Um jogo mais indicado para fãs.

Um jogo feito para fãs

As caricaturas são um dos pontos altos do jogo. Você é um fã de longa data das músicas de Steven Tyler, Joe Perry e Cia? Ótimo, nada poderia ser mais divertido do que poder tocar os maiores hits da banda na guitarra de botões coloridos ao mesmo tempo em que divertidas caricaturas 3D dos músicos agitam sobre alguns dos palcos mais significativos para a história do grupo. A maior parte dos hits mais notáveis do Aerosmith estão presentes, embora algumas omissões sejam (realmente) dignas de nota.

Você conhece a banda apenas superficialmente, gosta de uma ou outra música que sequer sabe o nome? Considere fortemente a possibilidade de guardar os trocados para comprar mais tarde Guitar Hero: World Tour.

Não, o jogo não é ruim, absolutamente. Entretanto, é sem dúvida muito mais indicado para fãs, não somente por trazer várias coisas que agradam a fãs, mas também porque estes provavelmente vão ser mais capazes de fazer vista grossa para algumas falhas, entre as quais, possivelmente a mais relevante seja o reduzido número de músicas (41 no total, incluindo extras). Até porque, nenhum material extra estará disponível para download; é o que vem no disco e acabou.

Além disso, não apenas as músicas, mas todo o conteúdo extra parece estar bastante restrito — senão tremendamente específico (tudo bem, isso já era de se esperar). Isso sem contar que GH: Aerosmith é realmente muito mais fácil que os jogos anteriores, o que pode deixar muito virtuoso por aí decepcionado, embora seja alto interessante para jogadores menos dedicados.


O bom e velho Guitar Hero

Afora seleção específica de músicas e as já mencionadas caricaturas, pouca coisa realmente diferencia Guitar Hero: Aerosmith de tudo o que já foi visto em GH até o momento.

A idéia básica é a mesma: empunhe a guitarra/controle, passe por um rápido e prático tutorial caso você seja um novato, e em seguida escolha um modo de jogo para sair “palhetando”. Trata-se dos mesmos círculos coloridos despencando da tela: toque as notas no momento certo e garanta um cofre mais cheio ao final do show (embora ainda existam os divertidos descontos devidos a quartos de hotel destruídos ou automóveis incendiados).

Ganhe dinheiro para comprar a guitarra dos sonhos e melhorar o visual. Com uma conta mais recheada, pode-se então adquirir novas músicas, roupas, personagens, vídeos e guitarras. Sempre quis ter uma Gibson modelo Joe Perry ou B.B. King (a famosa “Lucille”)? Pelo menos em GH: Aerosmith isso será possível. Além disso, que tal combinar a sua bela nova guitarra com algumas roupas tipicamente anos 80? É só acertar as notas e garantir o dinheiro.

Escolhendo o modo de jogo rápido, será possível tocar as músicas previamente liberadas no jogo — que são bem poucas. Entretanto, conforme se vai avançando pelo jogo, mais e mais músicas vão sendo adicionadas ao modo.

Ainda se pode, é claro, tocar as linhas de guitarra solo (Joe Perry), guitarra base (Brad Whitford) e baixo (Tom Hamilton). Cada um deles com o seu próprio modelo caricato, o que representa sem dúvida um dos pontos altos dos visuais do jogo.

Também estão disponíveis vários modos multiplayer, entretanto, não se trata de nada que já não tenha sido visto na série. Em Face-off dois jogadores tocam riffs alternados com o mesmo nível de dificuldade, já Pro Face-off permite que cada um escolha um nível para tocar o mesmo riff. Enfim, nada de realmente novo.

Quem ainda não tiver o controle/guitarra, poderá pelo menos adquirir a versão do jogo que vem acompanhada da clássica Gibson Les Paul com uma imagem da banda impressa, que ainda vem acompanhada de alguns adesivos. Entretanto, o jogo aceitará bem os controles de GH II e III, assim como a Fender stratocaster de Rock Band.

História condensada

Fãs de Aerosmith provavelmente devem tirar um bom proveito do modo carreira do jogo. Isso porque é mostrada uma espécie de resumo contendo alguns dos momentos mais marcantes vividos pela banda. Desde uma das primeiras apresentações da banda ainda no ginásio, até o memorável retorno no Orpheum Theatre; tudo está presente no resumo, que culmina com a entrada da banda para o Hall da fama do rock n’ roll.

