Ficha Técnica

DATA DE LANÇAMENTO

Indefinida - PC

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA

Classificação pendente

DESENVOLVEDORA

EA Victory Games

DISTRIBUIDORA

Electronic Arts

ONLINE

Mais Sobre o Jogo

Mais Sobre o Jogo

Command & Conquer é um reboot da clássica família de jogos RTS da Electronic Arts. A maior diferença na estrutura do jogo vem da adoção do sistema free-to-play — o qual determina que novos conteúdos e unidades sejam adquiridos com base em microtransações, envolvendo dinheiro real. A jogabilidade se baseia na coleta de recursos, no treinamento de tropas, na expansão das próprias forças e no domínio dos territórios adversários.

Com base neste primeiro game, a publicadora deve fornece novas abordagens e temáticas —revisitando Tiberium e Red Alert além, é claro, da própria Generals, que representa a linha de tempo principal aqui. Na verdade, trata-se da única parcela deixada realmente clara até o momento, já que tanto desenvolvedora quanto produtora se limitam ainda a mencionar “bônus específicos” em troca de alguns tostões.

A organização do novo-velho Command & Conquer se dará, inicialmente, por meio de três facções específicas em guerra. Enquanto a European Union representa a parcela de alta tecnologia presente no conturbado mundo futurista em guerra — com a promessa de tanques de guerra monstruosos capazes de varrer rapidamente grandes áreas —, a Asia-Pacific Alliance é mais focada na filosofia do “quanto mais, melhor”.

Por fim, a Glogal Liberation Army representa o núcleo “mau” aqui, cujos regimentos são compostos, sobretudo, de terroristas. De acordo com a Victory Games (em entrevista ao site VG 247), trata-se de uma facção projetada para o “improviso”. Em outras palavras, as táticas disponibilizadas aqui passam a realmente fazer sentido quando se considera os movimentos dos oponentes.