Uma experiência inesquecível... Para os fãs de EVE online

Dust 514 é um jogo de tiro em primeira pessoa (FPS) lançado em maio deste ano exclusivamente para o PlayStation 3 e que pode ser adquirido pelos membros da PlayStation Network sem quaisquer custos de adesão. As únicas requisições obrigatórias são ter um considerável espaço em seu HD para baixar o game (só a atualização inicial conta com 1,3 GB de tamanho) e ter uma conexão que não vá lhe deixar na mão, pois o game é online.

Falando em conexão, antes de poder jogar Dust 514 pela primeira vez é preciso obrigatoriamente baixar todas as atualizações que já foram lançadas para o game. Em outras palavras, se você está pensando em baixá-lo e já sair metendo pipoco em geral, é melhor pensar duas vezes. A atualização atualmente conta com quase 1,5 GB e não é possível fazer download em segundo plano nem nada do gênero.

Depois dessa maratona de “descargas”, como diriam os portugueses de Portugal, ainda é preciso ressaltar mais um dado fundamental antes de encarar as emoções desse MMO FPS. A produção é uma espécie de spin off do grandioso game EVE Online, desenvolvido pela CCP, e é de crucial importância que você dê uma boa estudada sobre a pedra fundamental deste braço em primeira pessoa da série.

Fazendo a lição de casa

Assim, vale lembrar que EVE é um MMORPG online que leva os jogadores a assumirem uma posição dentro de um universo gigantesco de ficção científica. O espaço é inteiramente acessível para a humanidade através de portais espaciais (chamados stargates). A locação central das galáxias é chamada de New Eden e o controle desse ambiente é dividido entre o Amarr Empire, Caldari State, Gallente Federation e a Minmatar Republic.

O título original coloca os gamers no controle de naves espaciais, na condição de membros de alguma das corporações acima, seguindo ou não a linha de atuação de cada uma delas. É aí que podemos inserir Dust 514. A novidade da CCP entrega uma jogabilidade em primeira pessoa, na qual os ambientes de combate são totalmente influenciados pelas campanhas no MMORPG original.

Img_normal

Dust 514 oferece quatro modalidades diferentes de jogatina. As duas primeiras delas são uma espécie de releitura do que existe em CoD e BF3, sendo Team Deathmatch e Team Deathmatch com Power-ups. A terceira e a quarta são as famosas “capture o ponto”, com a diferença que em uma você precisa dominar vários locais e na segunda apenas uma região.

Será que vale a pena entrar nessa massiva aventura que já tem a pré-aprovação de milhões de pessoas? Vamos conferir.

Dust 514 é um jogo de tiro em primeira pessoa que consegue apresentar uma curva de aprendizado realmente complexa. Isso é uma característica muito importante, pois pode colocar o título tanto em um patamar de admiração quanto deixá-lo em uma situação que beira a mediocridade, pois ele abusa das referências do outro game.

A proposta de Dust 514 é inacreditavelmente boa, praticamente um sonho para quem é jogador assíduo de Eve Online. O universo da franquia é retratado com muita fidelidade e a enorme carga de conteúdo que os gamers já absorveram durante as milhares de horas vividas no MMO intergaláctico serão fundamentais para aproveitar com totalidade a experiência em primeira pessoa.

Justamente essa característica é o que “pesa demais” em Dust 514. Em outras palavras, podemos dizer que ele é o famoso jogo “bom para quem gosta”, pois quem tentar conhecer a fama de EVE Online começando por Dust vai encontrar um FPS bastante morno, cheio de mistérios e extremamente confuso.

Assim, é preciso reconhecer que, se você chegou agora na história de EVE, Dust 514 consegue ser apenas um FPS mediano. Por outro lado, por se tratar de um jogo gratuito, vale a pena baixá-lo e vê-lo com seus próprios olhos a fim de saber se esse novo universo vai conseguir roubar sua atenção.

