Muita ação em ambientes horripilantes no melhor jogo de 2005.

F.E.A.R. é considerado o melhor jogo de tiro em primeira pessoa de 2005 pelos críticos, graças ao enredo cheio de terror, suspense, sangue e, principalmente, ação, que o coloca em um patamar acima dos títulos semelhantes. Mas como um bom enredo não faz o jogo do ano, F.E.A.R. apostou também em ótimos gráficos, que apesar de pesados para a época, impressionam até os mais exigentes, e uma trilha sonora envolvente que ajuda a criar a atmosfera de medo necessária para se destacar em um mercado tão saturado.

Sangue, morte e fantasmas

 A maior característica de F.E.A.R. é o ambiente sombrio e tenso, onde o jogador se surpreende em cada encontro, seja com soldados inimigos ou com fantasmas que não atacam, mas fazem o protagonista ter pesadelos horríveis enquanto está acordado.

 O ambiente é marcado por sangue e corpos mutilados, o que ajuda a aumentar a tensão do jogador conforme ele avança em seu caminho, e após cada batalha, os corpos dos inimigos deixam o lugar ainda mais ensangüentado e a atmosfera pesada.

 A história é baseada em um grupo de soldados do famoso Delta Force, investigandoSangue, morte e medo! a Armachan Technology Corporation, que misteriosamente desaparecem. Logo após o incidente, você e os outros membros do grupo F.E.A.R. (First Encounter Assault Recon) são designados para descobrir o que aconteceu e conter possíveis ameaças.

 A partir daí o enredo se desenrola em mortes, aparições de fantasmas, combates intensos e momentos de angústia, apreensão e desespero que prendem o jogador durante seu caminho por um complexo tecnológico cheio de armadilhas e locais marcados por tiroteios e mortes horrendas.

Ação alucinante e tensão em câmera lenta

 Conforme o jogador avança pelos cenários, ele nota que a interação com o ambiente é de certa forma limitada quando comparada com jogos como Half-Life 2. Tal aspecto não interfere na imersão na atmosfera de medo, sendo o elemento principal do bom funcionamento da trama.

Ação frenética em combates desafiadores!Nos momentos de ação, é possível sentir a tensão de enfrentar poucos inimigos que se tornam perigosos por possuírem um arsenal repleto de armas poderosas e habilidades sobre-humanas, indo contra os títulos que se baseiam em hordas de monstros sanguinários, facilmente massacrados por qualquer jogador de poucas habilidades.

 Um dos pontos fortes do jogo é a possibilidade de usar o efeito “Slowmo”, que desacelera o tempo, permitindo uma reação mais apurada para o jogador. Esta adição não encontrada em outros jogos do gênero o faz único e gera diversas possibilidades técnicas a serem exploradas nos momentos mais críticos.

 No que diz respeito à jogabilidade, F.E.A.R. não difere muito dos semelhantes, possuindo comandos bem localizados e responsivos, assim como amplas funções graças ao teclado e mouse. Os modos de dificuldade estão bem balanceados, agradando novatos e veteranos com seu equilíbrio irrepreensível.

 Outro ponto importante é o modo multiplayer, que funciona como uma forma de prolongar a vida do jogo, proporcionando ação e interatividade sem dever nada para títulos focados apenas nesse modo. Enfim, para quem quer se divertir, F.E.A.R. é uma das melhores opções atualmente.

Pesadelos lúcidos e surreais

 Para conseguir criar uma atmosfera de medo convincente, são necessários gráficos adequados que realmente impressionem o jogador, e o game conseguiu fazê-lo de forma magistral.

 Os efeitos de luz e sombra conseguem deixar os ambientes atemorizantes e tornarEfeitos de luz e sombra as coisas realistas, como o fogo saindo do cano das armas, as sombras que parecem sempre estar seguindo o personagem, e recintos escuros e enigmáticos. Tudo isso contribui para que o jogador sempre esteja tenso e esperando o pior.

 As texturas e os modelos foram muito bem trabalhados, de forma a não dever nada para seus pares, no entanto para suportar tudo isso é necessário um hardware considerável. Por fim, quando se trata de imagem, F.E.A.R. é imbatível.

Silêncio angustiante que destrói até as mentes mais sãs

 Na maior parte do tempo, o jogador está sozinho em lugares desertos e silenciosos, tornando sua aventura ainda mais tensa. O fato de se sentir sempre solitário cria uma sensação de insegurança que realmente assusta nos encontros com fantasmas ou soldados inimigos. Em alguns momentos pode-se ouvir rangidos, sons de atrito entre metais e efeitos amedrontantes.

 Apesar dos longos períodos de solidão, nos encontros hostis a ação toma conta do cenário, e o que mais se ouve são gritos de dor e morte, além de disparos de armas de fogo. Tudo isso com o auxílio de uma qualidade sonora incrível, proporcionada por efeitos como EAX da Creative, Dolby Surround, THX, DTS e outras melhorias sonoras que propiciam uma imersão incomparável.

Movido pela adrenalina

 Quando se trata de diversão, F.E.A.R. com certeza é uma das melhores opções para os apreciadores do gênero, propiciando um modo singleplayer cheio de ação e momentos de emoção que se estendem facilmente por cerca de 8 horas de jogo contínuo, assim como um modo multiplayer que pode entreter o jogador indefinidamente com suas amplas possibilidades.

 Finalmente, quem está a procura de ótimos gráficos, sons de alta qualidade, jogabilidade impecável, muita adrenalina e um enredo envolvente e cativante, não vai se decepcionar com esse jogo imperdível.

Compre com o menor preço:
90 pc
Excelente

Outras Plataformas

85 xbox-360