Katamari Damacy Reroll não traz de volta o brilho que o príncipe merecia

AnalisePocket

Katamari Damacy é um jogo muito original e existem poucos como ele. Será que a remasterização, lançada quase 15 anos depois que o original, atualiza de verdade um dos jogos mais pirados da geração retrasada? Vamos descobrir!

They see me rollin’...

Para quem não lembra, Katamari Damacy é o primeiro título da série e foi lançado em 2004 para o PlayStation 2. O jogo é completamente maluco e te coloca no papel de um príncipe de cabeça cilíndrica que precisa criar Katamaris de tamanho variados para que estas substituam as estrelas no céu, que sumiram.

Katamari

O seu objetivo é só um: rolar, rolar e rolar até grudar o máximo de coisas possíveis. Quanto mais coisas grudam na Katamari, maior ela fica e mais coisas conseguem grudar. Em algumas fases diferentes seu objetivo não é necessariamente atingir um tamanho mínimo, mas sim coletar uma quantidade certa de um item específico. Para refazer a constelação de Gêmeos, por exemplo, você precisa rolar por cima de coisas em pares (irmão gêmeos também valem).

Fiel ao original (até demais)

A jogabilidade e os objetivos se mantiveram intactos em relação ao original – intactos até demais. Indo direto ao ponto: os controles são péssimos e ultrapassados. Nas primeiras horas de jogatina foi um inferno conseguir controlar a Katamari e era impossível andar em linha reta. Só consegui fazer o príncipe andar para lado e para trás, o que não é o ideal.  Depois de algumas horas você se acostuma, mas os controles nunca ficam bons de verdade.

Katamari

Para se mover, você precisa apontar os dois analógicos para a mesma direção, e com isso perde qualquer oportunidade de controlar a câmera. Se quiser virar em volta da Katamari, precisa parar e mexer apenas um dos analógicos para cima ou para baixo. A movimentação é dura, e a configuração de controles escolhida não faz nenhum sentido para os dias de hoje.

Ao destacar os joycons o jogo te dá a opção de controles de movimentos. Apesar de ainda ser um pouco fora do comum e exigir uma certa prática, me pareceu que, com o treino, é mais fácil e confortável controlar pelo movimento do que pelos controles tradicionais.

Katamari

Outra coisa que também não ajuda seu jogo é a câmera. Principalmente no início, quando a Katamari começa com centímetros de altura. O sistema de save também merecia uma modernizada. Não existe autosave no jogo, e você precisa salvar manualmente, exatamente como acontecia no início dos anos 2000.

Divertido como sempre

O visual de Katamari Damacy Reroll é o mesmo do PlayStation 2, mas no contexto do jogo parece uma decisão pensada e que faz parte do estilo. Um jogo tão sem noção (no melhor sentido da palavra) não ia combinar com gráficos realistas. Comparando diretamente com a versão de PS2, os gráficos estão mais “suaves” sem serrilhados, dentro do mínimo esperado para um remaster.

Katamari

Apesar de tantas críticas, o jogo continua inexplicavelmente divertido, da mesma forma que o original. Existe uma magia esquisita em sair rolando a Katamari e ir grudando tudo que vê pela frente. Até os papos sem noção do rei e as animações entre fases são legais. É um jogo leve, gostoso e sem compromisso.

Vale a pena?

Em muitos aspectos parece que Katamari Damacy Reroll é mais um port com upscaling dos gráficos do que um remaster de fato. Um sistema de controles e de save modernizado já ajudariam muito a deixar o jogo menos datado. Apesar de tudo isso ele continua divertidíssimo, mantendo a crocância do original.

Katamari

Katamary Damacy Reroll não moderniza o original o suficiente, mas também não piora o que já era legal. Não chegue pensando que vai encontrar uma versão moderna de Katamari, mas sim o mesmo jogo de sempre – com seus prós e contras.

*O jogo foi fornecido pela Bandai Namco

70 Switch
Bom
"Katamari Damacy Reroll é um remaster fraco de um jogo ótimo"

Pontos Positivos

  • A magia inigualável de grudar coisas na Katamari continua firme e forte
  • Trilha sonora

Pontos Negativos

  • Controles ultrapassados
  • Save apenas manual
Voltar para notícia
Carregando...
Comentários
Carregando...
Este comentário foi apagado. Desfazer
+1
-1
Este comentário foi apagado. Desfazer
Responder Excluir Editar
+1
-1
Ver mais comentários Ver mais comentários