Jogabilidade deficiente, desafio nulo e gráficos excelentes.

Antes de mais nada, uma ressalva: Dead or Alive Xtreme 2 (DOAX2) não é um jogo, é uma mera apresentação de meninas se exibindo de maneira provocante em uma ilha paradisíaca, elevada além do nível do oceano por Zack e sua namorada Niki. Durante 2 semanas o jogador passa uma temporada de férias virtual através na pele de uma garota, coleciona peças de biquíni, conhece amigas e descansa tomando muito sol e se exibindo para uma câmera enquanto alguns mini-games, como disputas de jet-ski e cabo-de-guerra sobre a piscina, dão a dinâmica que toda férias necessita.

Mas, como assim não é um jogo? Bem, o conceito de jogo requer alguns parâmetros básicos: objetivo e regras. Nesse sentido, DOAX2 até apresenta um conjunto de regras, que é ficar colecionando itens com dinheiro ganho em esportes de verão e em noitadas no cassino. Por outro lado, não há objetivo algum, já que passados 14 dias dentro do jogo, faz-se a contabilidade de quanto você tem e o jogo reinicia sem muita lógica.

Sonhos de uma noite de verão

Recapitulando, Dead or Alive Xtreme 2 é uma versão descontraída inspirada no jogo de luta Dead or Alive. A idéia da equipe dos desenvolvedores Team Ninja — responsável por ambos os títulos — foi aproveitar o rol de mulheres atraentes daquele jogo, tirá-las do ambiente de pancadaria e colocá-las para se divertir em uma ilha tropical que requer muita vontade de se divertir e pouquíssima roupa.

Idéia inspiradora não? Sim, ainda mais com a cutscene introdutória que, apesar de não dar pistas sobre o que você terá que fazer durante o game, consiste em várias mulheres no mais elevado esplendor da boa forma brincando divertidamente em piscinas, praias e no meio da selva. Sequer ouso perguntar a mim mesmo quando foi a última vez que prestei tanta atenção em uma CG como essa. Os modelos poligonais estão perfeitos, a física é ritmada, a sensação de estar sendo transportado para esse cenário idílico é considerável e o bem-estar resultante é revigorante!

Mas, infelizmente, ao fim da introdução começam as decepções com Dead or Alive Xtreme 2. Após iniciar o game e ver Zack conceber sua ilha magnífica, escolhe-se uma das meninas já familiares para os jogadores de Dead or Alive. Cada uma delas tem determinadas habilidades que, no final das contas, não as diferenciam na prática. Para a maioria dos jogadores, a escolha acaba sendo sentenciada pela aparência da garota; no meu caso, optei por Christie, dado seu semblante de austeridade sedutor e por suas curvas pronunciadas.
  

Compras e mais compras sem propósito aparente

Após isso, Lisa, uma morena simpática, torna-se sua amiga imediatamente e lhe apresenta a economia comercialmente feroz da ilha. Existem 3 lojas, uma onde se compra equipamentos esportivos e náuticos, outra onde se compram roupas e acessórios de moda e por fim, uma onde há disponível um coleção de bugigangas que vão de trevo de quatro folhas até máquinas fotográficas.

Como a conta começa com cerca de $300 mil, fez-se a primeira compra de um biquíni. Naturalmente, optou-se por um que consistia em pequenas tiras de pano quase que invisíveis. Todavia, qual não foi o espanto ao constatar que este custava vultosos $880 mil ! Ou seja, existe uma curiosa relação entre a discrição do vestuário e quanto ele custa — quanto menor o biquíni, mais caro ele é.

Após ter deixado de lado esses ímpetos consumistas, Lisa lhe desafia para um duelo de Jet-Ski. Nesse ponto, apesar do controle do veículo ser aceitável, as indicações do traçado através de balões que bóiam sobre o mar não antecipam adequadamente sobre qual curva deverá ser feita.

O dia dura pouco quando nos divertimos

Após esse pequeno tutorial apresentado pela Lisa, fica ao seu critério escolher qual atração será usufruída em cada uma das três partes do dia: manhã, tarde e entardecer. Basicamente, é possível ir às lojas, participar de um dos mini-games do jogo ou se exibir passivamente em locais que o jogo classifica como aptos para o descanso.

Sobre os mini-games, existem as seguintes modalidades: corridas de jet-ski, volleyball, pular sobre plataformas coloridas na piscina, corrida para pegar uma bandeira na praia, duelo de bumbuns, cabo de guerra sobre a piscina e tobogã.

Enquanto as partidas de jet-skis são divertidas, o mesmo não se pode dizer das demais categorias. Por exemplo, controlarem-se os ataques e a recepção dos saques nas partidas de volleyball é um ato que mistura sorte e intuição, já que os comandos são grosseiros e, por isso, ataques que você julgou que seriam perfeitos acabam resultando em bola na rede sem muita razão.
  
No duelo de bumbuns, as garotas posicionam seus glúteos bronzeados um contra o outro sobre uma plataforma flutuante e ganha aquele que o computador julgou arbitrariamente que foi mais rápido ao apertar o botão após dado o início da partida. Como o jogo não permite novas tentativas, em caso de derrota o jogador deve gastar seu próximo período do dia para tentar uma revanche.

