Seu Review foi enviado com sucesso.
Enquanto ele fica pendente de aprovação, dê sua nota para o jogo. Sua opinião é importante para a comunidade!
Avaliar este jogo
Voxel
Conan Unconquered
COMUN.
80
VOXEL
Conan Unconquered
Avaliar este jogo
Review
Avaliar este jogo

Conan Unconquered é uma boa união de RTS com elementos de sobrevivência

Felipe Gugelmin

Desenvolvido pela Petroglyph e publicado pela Funcom, Conan Unconquered pode ser resumido como um “Age of Empires” (ou Command & Conquer, série na qual boa parte do estúdio trabalho no passado) com elementos fortes de Tower Defense. Isso significa que, enquanto você vai ter que coletar recursos, criar unidades e construir edificações tal qual um RTS tradicional, tudo isso é sempre feito com o objetivo de derrotar ondas de inimigos que você sabe que estão se aproximando.

O resultado dessa mistura é um game que nunca deixa você exatamente confortável, por mais que você sempre saiba o que lhe aguarda. Desde o começo, o jogo deixa claro a quantidade de ondas a ser enfrentada, bem como quais tipos de inimigos estão em cada uma delas. O desafio está em conseguir gerenciar seu tempo para criar a quantidade (e o tipo) correto de soldados que será capaz de derrotá-las.

O verdadeiro desafio de Conan Unconquered não reside exatamente em seu sistema de batalhas, mas sim no gerenciamento de recursos. A base de tudo é o ouro, mas você tem que se preocupar também com madeira, alimentos e em ter espaço suficiente para abrigar suas unidades e construções especiais — cada uma delas exige um recurso específico e, muitas vezes, elas possuem custos constantes (ou seja, criá-las significa ter menos opções em turnos futuros).

A maneira como todas essas construções “conversam” entre si faz com que o jogador tenha que planejar tanto a longo prazo, para aproveitar todas as opções da árvore de evolução do game, quanto em curto, já que as ondas de inimigos não vão esperar que sua grande estratégia seja finalizada. Felizmente, o game permite que você pause sua ação a qualquer momento, garantindo o respiro necessário para o jogador realocar recursos e mudar suas prioridades.

Conan Unconquered

As unidades também possuem uma relação de dependência, graças a um sistema de fraquezas e forças no melhor estilo “pedra, papel e tesoura”. A exceção a essa regra são as unidades heroicas, como Conan, que são mais resistentes e podem aprender habilidades que se tornam cada vez mais fortes conforme elas acumulam experiência matando inimigos — sistema que também garante que soldados normais virem “veteranos” e se tornem mais eficientes.

Foco no gameplay

Conan Unconquered não é o tipo de jogo que você vai atrás pela história, mas sim para aproveitar seus sistemas. O game até apresenta uma pequena introdução a cada cenário — que, na prática, servem mais como tutoriais de suas mecânicas —, mas é fácil ignorar o que está sendo mostrado e a premissa criada tem pouca influência sobre o que acontece nas batalhas.

Conan Unconquered não é o tipo de jogo que você vai atrás pela história, mas sim para aproveitar seus sistemas

Também há algumas histórias em quadrinho digitais (que, infelizmente, não foram traduzidas para o português, ao contrário do resto do jogo) destinadas a dar um contexto à jogatina, mas elas servem mais como um elemento extra legal do que algo essencial.

Enquanto o gameplay do jogo é sólido e ele tem muita coisa bem-resolvida, algumas partes parecem que precisam de alguns ajustes. Embora seja possível investir em uma série de unidades, desbloqueadas aos poucos, é perfeitamente possível chegar ao final de um cenário somente com as suas opções básicas — isso não pelo jogador fazer questão de ter um desafio, mas porque elas são boas o suficiente.

Conan Unconquered

Esse tipo de situação faz com que o jogo não estimule muito você a realmente explorar todas as possibilidades que ele oferece, fazendo com que seja preciso “sair do caminho” para ver muita coisa. O estímulo para isso surge na forma do sistema de progressão constante, que faz com que mesmo tentativas malsucedidas rendem alguma recompensa no longo prazo.

Tudo funciona base do “quanto mais você usa, melhor”: construir muitas muralhas, por exemplo, vai fazer com que, em certo ponto, elas passem a ter mais resistência. O processo não é exatamente rápido para todos os quesitos, e há como acompanhá-lo tanto através das conquistas do Steam quanto de uma área específica para isso dentro do game.

Embora não seja exatamente complexo, esse sistema ajuda a diminuir um pouco a sensação de repetição que é uma parte central do game. Os cenários até mudam a quantidade de ondas e as condições iniciais que apresentam ao jogador, mas sempre seguem um ritmo semelhante de progressão, que envolve construir, vasculhar os ambientes ao redor em busca de experiência e, no momento certo, derrotar as ondas que se aproximam — mas ao menos dá para enfrentar um ou outro demônio de vez em quando.

