Basta destroçar tudo o que aparecer pela frente!

 

DiRT sempre habitou algum lugar entre a simulação e a diversão tipicamente arcade. Afinal, enquanto trazia uma boa dose de adrenalina lotada de lama e movimentos quase irreais, a porção simuladora da franquia era encarregada de trazer alguns visuais de tirar o fôlego — juntamente com alguns preciosismos típicos de um game que pretende retratar a realidade.

Bem, em Showdown, a dúvida se esvai completamente: trata-se, sem sombra de dúvida, da mais pura diversão arcade. Quer dizer, não bastassem os controles “facilitados”, também os desafios aqui ganham um quê de insanidade, sobretudo quando se cai na porção “Demolition Derby”. É aí que tudo acontece, sobretudo se você tiver alguns bons amigos para dividir uma das várias arenas de pura destruição irracional.

Img_normal
Entretanto, o que poderia ser um passe livre para um game mais casual, acaba por trazer novamente a assinatura da Codemasters. É claro que o tratamento gráfico aqui é bem outro: em vez de simplesmente jogar lama em alguns carros licenciados, a desenvolvedora acrescenta uma boa dose de ferrugem aos monstrengos fumegantes de metal — destaque para certo rabecão cheio de estilo que se encontra entre as suas escolhas possíveis.

Mas, acima de tudo, DiRT Showdown é um game online. Vale enfatizar aqui: toda a proposta é focada em interações através da rede. De fato, a insistência da Codemasters em tentar provar que “homem nenhum é uma ilha” — através de convites constantes para tomar parte no sistema Racenet, por exemplo — só não consegue ser mais inconveniente que o narrador das suas desventuras motorizadas aqui.

Img_normal
Mas entre boas propostas multiplayer, física decente e ainda um modo carreira razoável e o trololó constante do seu comentarista, vale a pena conferir se Showdown vale mesmo os tostões que são pedidos. Vamos aos detalhes.

DiRT Showdown representa uma mudança interessante de rumos para a célebre franquia da Codemasters. De fato, trata-se de um spin-off bem pensado e também bastante oportuno, na medida em que substitui, deliberadamente, os elementos de simulação tipicamente encontrados em DiRT por uma boa dose de adrenalina e diversão destrutiva.

De fato, isso fica ainda melhor em ambientes online, embora exista um revés óbvio aí. Quer dizer, caso você não tenha uma conexão decente, ou simplesmente não se interesse por disputas contra sujeitos de carne e ossos, haverá apenas um modo campanha medíocre para justificar a sua aquisição — já que os modos focados em “corrida” aqui simplesmente... Existem.

Mas alguns amigos resolvem isso facilmente. Seja em tela dividida ou através da rede, arremessar o seu carro feito um foguete contra uma massa disforme de metal retorcido pode ser incrivelmente divertido. Se isso faz o seu estilo, esqueça momentaneamente as simulações e embarque em um baja envenenado.
 

Basta destroçar tudo o que aparecer pela frente!

Então você sempre admirou DiRT por ser um bom simulador de rali? Isso o deixou temeroso quanto à proposta singular de Showdown — que, para todos os efeitos, é considerado como um “spin-off” pela Codemasters, vale citar. Acredite: basta entrar na arena de um dos eventos de “demolição” do game para esquecer completamente qualquer preciosismo em relação à franquia.

DiRT Showdown consegue ser incrivelmente divertido na sua porção “Demolition Derby”. Ok, é verdade que as curvas podem ser feitas em alta velocidade aqui, e, se levadas a sério, algumas das colisões poderiam moer completamente um corpo humano normal. Mas ainda assim... É muito divertido! Você vai se lançar contra dúzias de inimigos com a sua carroça tão envenenada quanto enferrujada, unicamente para ajudar o circo a pegar fogo.

E o melhor: os gráficos acompanham de forma bastante razoável a insanidade das arenas de destruição pura. Capôs voam; calhambeques turbinados capotam para fora do ringue. Enfim, antes de voltar para DiRT 3, experimente algumas das arenas “Demolition” de Showdown.

Pancadaria multiplayer

Sim, lançar o seu carro enferrujado feito um foguete para cima de adversários “como se não houvesse amanhã” é muito divertido. O que poderia ser melhor? Bem, que tal se os adversários não fossem a I.A. (inteligência artificial) do jogo, mas alguns bons amigos?

Img_normal
De fato, é na sua porção multiplayer que a proposta de Showdown realmente ganha fôlego e embalo para muitas horas de jogatina. Seja através de uma tela dividida ou em ambiente online, disputar contra inimigos de carne e osso torna tudo muito mais... Interessante. Na verdade, mesmo as corridas “normais” de Showdown transformam-se em verdadeiros massacres sobre rodas quando se encara alguns bons amigos.

Jogabilidade na medida

Sim, DiRT Showdown “facilita” bastante as coisas na hora de controlar o seu carro/míssil por entre arenas e circuitos. Entretanto, não parece arriscado dizer que a medida encontrada pela Codemasters aqui foi realmente ideal. Quer dizer, como seria possível combinar elementos de simulação com carros que mais se parecem com bombas sobre rodas? Afinal, para permanecer vivo, você certamente dependerá de algo que não saia tão facilmente pela tangente da curva.

Às compras

Img_normal
Os bons tostões adquiridos nas corridas semissuicidas de Showdown não vêm em vão, é claro. Ao juntar um bom montinho de dólares, você poderá tanto adquirir novos carros quanto melhorar dimensões específicas daquele que já possui — controle, aceleração etc. Enfim, certamente um incentivo para se lançar contra os inimigos nas pistas e arenas.

Boa trilha sonora

A trilha sonora de Showdown realmente “casa” perfeitamente com a proposta do game. Em algum lugar entre o hardcore e o rock, as melodias aqui são perfeitas para embalar o caos sobre rodas em cada uma das fases

Falta “liga” no modo carreira

Sim, existe um modo carreira aqui. Não, ele não se parece com um. Na verdade, a despeito do dinheiro coletado, há apenas um amontoado de corridas sem muita ligação — são quatro circuitos, cada um com 15 desafios diferentes. Enfim, trata-se da faceta menos agradável do óbvio foco online da Codemasters.

Img_normal
“Quanto mais carros, mais carnificina... Buahahahaha!”

Eis algo verdadeiramente irritante em Showdown. Embora o seu comentarista mande uma ou outra frase realmente engraçada aqui e ali, o sujeito acaba cansando depois de pouco tempo. Normalmente, bastaria cortar a fala nas opções, certo? Não aqui: você simplesmente poderá colocar tiradas como “Quanto mais carros, mais carnificina” em um volume 50% menor. E só.

80 pc
Ótimo

Outras Plataformas

80 ps3
80 xbox-360