Dante se perde na floresta e o resultado é um DLC deplorável

Dante's Inferno mal chegou às lojas e já temos uma expansão disponível. Aparentemente, a Electronic Arts, empresa responsável pelo game, realmente não está para brincadeiras. O DLC é quase como uma expansão convencional. Quase. Uma nova roupa — que leva Dante de volta aos tempos da brilhantina —, nova relíquia, habilidades, inimigos e outros pequenos detalhes fazem parte da Dark Forest, nome atribuído à expansão.

Mas, ao contrário da maioria dos conteúdos descarregáveis, Dark Forest traz pouco mais de 30 minutos de jogo. Felizmente, quem é dono de um PlayStation 3 e decidiu comprar a versão Divine do game poderá baixar o arquivo gratuitamente utilizando um código que se encontra junto ao manual do game. Já os donos do Xbox 360 não tiveram a mesma sorte: na Live, Dark Forest sai por aproximadamente 5 dólares — um preço razoável, mas mesmo assim, é pago.

E o que esta expansão traz de bom para o game? Bem, é difícil falar assim, diretamente, então vamos aos detalhes. Basicamente, trata-se de uma introdução ao jogo original, o famoso Prologue — quem está no PlayStation 3, certamente conhece esta palavra. Dark Forest toma como pano de fundo a mesma floresta que aparece na CG introdutória do game completo.

Desta vez, contudo, a CG é interrompida, e o jogador terá de completar alguns desafios para finalmente chegar onde Dante deseja, iniciando assim a trama original do game. Mas, será que estes desafios valem a pena? Qual será a contribuição de Dark Forest para o excelente Dante’s Inferno? É isto que você confere em nossa análise.

Muito menos que você esperava

Bem, ao contrário do que muitos imaginam, esta não é a famosa expansão que trará um modo cooperativo e um editor de níveis para Dante’s Inferno. A responsável por tudo isto será Trails of St. Lucia, a qual estará disponível a partir do dia 29 de abril deste ano. St. Lucia também trará uma personagem jogável homônima, além da curiosa possibilidade de compartilhar e criar níveis.

Mas, vamos ao que interessa. Dark Forest resume-se a uma aventura na qual Dante procura por um misterioso guerreiro que também aparece no início do jogo completo. A expansão é, na realidade, uma perseguição que passa por diversas salas misteriosas e também envolve alguns poucos combates.

Novamente, Dante é o grande protagonista do game, mas com suas habilidades maximizadas. É um pouco estranho, sinceramente, jogarmos uma introdução ao game na qual o personagem já possui habilidades que somente seriam adquiridas no final — incluindo a foice, a qual o personagem só adquire após matar a Morte. Mas, tudo bem. Vamos acreditar que Dante tropeçou em uma pedra, bateu a cabeça, e esqueceu como era incrível quando o jogo original inicia.

Pancadaria é complemento aquiComo se pode imaginar, a jogabilidade é a mesma do game completo. Ou seja, golpes fortes e fracos, saltos e a possibilidade de desferir ataques mágicos projéteis. Dante também pode se esquivar com o analógico direito e utilizar os botões do ombro do controle para finalizar os oponentes mais fracos e usar magias — que também estão no máximo.

Ok, então, se tudo está igual, o que temos de vantagem em Dark Forest? A grande diferença é que esta expansão foca mais nos puzzles — que, realmente, não eram a parte forte da versão original. Sim, os combates, meu caro amigo, são apenas complementos nesta expansão. É triste, decepcionante e nós sabemos disto.

Quem gostou de Dante’s Inferno provavelmente não se sentirá muito atraído por Dark Forest. O motivo? Os combates sumiram, e em seu lugar entraram puzzles irritantes e que quebram totalmente o ritmo do game. É como se estivéssemos presos em Lost Woods de Ocarina of Time, mas os quebra-cabeças da expansão não chegam nem aos pés do que foi vivido por Link.

