É gol, que felicidade o meu time é alegria da cidade! FIFA 10 honra a camisa e faz bonito em campo.

O campeonato Brasileiro entra na sua reta final e a briga pelo título começa a pegar fogo e os campeonatos europeus vão desfilando as suas estrelas, tanto nas competições nacionais como na grande festa da Liga dos Campeões da UEFA (UEFA Champions League).

Enquanto isso, nos video games FIFA 10 entra em campo para dar o pontapé inicial para mais uma temporada e mesmo com o adversário ainda nos vestiários, os atletas virtuais da EA Sports já mostram as suas habilidades no gramado.

Antes um breve adendo, é uma pena que o mercado de jogos futebolísticos resuma-se a dois títulos. Não que quantidade seja exatamente sinônimo de qualidade, porém é interessante observar como nesse — que é um dos gêneros mais populares do mundo — conte somente com dois jogos, para nossa sorte ambos são excelentes, tanto os da linha FIFA como dos da série PES.

De volta ao assunto em questão, FIFA 10 já vai para o jogo com a pressão de manter o título de campeão. Seu antecessor direto, FIFA 09, trouxe algumas grandes inovações à franquia, e solidificou outras funcionalidades já implementadas em FIFA 08.

Agora, a nova edição traz uma nova revolução, porém nada muito aparente, algo mais sutil, mas que afeta diretamente a jogabilidade e confere outro nível de realismo e diversão. Em uma merecida analogia futebolística podemos dizer que trata-se apenas de uma renovação de plantel, sendo que a tática de jogo e comissão técnica permanece a mesma.





Aprovado

Do que nós gostamos


Pedala Robinho!

Não há como discutir, o principal atributo de FIFA 10 é o novo sistema de movimentação em 360º, um refinamento técnico que fora “testado” já versão do ano passado, mas que dessa vez brilha com cores sensacionais, ou melhor, com dribles desconcertantes.

O aclamado drible e rotação a 360º é algo tão natural que chega a ser estranho pensar como era possível jogar sem tal recurso, passes precisos, dribles perfeitos e cortes humilhantes são uma realidade, basta apontar e executar. Chega de brigar em vão com a máquina por não conseguir disparar um passe longo na diagonal para o ponteiro que se desvencilha da marcação.


Carta na manga Sangue no olho!

Como um daqueles treinadores estrategistas FIFA 10 tem sempre uma carta na manga e não decepciona os seus usuários mesmo nas situações de jogo mais adversas. O título conta com uma sorte de modalidades de jogo, online e local, multiplayer e single player, em suma, opções para todos os gostos.

Muriçoca que se cuide

Outro destaque é o novo modo Manager, maior, melhor e mais divertido. Como de costume você assume o papel do diretor geral do seu clube favorito, coordenando as finanças, contratos de jogadores, aprimoramentos patrimoniais e, é claro, comando a sua equipe de futebol, criando táticas, escalando os atletas e jogando as partidas propriamente ditas.

Entre as melhorias está o sistema de transações de jogadores, que agora está mais realista e leva em consideração aspectos mais subjetivo do que apenas a quantidade de dinheiro oferecida. Agora, o que já era comum nos tradicionais simuladores administrativos (Championship manager, FIFA Manager e Football Manger entre outros) também tem a sua importância, variáveis como o seu prestígio e até mesmo a visibilidade que o clube dará ao jogador influenciam diretamente nas transações.

O professor insistiu muito nessa jogada...

Agora você é o proverbial “professor” da bola. Graças às novidades presentes no modo Arena, o usuário pode criar suas próprias jogadas ensaiadas, que podem transformar-se em incríveis armas ofensivas. Creat A Set-Piece funciona da seguinte forma: o setor ofensivo do gramado é dividido em quadrantes, cobrindo as laterais, cantos e áreas. Assim você pode elaborar diferentes jogadas para cada um dos setores, sendo que a memória do jogo acomoda um total de 32 lances que podem ser salvos em seu perfil.


