Mesmo quem ainda não está no colegial da música vai criticar Disney Sing It.

High School Musical, Hannah Montana, Camp Rock, Aly J & AJ, Jonas Brothers, They Might Be Giants e diversos outros cantores adolescentes estadunidenses partilham algo em comum: possuir um show musical no canal Disney Channel ou ter participado de algum filme do mesmo gênero lançado pela Disney.

A companhia fundada por Walter Elias Disney (Walt Disney) em 16 de outubro de 1923 expandiu seu ramo de atuação para diversos setores do entretenimento, focando sempre, porém no público infantil.

Aly J e AJ as gêmeas mais rítmicas do Disney Channel

Com esta fórmula, a Disney tornou-se uma das companhias mais conhecidas no mundo todo, principalmente é claro pelo parque de diversões temático mais famoso do globo, situado em Orlando. Mas, infelizmente, a atuação da companhia nos video games dá um passo atrás com Disney Sing It.

Cante SÓ isso!

Para quem não sabe, Sing it pode ser traduzido, literalmente, como cante isso. Entretanto, no jogo lançado recentemente no Brasil que foi produzido numa parceria conjunta da Zoe Node, do Disney Channel, Walt Disney Records, Hollywood Records, BINK Video e Disney Interactive Studios, sendo distribuído em nosso país pela Positivo Informática, a companhia criou uma fórmula extremamente limitada e ainda com algumas falhas.

O principal problema de Sing It é que o jogo limita seu público-alvo pelo estilo de músicas. Se Sing It fosse lançado como um Karaokê para toda a família, traria músicas que iriam atrair não somente os baixinhos, mas também seus pais e irmãos mais velhos.

A proposta foi tão evidentemente fraca que na nova versão que está sendo produzida pelas mesmas empresas citadas acima, a Disney Interactive Studios decidiu inserir músicas de sucessos do POP como Coldplay, Duffy, OneRepublic, Maroon 5 e Colbie Caillat.

O cabelo dele me lembra alguém!

Mas o que importa é que neste jogo original, somente cantores que fazem aparição em shows do Disney Channel estão presentes. Este ponto da proposta é muito fraco, pois as músicas irão soar bobas para adolescentes, impedindo o título de ser aproveitado por toda a família.

Tá tudo liberado!

Enquanto outros jogos musicais como Rock Band e Guitar Hero exigem que o jogador cante ou toque as músicas e consiga notas palpáveis para só então desbloquear as seguintes, Sing It traz todas disponíveis desde o início.

São 35 músicas de diversas estrelas Disney, e todas são disponibilizadas para o jogador cantar desde o começo, sem precisar passar por um modo carreira para desbloqueá-las. A variedade de modos de jogo é bem interessante, com 3 opções multiplayer: Versus, Duet, e Team Play.


Além disso, o modo single player oferece função para o jogador aprender a cantar, com o modo Sing It Pro, onde existem diversas lições diferentes, cada uma delas contendo numerosos passos em que o jogador irá reeducar sua voz para conseguir melhores notas em Sing It.

Travamentos e muitos loadings


É difícil entender como um jogo como Disney Sing It possa ter tantas falhas, somente um péssimo trabalho de desenvolvimento pode resultar em um jogo tão leve com tamanhas falhas.

Não encontro as palavras para dizer o quanto este jogo é ruim!

O principal ponto fraco são os loadings. A coisa que o jogador mais vê por todo o tempo de jogo é o logotipo da franquia Sing It com dois traços coloridos girando ao seu redor, que representa o carregamento do jogo.

Além disso, é comum dar de encontro com telas em que o jogo está carregando, porém sem o símbolo, o que dá a ideia de que o jogo travou por alguns segundos, e às vezes mais de um minuto. Isto é inaceitável num jogo tão leve.

Só para os fãs de Hannah Montana e Cia

Se você, seu filho ou irmãozinho se diverte em casa com Hannah Montana, Jonas Brothers, Camp Rock e todos os outros seriados musicais da Disney e ainda tem paciência para esperar o jogo carregar por um tempo considerável, pode ser que se divirta com Disney Sing It.

Entretanto, é preciso levar em conta, antes de adquirir o jogo, que se você quiser cantar com amigos deverá adquirir um outro microfone que possua entrada USB, e não P2 (entrada padrão de fones de ouvido e microfones atuais).


Além disso, aconselhamos testar o jogo em seu computador, alugando-o ou emprestando de algum amigo antes de adquiri-lo, visto que talvez o título não rode em sua máquina. As especificações do jogo não são exigentes, e o computador em que nossa equipe o testou as superava de longe, mas isso não impediu que o PC sofresse muito na configuração gráfica máxima, forçando-nos a diminuir sua qualidade para continuar a análise.

56 pc
Fraco