Felizmente, a “expansão”, se é que podemos chamá-la assim, é gratuita para quem tem um PlayStation 3 e sai por um preço razoável no Xbox 360. Mesmo assim, a introdução realmente deixa a desejar. Afinal, Dante’s Inferno faz você querer quebrar a sua cabeça ou quebrar a cabeça de demônios? Pois é.

Não gaste dinheiro com Dark Forest. A expansão, como você deve ter percebido, não corresponde à qualidade do game original, deixando a desejar por sua campanha curta e uma infinidade de problemas. As únicas vantagens são os novos itens, mas você pode se divertir tranquilamente sem eles e somente com Dante’s Inferno.

Mais Dante, mais Inferno

Sem dúvidas, um dos elementos que mais chama a atenção na expansão é a nova, e estrondosa, roupa de Dante. A combinação anos 1970 com templário da Terceira Cruzada certamente é algo inusitado e capaz de arrancar algumas gargalhadas do jogador. Além disso, Dark Forest ainda traz uma relíquia nova e que não pode ser obtida na campanha da versão original. Ideal para quem quer se sentir mais poderoso.

Outro fator que chama a atenção são os novos inimigos. Durante sua pequena aventura por Dark Forest, você notará que dois oponentes desconhecidos aparecem para tentar impedir sua jornada. Como os demais demônios, a adição traz personagens bem feitos e com um design bacana. Outras aberrações que também aparecem na versão completa voltam a dar as caras em Dark Forest.

Contar com todos os poderes de Dante maximizados também tem seu lado positivo. Finalmente, que não teve a chance de explorar uma das áreas da árvore de habilidades poderá desfrutar de alguns golpes realmente insanos e altamente potentes. O jogador tem acesso a exatamente todas as habilidades de Dante, pois ambos medidores estão no máximo. Sim, Dante é uma fera.

Vai encarar?

Quase tudo...

Sinceramente, por US$ 4,99 você consegue encontrar qualquer coisa mais interessante que Dark Forest nos serviços de distribuição digital. A expansão dura aproximadamente 30 minutos, e adota uma visão muito distinta do que foi trazido pelo game original, quebrando toda a atmosfera bacana do título, mesmo sendo uma introdução.

Entretanto, o pior de tudo é a remoção quase completa dos combates e a adição de puzzles completamente sem graça. Sim, ainda existe um pouco de pancadaria, mas ela só acontece durante um quebra-cabeça e outro. Ao todo, são três salas principais no qual o jogador terá de resolver uma espécie de enigma.

Estas salas são como a já mencionada Lost Woods de Ocarina of Time, originalmente lançado para Nintendo 64. Basicamente, você conta com até quatro portais mágicos em cada sala e o objetivo é encontrar o caminho correto. Ao entrar em um portal inadequado o jogador acaba retornando para o início do puzzle.

Então como eu faço para passar desta parte? Se você conhece um pouco da língua inglesa, então provavelmente não terá problemas — pelo menos é assim que deveria ser. As dicas são explícitas e logo de cara fica bem claro qual é o seu objetivo e o que precisa ser feito. Contudo, algumas salas, como a final, podem trazer respostas mais simples do que você imagina — o que é uma pena, pois nem mesmo os puzzles são satisfatórios.Você vai cansar de ver estes portais

Independentemente de ser uma aventura difícil ou não, Dark Forest é decepcionante. Pouco tempo de jogo, falta de combates — o mais bacana de Dante’s Inferno — e puzzles realmente nada profundos.

Sendo assim, o fator replay do game é praticamente nulo, assim como a diversão. Ou seja, nada de bom aqui. Só baixe se for de graça para ao menos se divertir com a roupa de Dante. Até mesmo os gráficos — ausência de animações e detalhes — e o áudio são piores, provando que esta é uma expansão sem polimentos.

56 ps3
Fraco

Outras Plataformas

56 xbox-360