Nos momentos de exibição/descanso, a idéia é simples: sua personagem se espreguiça ou faz poses eróticas sobre a areia da praia, em meio às árvores da selva ou mesmo dá em uma voltinha de bicicleta. Caso o jogador tenha adquirido uma máquina fotográfica, é possível eternizar esse momento de observação passiva com alguns cliques que resultarão em fotos para o seu álbum dentro do game.

Jogatina fecha um dia de queimação sob o sol

Ao fim do dia, escolhe-se um dos hotéis disponíveis para se dormir conforme seu gosto por determinado tipo de decoração. Aqui, outra ressalva: quanto à transição entre os mini-games e demais atrações da ilha, assim como a ida ao hotel e o passeio sobre a ilha; nada disso se dá controlando-se em tempo real a garota. Ou seja, não se transita livremente em terceira pessoa controlando-se o personagem e sim se escolhe o que fazer unicamente através de menus.

Dito isso, a partir do hotel é possível dar um pulinho no cassino, presentear algumas das meninas da praia com biquínis ou mesmo ir dormir. Trocar presentes parece ser uma constante em DOAX2, já que grande parte das suas relações de amizade será mediada pela quantidade de agrados materiais que vocês fizerem entre si.

Já dentro do cassino, existem opções diversas de jogos de azar, tais como: pôker, roleta, caça-níqueis e black-jack. Infelizmente, a interface desses jogos é bastante impessoal, já que não é possível apreciar os rostos de suas adversárias nem mesmo ter como parâmetros as mudanças de fisionomia dos participantes de uma rodada de poker. No cassino, apresentam-se somente as cartas e a mesa e a única pista de que você está duelando contra outras meninas são suas expressões sonoras de “Uhmmm o que eu faço?” e “Uhmmm... será que eu...” e demais frases monótonas e repetitivas.

Eis Dead or Alive Xtreme 2. Após algum dinheiro perdido ou ganho durante o cassino, desansa-se no hotel e começa um dia novo, que será repleto das mesmas atrações pré-selecionadas e de aquisições de mercadorias nas lojas. Não é absurdo dizer que bastam cerca de 3 dias dentro do jogo — o que equivale a cerca de 45 minutos de jogo na vida real — para se enjoar de DOAX2.
 
Trilha Sonora feminina
 
Algo que sempre acompanhará o jogador durante as partidas de DOAX2 são músicas extremamente alegres, agitadas e até mesmo infantis. Contendo basicamente vocalistas mulheres, o sentimento transmitido é que o jogador entrou em um universo feliz e cor de rosa; como se a turma do seriado Malhação resolvesse passar a próxima temporada das suas aventuras juvenis na praia. Apesar das músicas estarem perfeitamente ajustadas ao clima do jogo, as mesmas podem irritar aqueles que não suportam gritinhos e melodias previsíveis que sempre acompanham as canções destinadas a embalar os jovens. O mesmo vale para os diálogos e as expressões sonoras das personagens, já que todas são entoadas de maneira infantil e inocente.

Gráficos soberbos que se sairiam perfeitamente como um protetor de tela

Se DOAX2 fosse um protetor de tela — e se esse recurso existisse no Xbox 360, sem dúvida alguma ele seria o campeão de vendas no Xbox Live Arcade. O equilíbrio de luz, sombras e cores transmitem uma sensação fiel e artística de se estar em uma praia com essas meninas. Os modelos estão bem delineados e a proporção entre seus atributos físicos — apesar de poder ser considerados exagerados para alguns —  está perfeitamente balanceada.
 

Por outro lado, a física do jogo é um tanto perturbadora. Primeiramente, convenhamos: caso o jogador seja do sexo masculino, é bem possível que o foco de sua visão estará constantemente concentrado busto das protagonistas. Imagine então que, após alguns pulos insignificantes, os seios das personagens começam a bambolear de maneira caótica e imprevisível e mais ainda, com orientações motoras independentes em cada uma da mamas que se perdura mesmo após a parada da moça. O resultado dessa atenção natural sobre a região peitoral das meninas, agregados com esse comportamento inercial frenético dos seios resulta em uma perturbação psicológica indescritível misturada a algumas risadas.

Em um sentido mais moral, o jogo não é adequado para as mulheres, seja pelo teor erótico do jogo, seja pela sua jogabilidade horrível. Todavia, tampouco é para os homens, já que, além do mesmo problema sobre o controle das personagens, existe o agravante de que o jogo está repleto de comportamentos pouco usuais entre o público masculino, como comprar biquínis, óculos femininos, chapéus de praia e esmalte para as unhas. Todas essas características, em conjunto com o decorrer dos dias monótonos dentro do jogo, fazem com que o valor de replay de DOAX2 seja mínimo, para não dizer nulo.

Concluindo, não é possível recomendar a compra de DOAX2 sob hipótese alguma. Para aqueles que mesmo diante do exposto tenham interesse em experimentar o jogo, recomenda-se que alugue-o ou o empreste de alguém que tenha comprado o produto. Reafirma-se, o título tem lá seu valor pelo seus gráficos harmoniosos e cutscenes belíssimas mas a partir do momento que aparece “Press Start Button”, a alegria termina.
52 xbox-360
Fraco