Para criar a jogada você deve selecionar o atleta, pressionar o botão de “gravar”, e movimentar o seu jogador livremente conforme você deseja que ele o faça no momento da execução da jogada. Essa movimentação será representada por uma flecha azul que servirá de apoio visual.

Você poderá gravar quantas movimentações quiser, construindo assim uma jogada completa, na qual todos os atletas representarão sua função específica de ataque ou defesa, sendo que você também pode testar sua jogada antes de salvá-la no seu perfil. 

Profissionais da bola

O Virtual Pro é outra boa pedida, nessa modalidade o usuário pode evoluir em vários quesitos técnicos conforme joga, sendo que todas as informações estão registradas no seu perfil pessoal, sendo que tudo funciona tanto nos jogos online, quanto nas partidas offline.

Além disso, esse sistema ainda utiliza-se do Photo GameFace, que permite a utilização de  imagens pessoais nos rostos do jogo. Realizada através do site oficial, e não pelo jogo, o sistema recebeu alguns aprimoramentos.

Usa o corpo!

É minha!O novo sistema de movimentação vem acompanhado de uma excelente engine de efeitos físicos. Se a edição do ano passado já havia acrescentou um elemento físico ao jogo, a nova versão da franquia está ainda mais “jogada” do que a anterior. As jogadas de corpo tornaram-se um elemento primordial do combate pela bola.

Os atletas continuam trombando-se e disputando a bola com o corpo, no entanto o momento (a força da física) irá apresentar uma importância muito maior, tanto para defensores como para os atacantes. Basicamente isso significa que os grandalhões poderão jogar como grandalhões, e os baixinhos poderão jogar como baixinhos — atletas “parrudos” vão trombar mais deslocando seus adversários e tomando a bola, enquanto que os jogadores mais baixos serão mais leves, porém com bases de apoio igualmente firmes.


Reprovado

O que espantou o BJ... No mau sentido


Fail!

Se a ideia por trás do sistema GameFace é inteligente o mesmo não aplica-se a sua operação. Os servidores apresentam erros com certa frequência e todo o processo acaba tornando-se tedioso e extremamente frustrante. Certamente essa é uma função que merece um cuidado maior e ao que tudo indica deve retornar mais refinada na próxima versão do jogo.

Pagando pra ver
O modo FIFA LIVE Season retorna nessa edição, mantendo firma a ponte do virtual com o real, atualizando os dados dos jogadores e resultados das partidas reais dentro do modo de jogo que segue o campeonato nacional inteiro. Tudo uma maravilha, se você não tivesse que pagar por cada um dos campeonatos disponíveis (que por sinal não são muitos).

Bonito, mas nem tanto

Os gráficos do jogo mantêm-se par com os da última versão de FIFA, no entanto além de esperar-se algo a mais, o jogo decepciona um pouco na modelagem de alguns atletas.

Aqui não mané!É verdade que os jogadores mais famosos (incluindo alguns da Liga do Brasil — como é chamado do Campeonato Brasileiro) são recriados com detalhes minuciosos, porém o “segundo” escalão do futebol mundial acaba ficando de lado.

Outro ponto negativo no quesito gráfico é a constante queda de FPS na hora dos replays.


 
Avaliação Final

Vale a pena?


Muito podem sugerir que se trata apenas de uma “atualização” da franquia, mas FIFA 10 é muito mais do que isso. Embora os avanços gráficos não sejam tão notáveis (realmente não são tantos assim) a jogabilidade destaca-se com grandes avanços e uma fluidez sem precedentes.

A série FIFA vem se re-inventando a cada ano, e se desta vez as melhorias não são tão evidentes aos olhos elas certamente são ao jogador, que sentirá diretamente os efeitos dos aprimoramentos técnicos.

Quanto mais se joga, mais se percebe o que foi melhorado e é ai que FIFA 10 mostra seus verdadeiros trunfos. Trata-se de um título que progrediu muito tecnicamente, mesmo com alguns erros em seu encalço.

72 pc
Bom

Outras Plataformas

91 ps3
91 xbox-360