demorar um tempinho até achar as informações desejadas. Conseguir tudo do melhor é uma tarefa que pode ser extremamente chata, um modelo para isso é conseguir alcançar o potencial máximo do Miser Ring, o que exige horas para conseguir o absurdo de 99 milhões de ouro.


Imagine fazer o que está no vídeo durante horas. O conceito de entretenimento está ficando distorcido, no futuro eles vão pedir para a gente pegar machados e irmos cortar lenha para conseguir uma moedinha de ouro no jogo... Pensando bem, isso já está acontecendo em Fable II e tantos outros RPGs e MMORPGs.

Alho para jogadores


Shanoa em Judgement Os jogadores que tiverem Castlevania: Judgement poderão desfrutar do Hard mode com capacidade para 225 níveis ao conectar-se com o título para Wii. Já os que não possuem o game de luta da Konami, deverão fazer da maneira difícil: fechar o jogo no modo hard com capacidade de nível reduzida para um. Justo, não?

Enfim, outro ponto negativo é a necessidade de acessar o menu para modificar a configuração de glifos. O lado positivo é que os combos para executar magias foram aposentados, contudo o lado negativo é um jogo com ação pausada para configurar a personagem.

Comparando com um dos Castlevania mais populares, SotN, Order of Ecclesia deixa a desejar quando interrompe o jogo ao obrigar o jogador a equipar glifos para fazer o que pretende. SotN é muito melhor nessa parte, nele o jogador precisava configurar Alucard algumas vezes, mas em geral a aventura era menos interrompida por esses momentos e todas as habilidades especiais eram executadas facilmente. Jogadores experientes eram capacitados para cometer os combos para ativar magias sempre que quisessem.

Se o objetivo da Konami era limitar o jogador com os glifos equipados em OoE, ela conseguiu, mas se ela esperava que os jogadores conseguissem usar todos os recursos da personagem de maneira prática, ela errou feio. Entre poucos empecilhos, o de influenciar os jogadores pausarem o jogo em plena batalha para alterar a personagem é o mais lamentável.

E como já comentado, Castlevania não entrega o ouro fácil. Para conseguir tudo de melhor é preciso visitar FAQs, fóruns e web sites profissionais de games para descobrir como melhorar Shanoa.

Tradição em criatividade


Superando todos os contras, os sons e gráficos estão encantadores nesse título. As músicas possuem um ritmo que embalam uma atmosfera onde a noite será eterna e o banquete dos vampiros será servido com muitos gritos. Já os gráficos detalham na medida certa a grande variedade de monstros, conservando o padrão Castlevania.


Mais uma vez a Konami exibiu uma legião de criaturas fantásticas, baseadas em mitologias diversas. Jiang Shi (o vampiro chinês), St. Elmo (plasma), Edimmu (uma espécie de fantasma/vampiro) e Decarabia (um demônio) são apenas alguns de vários exóticos seres que assombram a fitinha de DS.

Os desafios foram elaborados em uma proporção bem vinda para a maioria dos jogadores. Algumas situações podem até parecer impossíveis, chefões poderosos demais e caminhos aparentemente implacáveis não são motivos para desânimo.

Por mais que alguns jogadores reclamem da dificuldade, Castlevania exibe claramente o que o jogador deve fazer. Prova disso é que, como em muitos outros títulos, os adversários dão a dica de como e quando vão atacar. É fácil deduzir que o monstrengo vai abaixar com força a arma após erguê-la furiosamente no ar.


Castlevania merece ser jogado


Order of Ecclesia, por mais que tenha demonstrado algumas injustiças, é um ótimo jogo na conclusão final da análise. Pulos, uso de magias e a importantíssima esquiva (botão L, não se esqueça de usá-lo quando for jogar) formam um roteiro cheio de ação e a parte de RPG pode ser considerada uma atração a parte.

O Castlevania para DS de 2008 conseguiu manter o padrão da série e leva aos jogadores a essência de um clássico de ação e plataforma com direito até a imitar momentos marcantes, pois OoE segue a experiência do castelo invertido de SotN em certo momento.

92 ds
Excelente