Gran Turismo HD dá um gostinho de como será o esperado Gran Turismo 5 no Playstation 3


Gran Turismo HD é um jogo disponibilizado de forma gratuita na Sony Store. Possui apenas uma pista e dez carros, em versões normais e "tunadas". Embora a promessa seja de disponibilizar mais conteúdo para download, Gran Turismo HD é apenas um demo que dá uma idéia do que podemos esperar de Gran Turismo 5.

Transição entre gerações promete revolucionar o gênero

A versão de Gran Turismo para PS3 é tema que gera grande expectativa nos fãs e até mesmo em quem apenas ouviu falar em GT. A idéia de simulação, que sempre foi o mote da série, se baseia muito nos avanços tecnológicos dos consoles, a fim de criar modelos cada vez mais realistas dos carros, pistas e ambiente de corrida.

Embora GT no PS2 tenha quebrado várias barreiras e apresentado um nível bastante satisfatório de simulação, a sensação predominante é de que o PS3 deve ser a casa definitiva da série, oferecendo o poder gráfico e de processamento necessários para não vermos mais coisas como uma platéia feita de papelão ou carros que não sofrem nenhum arranhão depois de batidas e capotagens.

O lançamento de Gran Turismo HD como um jogo gratuito para download foi uma surpresa; mas logo foi possível entender que ele era apenas um aperitivo, uma maneira de mostrar a capacidade do console recém-lançado e demonstrar como pode ser o aguardado Gran Turismo 5, que só deve sair em 2008.

Com gostinho de quero mais

Gran Turismo HD apresenta apenas uma pista, mas pelo menos é um circuito novo; a Eiger Nordwand se situa nos Alpes Suíços, com a montanha Eiger visível ao fundo.

O circuito é composto por apenas duas retas que permitem pisar fundo, sendo que predominam curvas fechadas que requerem habilidade e controle. Ao utilizar a Ferrari, por exemplo, a redução de velocidade para realização de algumas curvas é tanta que requer o uso de primeira marcha, a fim de cumprir o trajeto corretamente. Com carros extremamente potentes como este, seria de se esperar um circuito um pouco mais homogêneo, com possibilidade para desenvolver mais velocidade.

O jogo oferece dez carros, sendo que você inicia o jogo apenas com um
Suzuki Cappuccino. Vencendo os desafios de Time Trial — baseados no tempo que você leva para completar o circuito — é possível liberar novos carros, como Lancer Evolution, Toyota Celica Rally Car até a nova Ferrari 599, representando o fabricante italiano pela primeira vez na série Gran Turismo. Ao todo são apenas dez carros, mas que cobrem uma boa variedade de modelos e potência.

Eles são liberados em seqüência, portanto você precisa vencer nove time trials para finalmente liberar todos os veículos. Mas os time trials são fáceis, e nem de longe impõem desafios como os das carteiras internacionais nos outros jogos. Com os dez carros liberados você tem acesso a mais dez carros, que na verdade são versões tunadas e modificadas dos mesmos carros. Podem ser considerados carros diferentes já que, como é de praxe em GT, apresentam efeitos sonoros e dirigibilidade diversas das versões originais.

Derrapando ladeira abaixo

Com a liberação dos veículos você também abre a possibilidade de pilotar no mesmo circuito no sentido contrário, além da opção Drift; o modo de derrapagem em HD é remanescente dos modos rally nos jogos anteriores, apresentando as mesmas características de pilotagem: adquirir velocidade, frear bruscamente e fazer a curva através de uma longa derrapagem, evitando que o carro rode.

A diferença em GT HD é que você não tem tempo limitado para cumprir o circuito, e é premiado com pontos de acordo com a duração e intensidade da derrapagem, bastante parecido com Need for Speed, mas requerendo um nível muito maior de habilidade, já que os pontos são perdidos com qualquer batida ou rodopio. Além disso, também é necessário ajustar cada carro para a melhor configuração de derrapagem; é possível mudar os pneus da frente e de trás, modificar o controle de tração e o controle das marchas. Tudo interfere como comportamento do veículo, fato já bem conhecido pelos fãs.

A adição de um modo Drift, mesmo sendo apenas um demo, pode sinalizar que Gran Turismo 5 tem a possibilidade de apresentar mais coisas novas do que imaginamos.

Competição acirrada pelo primeiro lugar na internet

Apesar de não permitir corridas com oponentes via rede, GT HD faz um uso inteligente da conexão com a internet, publicando o seu tempo para conclusão das voltas e pontuação de drift em um ranking mundial.

O time trial por exemplo, tem um número ilimitado de voltas, e o jogo guarda sempre o melhor tempo. Assim que você opta por sair da pista e voltar pro menu principal ele salva o seu melhor tempo e o envia para o ranking.

Parece pouco, mas é impressionante o nível de rivalidade que se pode criar por causa de alguns milésimos de segundo. Principalmente entre os jogadores que estão no top 100, onde cada fração de segundo faz diferença de algumas posições na classificação geral.

Qualidade gráfica digna de reverências

O nível de exigência com a beleza gráfica de jogos Gran Turismo sempre foi muito alto, e qualquer deslize no PS3 dificilmente será perdoado pelos fãs. Talvez seja até por este motivo que a Polyphony Digital lançou GT HD como um demo gratuito, e não como um jogo completo, como era pretendido.

Mas felizmente os gráficos não decepcionam, na maior parte do tempo. Algumas coisas incomodam bastante, como saber que a imponente montanha Eiger é apenas uma foto da montanha, colada no fundo do cenário. A falta de deformação nos carros também prejudica muito a sensação de realismo, que sempre foi buscada pela série.

A platéia ainda parece artificial, embora seja muito diferente dos “pedaços de papelão” que passavam por seres humanos em GT4. Agora eles se movimentam pelo cenário, acenam, andam e tiram fotos. Nas tomadas de câmera antes da corrida é possível ver com mais detalhe o comportamento de cada um deles, e ajuda bastante a estabelecer um ambiente do tipo “formula 1” com aquele burburinho antes das corridas.

Tirando esses fatores, que já são problemas constituintes de GT, é impossível não admirar os carros e as pistas, que são as estrelas do jogo. Os veículos não apresentam mais nem mesmo o suave serrilhado que aparecia quando o carro era inclinado em GT4. As rodas, que pareciam desligadas do carro, estão mais verossímeis, e se comportam de acordo com a suspensão e eixo central. Carros como a Ferrari 599 são muito bonitos e possuem opções de cores sensacionais, embora os tradicionalista provavelmente prefiram pintar a sua com o clássico vermelho rosso da Ferrari.

Os replays são facilmente confundidos com vídeos de corridas reais, principalmente quando o veículo ocupa a maior parte da tela. Somente os detalhes como o fundo estático e a platéia permitem identificar que é um jogo. A jogabilidade foi mantida, e os controles continuam respondendo bem. Também facilita bastante o fato do controle do PS3 ser idêntico ao do PS2. Apenas a troca de marchas, através do agora gatilho L2, é sentida com alguma diferença, mas sem prejuízo da eficiência.
 
Apenas um tiragosto antes do jantar principal
 
Gran Turismo HD é um ótimo demo, e está automaticamente recomendado para qualquer jogador, já que é um download gratuito. É uma maneira eficiente de matar a vontade de ver GT no PS3, com acesso a algumas novidades importantes como o fabricante Ferrari. O ranking por carros, atualizado diariamente, ajuda a estender o tempo de jogo e suportar a espera até GT5, em 2008.


86 ps3
Ótimo