Modelagens incríveis e motores ferozes são apenas uma prévia do que há por vir.

Os jogos de corrida vêm evoluindo consideravelmente a cada dia que passa, trazendo cada vez mais novidades e gráficos mais realistas. No entanto, mesmo com tantos títulos de qualidade recheando o gênero, poucas franquias são tão conhecidas e cultuadas quanto Gran Turismo, série responsável inclusive por um aumento nas importações de carros asiáticos para o ocidente.

O primeiro game da série, Gran Turismo, foi o jogo mais vendido de todos os tempos para o Playstation, consolidando-se como uma verdadeira lenda na simulação de corrida. Os dois jogos seguintes tiveram sucesso equivalente, melhorando gradativamente os gráficos da série e aumentando significativamente os elementos da jogabilidade.

Durante o processo de desenvolvimento da quarta versão da franquia, no entanto, os desenvolvedores resolveram lançar uma pequena demonstração do que seria o maior jogo da série Gran Turismo. O projeto virou Gran Turismo 4 Prologue, uma espécie de versão demonstrativa da grande promessa que estava por vir. Quando a Polyphony Digital decidiu aumentar o tempo de desenvolvimento do game, Gran Turismo 4 acabou se distanciando da sua versão Prologue.

Já em 2007, dois anos após o lançamento do último game da série principal da franquia (diversos títulos secundários foram lançados nesse meio termo), a Polyphony Digital decidiu dar aos fãs uma merecida prévia do que há por vir em Gran Turismo 5, o primeiro jogo da série a ser lançado a um console de nova geração. O resultado é Gran Turismo 5 Prologue, uma pequena demonstração da grandiosidade que o novo título da série tem a oferecer.


Uma garagem invejável

Gran Turismo 5 Prologue traz ao todo quatro modalidades: Arcade (em corridas contra outros 15 corredores ou apenas contra o tempo), Event e Dealer Race. O modo Arcade traz pela primeira vez à série a possibilidade de participar de corridas com até 16 carros em pista.

Quem não queria ter um brinquedinho desses na sua garagem? O modo Event, por sua vez, traz uma série de corridas divididas em três classes (A, B e C), de acordo com os automóveis — diferentemente dos games anteriores da série, no entanto, não é preciso tirar uma licença para cada classe, basta adquirir os respectivos veículos e correr. As corridas nesta modalidade rendem dinheiro, que pode ser utilizado para a aquisição de carros.

Já as Dealer Races são corridas específicas dos fabricantes de carro, nas quais todos os participantes utilizam exatamente o mesmo veículo, aumentando significativamente o grau de dificuldade da prova. Neste modo, a pista de cada prova é determinada pelas características do automóvel. Uma corrida com um Golf, por exemplo, acontece em uma pista recheada de curvas, enquanto a prova da Ferrari F450 acontece em um autódromo colossal com curvas bastante abertas.

À medida que você progride, é possível adquirir novos carros com o dinheiro rendido pelas corridas. Ao todo são 37 automóveis disponíveis para a compra, de 21 diferentes fabricantes (entre eles, Ferrari, Nissan, Ford, Mistsubishi, Audi e BMW). O jogador começa com uma quantia de 3.500.000 da moeda fictícia do game, o suficiente para comprar um carro como o Golf R32 ou um Honda Integra Type-R.

Simulação acima de tudo

Condizente com os outros games da série, Gran Turismo 5 Prologue leva o aspecto simulação ao extremo, com uma jogabilidade complicada para os iniciantes, mas adequada aos fãs de longa data da série. Além disso, características como peso, potência e estabilidade variam de carro para carro de forma significativa, tornando a experiência ainda mais realista.

Mas não é somente na jogabilidade que o jogo preza pela simulação. Durante as corridas, há penalidades para os jogadores que cortam caminho fora da pista ou forçam batidas e acidentes, tirando proveito da situação. Os jogadores são punidos com alguns segundos nos quais o carro permanece em uma velocidade baixa, perdendo um tempo precioso na corrida. O grande problema é que muitas vezes os acidentes são realmente acidentais, tornando as punições muitas vezes injustas.

No entanto, nem só de simulação Gran Turismo é feito. Embora a simulação seja o aspecto mais prezado em Gran Turismo 5 Prologue, há a possibilidade de escolher se a física se comporta de forma mais realista ou menos realista, ajustando a jogabilidade entre a simulação e o estilo arcade. Além disso, o jogador pode acionar recursos como o Active Brake (assistência durante as frenagens) e Active Stability Management (conhecido como ASM, auxilia na estabilidade do automóvel).

Câmera cockpit que faz Forza 2 pedir penico!

Uma novidade na série que deve agradar aos fãs de simuladores é a visão interna do carro. A nova perspectiva mostra detalhadamente o painel do carro e as mãos do piloto, que se alternam entre o volante e o câmbio, movimentando-se de forma bastante realista. Além disso, ao pressionar R1, o jogador pode olhar através do vidro traseiro do automóvel, enxergando parcialmente o interior do carro por outro ângulo.

O ronco dos motores mais ferozes

Polyphony esquenta o asfalto para a nova versão. Atingindo (talvez até superando) as expectativas, Gran Turismo 5 Prologue traz modelagens belíssimas e extremamente realistas dos automóveis (tanto quando vistos de fora quanto de dentro). Os efeitos de luz agem de forma magnífica sobre a lataria dos veículos e cada curva dos carros parece bastante fiel com os modelos que estes simulam.

No entanto, nem tudo é extremamente impecável em Gran Turismo 5 Prologue. Algumas bordas, por exemplo, são visivelmente serrilhadas e muitos dos elementos dos cenários são pobres em detalhes e texturas. A sensação de velocidade nem sempre é intensa, mas ao menos é perceptível entre automóveis de diferentes potências.

Além disso, alguns bugs visuais são encontrados também em certos efeitos de luzes e sombras, comprovando mais uma vez que programar jogos para o PlayStation 3 realmente não é uma tarefa fácil. Felizmente, isso não faz com que o visual geral do jogo seja prejudicado, visto que a beleza predomina na maior parte do game.

O ronco dos motores, por sua vez, merece destaque. Além de soarem extremamente fiéis à realidade, são bastante distintos entre si, dando uma sensação diferente a cada automóvel escolhido. A sonoplastia, como um todo, também é muito boa, com efeitos de som bastante interessantes e realistas.

A trilha sonora de Gran Turismo 5 Prologue é variada e bastante semelhante à trilha de outros games do gênero. As músicas variam entre os mais diversos gêneros, mas percebe-se certo enfoque no rock. Portanto, o som constitui um aspecto fenomenal no game.

Um tira-gosto de qualidade

Gran Turismo 5 Prologue com certeza é um jogo digno de atenção. Contando com a jogabilidade excelente (que já é marca registrada da franquia), gráficos bastante interessantes e uma sonoplastia realista, o título desbancaria muitos simuladores, mesmo com a pequena quantidade de conteúdo que apresenta.

No entanto, saber que Gran Turismo 5 Prologue só se trata de uma pequena porção do que há por vir apenas acentua a sede pela nova versão da franquia. Fãs de longa data da série e entusiastas de simuladores devem conferir a promessa e contar os dias até que Gran Turismo 5 seja lançado.

86 ps3
Ótimo