A história entretanto é uma mescla entre shows do Aerosmith e as bandas clássicas de personagens do jogo, o que vai incluir o seu personagem de peruca e roupa de "oncinha". Conforme o jogo vai desenrolando, vai se alternando entre músicas do Aerosmith e de outras bandas que, entretanto, não estão no jogo por acaso: foram escolhidas pelo grupo por ter alguma relação com a banda ou simplesmente por ser um gosto pessoal.

Toque em alguns dos palcos que marcaram a história da banda.

O modo carreira traz um total de 31 músicas, sendo 19 do Aerosmith e 12 das já mencionadas bandas escolhidas. Além disso, existem mais 10 músicas extras que, ou são da própria banda ou são projetos solos de Joe Perry (escute algumas delas para entender porque provavelmente a carreira solo do guitarrista nunca deslanchou).

O repertório

Como era de se esperar, a maioria dos hits está presente em GH: Aerosmith. Desde as mais antigas como “Dream On”, “Sweet Emotion” e “Draw the Line” até algumas um pouco mais recentes como “Rag Doll”, “Love in an Elevator” e “Livin’ on the Edge”. Além disso, o jogo ainda conta com a ótima versão de “Walk this Way” tocada com o grupo Run DMC.

Entretanto, algumas faltas bem importantes provavelmente vão ser notadas por qualquer um que conheça minimamente a banda. Entre as omissões mais notáveis estão “Janie’s Got a Gun”, “Cryin”, “Duces are Wild” e “Dude (Looks Like a Lady)”. Algo que poderia ser facilmente resolvido com download de conteúdos extras, mas não vai.

Embora a maioria das gravações originais tenha sido fornecida para a equipe de desenvolvimento do jogo, a banda teve que regravar as quatro músicas escolhidas do primeiro álbum: “Make It”, “Movin’ Out”, “Dream On” e “Mama Kin”. Foram remasterizados as guitarras solo e também alguns vocais.

Entre as músicas de outras bandas, pode-se encontrar clássicos como “She Sells Sanctuary” (The Cult), “Cat Scratch Fever” (Ted Nugent’s) e “I Hate Myself for Loving You” (Joan Jett). Entre as mais recentes estão “Hard to Handle” (Black Crowes), “Always on the Run” (Lenny Kravitz) e “Sex Type Thing” (Stone Temple Pilot’s) — que é também a mais recente do jogo, datando de 1992. No total, tem-se aproximadamente 30% de músicas de outras bandas,um número pouco significativo para aqueles que talvez não gostem tanto assim de Aerosmith.

Joe Perry Rocks!

Vencer Mr. Joe Perry não é das tarefas mais fáceis. Pois é, caso você já não tenha uma boa intimidade com os duelos de guitarra iniciados em Guitar Hero III: Legends of Rock, essa é uma frase que aparecerá bastante na tela. Isso porque a mecânica de duelos é exatamente a mesma em GH: Aerosmith.

Tem-se uma seqüência de notas de um solo improvisado pelo artista para seguir e tentar ganhar do próprio em um duelo clássico de guitarras — o que é bom. Entretanto, assim como acontecia em GH III, os especiais continuam tendo um peso muito grande o que não é tão bom assim.

Basicamente, não será tanto a sua habilidade em executar as notas (que muitas vezes não têm muita melodia ou lógica), mas a quantidade de especiais que você consegue pegar que determinará se você ganhará e tocará uma nova música juntamente com o Aerosmith, ou terá que passar por tudo novamente, mesmo tendo acertado quase todas as notas.

Algumas novidades a mais não fariam mal

Tudo bem, Guitar Hero: Aerosmith é um jogo divertido. Mas é a diversão já bem conhecida da série. Nada de realmente novo foi acrescentado. São os mesmos modos e o mesmo estilo, só que com músicas do Aerosmith.

Isso, é claro, é um prato cheio para fãs da banda, entretanto, quem não tem tanta afinidade assim com o som do Aerosmith e gostaria mais de novidades do que de um documentário jogável pode acabar um tanto decepcionado.

Portanto, conforme já dito, compre Guitar Hero: Aerosmith se você for um fã realmente interessado em um Guitar Hero voltado para a banda. Do contrário, provavelmente seria melhor guardar os tostões para algum investimento mais interessante.
Compre com o menor preço:
82 ps3
Ótimo

Outras Plataformas

81 ps2
82 xbox-360