Proposta dupla de cano serrado

O conceito por trás de Dust 514 é muito maior e mais interessante do que tudo o que apareceu até hoje em termos de spin off. Trata-se de uma relação intrínseca e simbiótica (vide Homem-Aranha e Venom para entender esse termo) que transforma o FPS inteiro em uma espécie de sidequest gigante de um dos MMOs mais incríveis que já existiram.

Portanto, é possível afirmar que a experiência vivida por um jogador de EVE é consideravelmente diferente da que qualquer outra pessoa terá. Com isso, os cenários de Dust 514 ganham significado e o lado dos mercenários e as corporações do game original dão sentido a cada uma das batalhas. Prova disso é a impossibilidade de se registrar em Dust com o mesmo nome que você usa em EVE — isso ocorre para que você possa se conectar a ambos sem maiores problemas.

Em outras palavras, o apelo do game é fazer com que você deixe sua versão de EVE online ligada no PC enquanto joga Dust 514 no PlayStation 3. Com isso, você poderá se unir aos seus colegas de facção e ordenar bombardeios em determinadas regiões do planeta do FPS.

Falando em canos

Talvez a segunda maior qualidade de Dust 514 seja a quantidade de armamentos diferenciados e interessantes possíveis de serem adquiridos. E não adianta apenas comprar as armas para poder sair jogando na cara de seus inimigos o quanto seus canhões são melhores do que os deles.

Dust 514 requer que você aumente suas habilidades de manuseio de armamentos. Em outras palavras, é preciso acumular pontos de experiência e desbloquear atributos que permitem o uso das armas (e também das armaduras). Vale lembrar que esse desbloqueio deve ser feito para cada um dos níveis aos quais você conseguir elevar seu equipamento, por exemplo, nível um, dois e três.

Quem sou eu?

Por outro lado, se você não conhece a fundo os conceitos de EVE Online e tampouco tem certeza do que é isso, Dust 514 vai se tornar uma experiência bastante inócua para você. Seu engajamento com alguma das partes que disputam territórios no planeta em que você está lutando vai ser mínimo, para não dizer inexistente.

Img_normal

Caso você não seja membro de alguma corporação de mercenários e não seja contratado para fazer parte dos conflitos, sua aventura em Dust 514 será meramente genérica. As partidas serão travadas entre dois grupos quaisquer na famosa modalidade Team Deathmatch ou em outras que requerem que você capture determinados pontos de cada mapa.

Onde estou?

É preciso salientar que a experiência em primeira pessoa entregue por Dust 514 é totalmente mediana, quando o encaramos absolutamente como um “jogo independente”. Não há elementos marcantes, os cenários são bastante comuns e a jogabilidade propriamente dita fica muito próxima da padrão que encontramos na maioria dos FPS que vemos por aí.

Img_normal

A ação não oferece nenhum sistema de cobertura (os famosos “cover sistem”) e as armas iniciais das batalhas são um pouco fracas demais. Claro que tudo isso pode ser resolvido com microtransações posteriores, mas é preciso que alguma coisa faça com que haja um “posteriormente” em sua jogatina... Em outras palavras, nada de original por aqui.

Qual é a raiz quadrada da soma dos quadrados dos catetos?

O problema é que existem jogos com modos multiplayer fenomenais, como é o caso das franquias Halo, Battlefield, Call of Duty ou mesmo Counter-Strike. Se a base para comparação fosse menos relevante, pode ser que Dust 514 estivesse listado como sendo um jogo obrigatório para os apreciadores de um bom FPS.

Durante a jogatina, você vai notar uma série de defeitos gráficos como pop-ins — quando objetos e algumas texturas aparecem e desaparecem conforme você muda a sua câmera. Os efeitos de destruição de cenário e principalmente de veículos dão a impressão de que a capacidade visual do PS3 regrediu ao ápice do PS2.

Img_normal
Já sobre os recursos motores do jogo, infelizmente vários bugs persistiram desde o lançamento da versão Beta. E na maioria do tempo o game parece rodar a bem menos do que 30 frames por segundo.

68 ps3
Regular