Análise de Henry Hatsworth in the Puzzling Adventure

Cavalheiros, está na hora de solucionar alguns puzzles, pular sobre alguns buracos, golpear monstros e beber chá.

São raros os jogos que trazem ideias brilhantes quanto ao estilo de desafio proporcionado e elementos de jogabilidade, Henry Hatsworth in the Puzzling Adventure é um deles. O jogo desenvolvido pela EA Tiburon oferece uma aventura do estilo plataforma side-scrolling na tela superior do DS enquanto um puzzle ocorre na tela inferior.

Plataforma em estilo clássico

Só um verdadeiro cavalheiro é capaz de usar uma roupa tão elegante


O jovem Henry O protagonista da aventura é o Henry Hatsworth, um personagem trajado como um verdadeiro cavalheiro britânico. Com um chapéu-coco, monóculo, sapatos, cachimbo, casaco, gravata vermelha, bengala e outras peças dignas de um cavalheiro, o inglês procura uma roupa lendária.

A introdução do game já narra a lenda sobre um conjunto de roupas de ouro, que não passam de uma versão dourada do traje de Hatsworth, que uma vez permitiu a um cavalheiro dominar o mundo com seu poder. Porém as vestes também carregam uma maldição e seu usuário será atormentado pelo mundo dos puzzles.

O traje lendário foi perdido e apesar de Henry Hatsworth não acreditar nos poderes místicos, ele tem certeza que as peças são de ouro e possuem valor arqueológico. Depois de enfrentar uma curta fase o jogador ganhará a primeira peça, que é o chapéu, permitindo usufruir de novos poderes e marcando o verdadeiro início da aventura.

O vilão principal Ao retornar para seu ajudante, Hatsworth descobre a verdadeira virtude que habilita a uma pessoa usar as roupas de ouro. Não é coragem, inteligência ou qualquer outra capacidade, é simplesmente o fato de se vestir bem. Enfim, depois de encontrar-se pela segunda vez com o assistente, um shop estará disponível para melhorar o personagem e gastar as riquezas a serem encontradas.

Então a trama se desenvolve a partir de toda essa história e acrescenta alguns vilões para complicar as coisas e suscitar batalhas contra chefões. É um enredo descente e simples, contado através de cenas sem animações muito complexas e caixas de diálogos que quando representam as falas dos personagens são acompanhadas por barulhos inesperadamente cômicos.

Tudo que você precisa saber


Durante o game, o jogador deve enfrentar buracos entre plataformas, diversos inimigos, chefões, fileiras de espinhos e outras coisas que ameaçam as vidas do jogador, que são representadas por chapéus. A variação de tarefas e o nível do desafio, que é mediano, fazem o título ganhar uma estrelinha amarela de mérito.

Os comandos básicos são: pulo (B), espadada (Y), tiro (A), agachamento (direcional inferior), tiro especial (direcional superior + A) e o (X) serve para acessar o quebra-cabeça na tela de toque, o que pausa os acontecimentos na tela de cima. Trata-se de um diagrama fácil de utilizar.

Três é pouco


É melhor começar a eliminar tantos blocos Na tela inferior, os blocos do quebra-cabeça não param de aparecer e subir. Para destruir os blocos é necessário combiná-los com outros dois blocos da mesma cor. Para cometer uma combinação, o recurso disponível é de poder trocar a posição entre dois blocos laterais. Títulos como Bejeweled, Tetris Atack e Puzzle Quest apresentam um pouco de semelhança com o puzzle em Henry Hatsworth in the Puzzling Adventure.

O objetivo de combinar os blocos é preencher uma barra de energia na lateral direita que serve para rejuvenescer Hatsworth quando ela é completada uma vez e ativar o Tea Time, um poder especial quando for preenchida duas vezes. Além disso, a energia serve como munição para a espingarda. Realizar combos de combinações presenteia o jogador com energia extra.

E não somente servindo como fonte de energia, o domínio dos puzzles oferece também benefícios em forma de itens (ícones no quebra-cabeça). São poderes como paralisar o tempo, eletrificar os adversários, recuperar corações ou ganhar uma vida. Normalmente, os itens afetam ambos os mundos, de diferentes formas quando destruídos.

Para exemplificar, o ícone do relâmpago serve para eliminar todos os blocos da mesma cor e também danificar os adversários. Os itens também podem ser encontrados no “mundo real” e ao serem coletados eles são transportados para o mundo dos puzzles onde podem ser utilizados se forem destruídos.

