Enquanto Schummy não retorna às pistas divirta-se com o circo da F1 no Wii.

F1 2009 pode não ser o que os fãs do esporte estavam esperando, mas deve saciar a sede por velocidade até mesmo dos jogadores hardcore, que há muito esperam por um título oficial da principal categoria do automobilismo mundial.

Passada a decepção inicial gerada pelo anúncio da Codemasters de que Xbox 360, PS3 e PC só receberiam um novo jogo da Formula 1 em 2010 a empresa logo tratou de lançar uma “amostra” do que está por vir. Mirando em um público diferente, mas aproveitando a mítica das velozes máquinas da F1.

Apostando nos novos fãs da Formula 1 — aqueles que desconhecem a precisão de Michael Schumacher (que dominava as pistas como um metrônomo) e divertem-se com o arrojo de pilotos como Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, enquanto vêem a ascensão de escuderias como a Brawn GP — a Codemasters parece ter acertado em cheio em seu propósito.

Mesmo que a contragosto dos fãs a decisão da empresa parece ter sido muito racional. Garantindo maior tempo de desenvolvimento para F1 2010, a versão “juvenil” F1 2009 para o Wii trouxe um excelente simulador de Formula 1 para o console da Nintendo.



 

Aprovado!
 
O que nós gostamos


Limitados, porém acelerados

Os gráficos de F1 2009 estão melhores do que o esperado. Sendo que o título rodar a (praticamente estáveis) 60fps— salvo nas curvas. Os entusiastas da principal categoria do automobilismo internacional poderão conferir modelos das principais escuderias do campeonato mundial (mesmo que limitados pelas características técnicas do console).


Do jeito que você gostaTodo mundo resolveu descer pra praia!

O jogo oferece uma sorte de configurações de controles condizentes com as peculiaridades do Nintendo Wii. Entre as opções estão o suporte a Wii Wheel (um novo periférico em forma de volante de F1), o próprio Wiimote (segurado horizontalmente), a parceria Wiimote/Nunchuk e até mesmo o Classic Controller (a melhor opção para os usuários mais exigentes).


Robusto

F1 2009 traz várias opções, das já esperadas configurações de dificuldade — assistentes de pilotagem — e ajustes mecânicos do veículo, a personalização de jogo: incluindo a possibilidade de correr os grandes prêmios de forma integral (todas as voltas), parcial ou em apenas três voltas.


No cockpit

Uma das modalidades de jogo mais interessante de F1 2009 é o modo carreira, no qual você deve desenvolver o seu piloto ao longo de três temporadas. Você começa do zero, sem carro ou equipe — tendo que esperar convites para tentar uma vaga em uma das escuderias menos conhecidas.
Agora que a ambulância abriu o caminho eu vou aproveitar.
Devidamente integrado a uma escuderia você deve fazer bonito nas pistas para conseguir uma chance em um time maior e melhor. Além disso, esse modo de jogo engloba todas as opções da temporada, portanto você poderá participar de todos os eventos oficiais — incluindo todos os treinos, livres e classificatórios.

O circo da F1

Se o modo carreira é a grande estrela isso não significa que o jogo resuma-se a ele. Além dessa modalidade o jogador também encontrará os tradicionais: Time Trial (tomadas de tempo), Quick Race (corrida simples), multiplayer (split-screen), Season (temporada completa na qual você assume um dos pilotos já existentes) e Grand Prix Weekend (que simula um Grand Prix inteiro, dos treinos a corrida) entre outros.

Desafio de campeão

Outra modalidade interessante é o Challenge (desafios). Trata-se de uma série de situações de corrida nas quais os jogadores devem cumprir alguns objetivos específicos. Assim, o piloto deve executar o que é pedido, como por exemplo: levar um carro com somente duas marchas até o box sem perder posições, ou quem sabe recriar as últimas voltas de Lewis Hamilton no GP Brasil do ano passado (que lhe rendeu o título de campeão).
 

 
Reprovado...

O que espantou o BJ... No mau sentido

 
Estridente

Os efeitos sonoros são sem sombra de dúvida um dos piores aspectos do jogo. O som estridente dos motores é enervante, pouco parecido com o silvo estarrecedor das máquinas verdadeiras.
 
Derrapada

Volta pra pista rapazSe de forma geral os gráficos estão bem trabalhados (no que tange as possibilidades do console) devemos fazer aqui uma ressalva quanto à significativa queda de frame rate evidenciada nas curvas.

O jogo roda de forma suave e relativamente estável, porém quando realizamos algumas curvas os gráficos sofrem um pouco e nota-se uma queda de quadros, que por vezes podem até atrapalhar alguns pilotos mais refinados.

8 ou 80

A dificuldade não é exatamente desafiadora. Mesmo nos níveis mais difíceis o jogador não encontrará muitos problemas para derrotar seus adversários. No entanto, caso você opte por remover todas as opções de assistência (anti-derrapagem, travamento das rodas, guia de traçado, frenagem e aceleração...) o título torna-se muito difícil — muito por conta da falta de “sensibilidade” dos controladores, que impedem uma pilotagem mais refinada.

Carrinho de bate-bate

O sistema de colisão é ridículo. Apesar de apresentar danos, os veículos mais parecem carrinhos de bate-bate em um parque de diversões. Cravar o carro a mais de 200 Km/h na traseira de um adversário causa tanto dano quanto esbarrar no guard rail a velocidades moderadas, algo realmente lamentável.


Avaliação Final

Vale a pena?


Quem vê cara não vê coração. O jogo não é nenhum primor, mas em seu cerne conta com grandes atributos. A jogabilidade é incrivelmente envolvente e recompensadora (treine um pouco e você verá a melhoria), já os gráficos podem até não impressionar, mas também não decepcionam.

Além disso, a vasta quantidade de modalidades de jogo e as licenças oficiais dos pilotos circuitos e escuderias certamente conferem um crédito extra ao jogo. F1 2009 pode até não levantar o troféu de campeão, mas sem sombra de dúvida merece um lugar no pódio.

72 wii
Bom