A luz é a sua melhor amiga!

Lançado no final de março na PlayStation Store, Closure é um puzzle de plataforma criado pela Eyebrow Interactive que utiliza a mesma mecânica de um jogo em Flash com o mesmo nome, criado em 2009 pelos mesmos desenvolvedores.

A premissa é bastante simples. Enquanto todos os ambientes são tomados quase que completamente pela escuridão, o protagonista anônimo utiliza fontes de luz espalhadas pelos cenários para iluminar os cenários.

Contudo, a luz não serve apenas para mostrar o que se esconde no breu, mas também para validar a sua existência. Ou seja, em Closure, tudo aquilo que não é tocado pelos raios luminosos simplesmente não existe. Desse modo, se uma parede impede que você chegue ao seu objetivo, uma forma de atravessá-la é simplesmente escondê-la nas sombras – algo que pode parecer estranho inicialmente, mas é bastante simples.

Mesmo em sua versão para Flash, Closure é um game que se destaca pela originalidade e simplicidade de sua mecânica, assim como pelo grau de desafio proposto pelos seus mais diversos estágios.

No PlayStation 3, a Eyebrow Interactive utilizou a mesma base do clássico do Newgrounds para criar um game extenso com mais de 80 níveis distintos. Tudo isso sem tornar-se repetitivo ou cansar o jogador.

Mesmo sendo uma frequente causa de irritação, isso raramente é culpa do jogo, mas apenas de uma das inúmeras tentativas de encontrar a solução para um determinado estágio. Desse modo, principalmente para quem gosta de quebrar a cabeça com jogos do gênero, Closure é altamente recomendável e não deve passar em branco – a não ser que você seja o tipo de jogador que procura a resposta na internet toda vez que empaca em alguma fase.

Caminhe em direção à luz

Se pedir para que alguém vá pela sombra no cotidiano significa para ela tomar cuidado, aqui é justamente o contrário. Afinal, cair no meio da escuridão em Closure significa nada menos do que perder-se no nada eterno.

Para evitar isso, o game oferece diversas formas de manusear a luz, com as quais você terá de se preocupar caso deseje dominar todos os seus níveis. Há desde mecanismos ativados quando iluminados até lâmpadas que podem ser direcionadas para iluminar a parte do cenário que lhe interessa no momento.


Justamente por conta desse conceito inovador, Closure é um jogo viciante, cujos desafios são capazes de fazer qualquer um jogá-lo por muito tempo sem cansar. Afinal, seus estágios são bastante variados e oferecem desafios na medida certa.

Dificuldade para todos os gostos

Uma reclamação constante a respeito dos jogos atuais refere-se à dificuldade muito baixa dos games. Há dúzias de checkpoints e indicações na tela que tiram o trabalho dos jogadores de pensar em uma solução para os problemas apresentados e que não causam prejuízo algum caso erros sejam cometidos durante as partidas.

Closure consegue conciliar isso com uma apresentação agradável e convidativa. Não há limite de tempo para completar os estágios, assim como também há tentativas ilimitadas. Desse modo, é possível levar o tempo que for necessário para completar seus objetivos sem que o game ofereça a resposta de bandeja após minutos de aperto.

Ao mesmo tempo, também não é preciso temer o nível de desafio do game. Enquanto a dificuldade cresce gradualmente conforme o progresso do jogador, em nenhum momento a solução é absurda. Basta tentar encontrar a solução por conta própria, contendo o desejo de procurá-la no YouTube.

Mistério no ar

O clima sombrio é uma das principais marcas de Closure. Enquanto os cenários são simples e raramente são totalmente iluminados, a trilha sonora que acompanha a jogatina ajuda ainda mais a aumentar o clima de mistério do jogo.

Isso tudo confere bastante tensão durante as fases. Desse modo, o jogador sabe aonde deve ir e quais os meios que terá de utilizar para alcançar os objetivos. Contudo, até que isso seja realizado, o suspense é garantido pela fantástica ambientação produzida pela Eyebrow Interactive.Durante a campanha, o mistério de sua jornada também garante fascínio pela aventura. Por que a escuridão engole todos que caem dentro dela? Quem é o personagem amorfo? Qual é a história desses ambientes? Tudo isso não chega a ser respondido, mas oferece a oportunidade ao jogador de enfrentar o desconhecido em uma experiência bastante única e instigante.

Pensa rápido!

Um dos grandes destaques de Closure é a habilidade com que os desenvolvedores conseguiram criar um game que exige soluções complexas utilizando poucos e simples comandos. Afinal, é possível caminhar, saltar e segurar objetos, nada mais.

Claro que tudo isso tem a ajuda de alguns fatores ambientais, como locais em que não se pode largar o objeto que o personagem está segurando, por exemplo. Tudo isso adiciona bastante diversidade a um game bastante criativo.

Contudo, nas situações do jogo em que a velocidade é essencial para o sucesso, podem ocorrer alguns problemas com os controles do jogo. Em determinado estágio, por exemplo, é preciso impedir que um barril role por cima de um globo de luz no meio da fase. Se você é obrigado a recomeçar a tarefa pela quinta vez porque os controles não ajudam, a situação começa a se tornar bastante frustrante, para dizer o mínimo.

85 ps3
Ótimo