O tempo para fazer as combinações é limitado por uma barra na lateral esquerda. Upgrades adquiridos em troca de ouro com o assistente, no shop, podem resolver problemas como a falta de tempo para recolher energia ou até a carência de blocos especiais.


Os produtores atenderam a promessa de colocar dois mundos diferentes que afetam um ao outro.

Depois de Freddy Krueger os blocos de puzzles serão seu pior pesadelo


É melhor apertar X LOGO O que torna tudo interessante é o modo como os puzzles atormentam o jogador. Qualquer inimigo derrotado na “vida real” cai para a tela inferior e nela só poderá ser derrotado ao combinar  com outros dois blocos de mesma cor. Entretanto, há casos de inimigos que não possuem as cores dos blocos comuns, restando a tarefa de derrotar mais dois deles ou usar itens para derrotá-los.

A vida do jogador vai ser uma miséria caso muitos inimigos acabem na tela inferior, pois eles afligem de diversas maneiras o jogo. O objetivo deles é realmente perturbar. Se eles ultrapassarem o topo da tela de toque, alguns tentarão cair em cima de Hatsworth e outros o perseguirão como um míssil teleguiado, portanto é importantíssimo eliminar os blocos inimigos no puzzle já que a dificuldade de esquivar-se deles é alta quando eles chegam à tela superior.

O jogo dá saltos de dificuldade, às vezes você se pega em tédio ao ver poucos oponentes e pulos fáceis e outras vezes você está cercado por muitos monstros e necessita executar pulos impossíveis. Isso não chega a incomodar, pelo contrário, é legal ser surpreendido.

Mais um fato agradável é a inexistência de buracos que escondem segredos, dispensando suicídios desnecessários em poços sem fundo. A câmera normalmente revela partes da área na qual Hatsworth está indo, ou seja, se você insiste em achar que no buraco há um tesouro escondido, você pode chegar bem perto dele e se a câmera não revelar o que está abaixo é porque não existe nada escondido lá.

É a hora do chá! Deem-me meu robô!

Henry Hatsworth in the Puzzling Adventure está cheio de humor, humor inglês falsificado por empregados em um escritório da EA na Florida. Entre músicas animadoras, sons e gráficos simpáticos também há a sátira do estereótipo de um cavalheiro inglês.


A hora do chá! Quando o jogador ativa o Tea Time (Hora do Chá) ao preencher duas vezes a barra de energia, ele pode ativar uma animação na qual Hatsworth aprecia uma xícara de chá e de repente ele arranja um robô super-poderoso. Ele surge do nada numa animação na qual a máquina voa para o alto enquanto a bandeira britânica enfeita o fundo em um efeito que passa a sensação de velocidade, muito utilizado em animês.

O robô é invencível, contudo ele consome muita energia e eventualmente explode sem prejudicar Hatsworth. Ele pode receber novas habilidades, tanto o robô quanto a protagonista, quando uma nova peça de roupa é encontrada no final de uma sequência de fases.

As novas habilidades são muito úteis. Ao achar a segunda peça de roupa o protagonista pode aderir-se a paredes e o robô ganha um super-laser. Com a terceira peça, o protagonista pode ficar de baixo da água sem se afogar enquanto o robô ganha um super-gancho (soco) e um míssil. Outras habilidades são liberadas até o fim da aventura, revelando um jogo side-scrolling bem completo em recursos de jogabilidade.

Os tiros que Hatsworth pode disparar variam de acordo com a munição recolhida e podem ser potencializados de acordo com os eventos no puzzle. Inicialmente, o tiro é uma esfera de energia que sai em trajetória reta, posteriormente é possível substituir o tiro por uma bomba, um bumerangue ou outro qualquer. Todos os tipos de tiros possuem seu próprio tiro especial e vantagens únicas. Comumente os ataques mais poderosos consomem mais energia.

A roupa lendária permite ficar de baixo d'água

Conclusão da avaliação: Jogue!

Em resumo, Henry Hatsworth in the Puzzling Adventure é divertido e desafiador com monstros de aparência engraçada que conseguem ameaçar duas vezes o jogador. No primeiro encontro e quando o monstro vai parar no mundo dos puzzles após ser derrotado.

Realmente não se espera nada a mais nesse título. Se por algum motivo muito esquisito você não gostar de plataforma e puzzle, tente começar a gostar com Puzzling Adventure que proporciona uma mistura interessante dos dois gêneros, ou não passe perto do título e vá jogar Chinatown Wars.

94 ds
Excelente