Multiplayer que faz a diferença

Conan Unconquered é um game essencialmente PvE, mas isso não significa que ele não tem um elemento multiplayer bastante forte. Desde o momento em que o game é iniciado, você tem a opção de se unir a outro jogador para ter uma ajudinha na hora de enfrentar as hordas que se aproximam.

Conan Unconquered

Esse modo é interessante pela maneira como muda a dinâmica do jogo: enquanto no single player você pode pausar a qualquer hora sem consequências, fazer isso sem avisar seu colega pode render alguns atritos. Da mesma forma, embora alguns recursos sejam tratados de forma individual, há muitos que passam a ser coletivos, então é bom saber se comunicar bem para não frustrar os planos de seu companheiro.

O multiplayer não torna o jogo mais fácil, já que as ondas que se aproximam se adaptam automaticamente às melhores conduções de produção que você tem à disposição. Em minha experiência, o modo cooperativo é o único que torna completamente viável jogar sem interromper a ação em nenhum momento, o que resulta em partidas mais curtas — o que não significa que você não vai encontrar cenários que exigem mais de uma hora para chegar ao fim.

o modo cooperativo é o único que torna completamente viável jogar sem interromper a ação em nenhum momento

Arestas mal aparadas

O que mais prejudica Conan Unconquered é algo que o game não faz questão de esconder: um orçamento claramente limitado. Enquanto o gameplay central é muito bem estabelecido, fica claro que não houve tempo e recursos o suficiente para aparar certas arestas: o resultado é visto tanto na interface funcional, mas visualmente pouco atraente, quanto nos diversos bugs que o game apresenta.

Conan Unconquered

Durante minha jogatina, não foi incomum ver unidades que ficavam presas em elementos do cenário ou inimigos que conseguiam chegar ao centro da base ao ignorar que havia uma muralha em seu caminho. Da mesma forma, o pathfinding das unidades não é dos melhores e, no meu caso, sofri com um problema constante que sempre deixava um buraco evidente quando eu tentava criar muros contínuos.

Tudo isso é frustrante, mas pode ser “desculpado” pelo que há de bom no game e corrigido em uma atualização futura. Em compensação, é difícil justificar os crashes que o jogo apresentou com certa constância, sendo que um deles me fez perder mais de duas horas de progresso ao surgir durante a batalha contra as últimas unidades de um cenário configurado para durar 20 ondas totais.

Vale a pena?

Conan Unconquered une dois universos que sempre apreciei — o dos jogos de estratégia em tempo real e dos tower defenses — de uma forma que, se não é perfeita, é competente o bastante para justificar longas sessões de jogatina. O universo do bárbaro se encaixa muito bem na proposta da Petroglyph, garantindo a variedade necessária de inimigos e desafios para mantê-lo atento a cada avanço inimigo.

Conan Unconquered

Pode ter faltado um pouco de capricho em alguns pontos, mas isso não importa tanto quando o resultado final é marcado por um gameplay sólido. Embora sinta que o game poderia ser um pouco mais generoso com alguns recursos e estimular mais o uso de sua árvore de evoluções, o que foi entregue é bastante interessante.

Recomendo Conan Unconquered tanto para os fãs do cimério quanto para os fãs de estratégia que procuram algo diferente para o gênero. A experiência se torna ainda melhor com a ajuda de um amigo, mas quem gosta de um bom desafio single player vai encontrar no jogo uma boa fonte de diversão. Também aproveito para recomendar que, caso você goste do título, vale a pena dar uma olhada em They Are Billions, jogo mais “hardcore” que serviu como uma das inspirações dos desenvolvedores.

80 pc
Ótimo
"Conan Unconquered usa bem o universo do cimério para entregar uma experiência desafiadora"

Pontos Positivos

  • Mistura bem elementos de um RTS tradicional com sistemas de Tower Defense
  • Campanha principal que dosa bem o aumento de desafios e ensina de forma prática as mecânicas do jogo
  • Mesmo permitindo que o jogador pause a qualquer momento, o título consegue manter sua tensão do início ao fim
  • Partidas personalizadas possibilitam dosar a quantidade de jogatina que você quer encarar, seja ela de 30 minutos ou de mais de 2 horas
  • Sistema de evolução constante: mesmo uma partida malsucedida rende alguma melhoria futura

Pontos Negativos

  • Faltou cuidado em algumas áreas, como na interface, que pode ser um pouco confusa de navegar
  • Tem uma quantidade notável de bugs, que vão desde inimigos que atravessam muralhas até crashes que podem encerrar sua partida
  • O equilíbrio prioriza muito usar unidades iniciais, em vez de investir nos recursos avançados presentes na árvore de evolução
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários