Kane & Lynch passam mais apertos no PC com sua jogabilidade inapropriada.

Quando Kane e Lynch: Dead Men foi anunciado, o título chamava a atenção de todos os fãs de videogame. O mercado de jogos alvoroçou-se no grande dia, 13 de novembro de 2007, quando não só Kane & Lynch chegaram ao mercado, mas também Assassin's Creed, e outros jogos marcantes para o ano que ficou conhecido como um dos melhores da história dos videogames.

Entretanto, o mercado ficou bastante assustado com as notas que o jogo recebeu nos sites do exterior. A dupla de prisioneiros não atraiu a crítica, recebendo 6,4 na média internacional, muito abaixo da média esperada pelo público, que circulava entre 8 e 9,5. O que assustou mais ainda o público foi a demissão de um dos mais conhecidos críticos de videogame da Internet que, segundo boatos, ocorreu após um telefonema da Eidos reclamando da nota dada por ele a Kane & Lynch.

O ocorrido colocou os fãs de videogame mais antenados numa campanha mundial contra a Eidos e seus novos anti-heróis, Kane e Lynch. Porém o BaixakiJogos busca sempre uma visão equilibrada, e portanto jamais levaremos em consideração campanhas a favor ou contra um jogo, a imparcialidade faz parte de nossos valores fundamentais na escrita, e a manteremos nesta análise.

P#$$@ Lynch! Seu louco f!%#* da p#%&!

Se você pretende jogar Kane & Lynch: Dead Men, vá se acostumando com frases deste nível, porém sem a censura. O que há de mais marcante em Kane & Lynch: Dead Men, desde muito antes de seu lançamento, era a violência que o jogo apresentava, bem como os diálogos sujos, sem qualquer tipo de censura. Palavrões estão presentes em quase 100% das frases do jogo. Esse aspecto é uma faca de dois gumes: por um lado, sangue, mortes e palavrões são o que muitos gamers consideram diversão, por outro, os mais puritanos devem passar longe do título.

Kane e Lynch se conheceram naquele que seria o último dia de suas vidas. Lynch sofre de um distúrbio de personalidade e estava condenado à morte por ter assassinado sua esposa em um de seus ataques. Kane recebeu a mesma sentença, devido aos inúmeros crimes cometidos em uma longa e suja carreira na máfia. O jogo inicia quando ambos encontram-se no ônibus que os conduziria à cadeira elétrica. Entretanto, um ataque impede que o veículo chegue ao seu destino.

Lynch salva a vida de Kane, protegendo sua cabeça instantes antes do ônibus sofrer um acidente. Lynch, que já sabia do plano do acidente, sai rapidamente do veículo, ao lado de Kane, e se reúne aos homens que haviam feito o veículo capotar. Kane ainda não havia entendido o que ocorrera quando foi forçado a seguir seus resgatadores.

O jogador entra na pele do mafioso exatamente nesse ponto, e durante todo o primeiro nível é forçado a obedecer as ordens de seus captores. Os desenvolvedores aproveitaram muito bem esse princípio do enredo para apresentar aos jogadores o sistema de jogo do título. No nível seguinte, Kane e seu salvador são conduzidos para um encontro com o grupo mafioso The7, ao qual Kane traiu pouco antes de ser preso.

Depois de uma discussão acalorada, os mafiosos dão ordens a Kane para recuperar e devolver um objeto supostamente roubado e escondido antes que ele fosse preso. Caso Kane volte a traí-los, sua esposa e filha, que são mantidas em cativeiro, serão assassinadas. O acordo com Lynch é diferente: ele deverá acompanhar Kane e reportar sua posição para os mafiosos de tempos em tempos.

Após concluir a missão, Kane será executado, porém terá salvo a vida de sua mulher e filha, e Lynch será libertado, escapando da sentença de morte que lhe fora imposta pela justiça. Ao término da conversa, um novo nível tutorial é apresentado, onde o jogador deve treinar mira outras funções do jogo, como dar ordens aos parceiros, proteger-se atrás de obstáculos e muito mais. Entretanto, este nível também usa da história para treinar o jogador: a desculpa dessa vez é que Kane, um criminoso experiente, deve ensinar a Lynch os segredos do combate.

Teclado e mouse confundem o jogador

Há uma fórmula que raramente falha para saber em qual plataforma um título lançado tanto para PCs como para consoles fará mais sucesso: basta conhecer o seu gênero. Jogos de tiro em primeira pessoa, bem como estratégia — seja em tempo real ou em turnos — raramente serão melhores nos consoles, enquanto os gêneros terceira pessoa, corrida e luta, por exemplo costumam se sair melhor nos consoles.

O que se leva em conta aqui não é capacidade de processamento gráfico ou qualquer outro aspecto que possa ser taxado como superficial, mas sim o mais importante aspecto de um game: a jogabilidade. Ora, convenhamos, o nome desse aspecto já fala tudo. O que seria de um jogo sem jogabilidade? Para quem não sabe, o termo representa o nível de intuitividade dos controles do jogo. Na prática funciona assim: imagine que você precisa movimentar um personagem para frente, e só pode escolher entre uma seta para frente e uma para trás. Num jogo intuitivo, a seta pressionada seria, evidentemente, a que aponta para frente. Por outro lado, num título de baixa jogabilidade, você deveria pressionar para trás.

Dessa forma, a pontuação da jogabilidade leva em consideração se os comandos para cada uma das ações do jogo são de fácil acesso. Quando o jogador precisa, por exemplo, olhar para o teclado ou para o controle para realizar um comando, a experiência sai comprometida. Além disso, a sensibilidade de uma determinada ação — como mover a mira, por exemplo — pode comprometer muito a experiência. É isso que faz com que os jogos em primeira pessoa sejam melhores no computador, onde a sensibilidade do mouse pode ser muito bem ajustada para caber no nível preferido do jogador, enquanto nos consoles, mesmo que possuam direcionais analógicos, a sensibilidade da mira fica bastante comprometida.

No caso de Kane & Lynch: Dead Men, como o jogo é em terceira pessoa já era de se esperar que ele se sairia melhor no Xbox 360 e no PS3. Apesar da versão para Xbox ainda não ter sido testada por nossa equipe, a jogabilidade do PS3 está muito melhor que a do PC. Um dos pontos que confunde o jogador são os comandos de ordem para os outros personagens, que estão posicionados nas teclas numéricas acima do teclado alfabético. Além disso, lançar granadas tira a concentração, já que a tecla designada para tão função é a letra “G”, que fica isolada dos outros comandos do jogo.

Como o título é em terceira pessoa e conta com um sistema de cobertura automático, onde o personagem agarra-se ao obstáculo mais próximo e fica protegido atrás dele, a experiência poderá lembrar um pouco o título da EPIC Games consagrado tanto no Pc como no Xbox 360, Gears of War. Entretanto, o visual gráfico de Kane & Lynch: Dead Men não chega nem aos pés de um dos games mais bem desenvolvidos graficamente da nova geração.

Desequilíbrio entre física e texturas desanima os mais exigentes.

Desde o enredo, passando pela jogabilidade e todos os outros aspectos do jogo, fica claro que equilíbrio é uma coisa que não está presente em Kane & Lynch. A começar pela dupla personalidade de Lynch e pela vividez com que Kane expressa suas opiniões (leia-se: xingamento atrás de xingamento).

Entretanto, o desequilíbrio não é somente mental e, como já foi dito, se faz presente em quase todos os aspectos do título. Prova disso é o que acontece entre as texturas e a física, que são absolutamente contrastantes. Os desenvolvedores haviam anunciado, antes mesmo do lançamento do jogo, que a física receberia mais atenção que texturas, e estas por conseqüência ficariam mais pobres, até mesmo para que os consoles atuais pudessem suportar o título.

Mas ninguém pensou que a pele dos guardas, por exemplo, ficaria parecida com a pele de uma boneca de plástico (observe bem os policiais da primeira missão, onde ocorre a fuga dos protagonistas). Por outro lado, também não era de se esperar que a física ficasse tão boa. Atirar no pneu de um veículo faz com que ele murche automaticamente e, no caso de uma perseguição, como ocorre ainda no primeiro capítulo, o carro perde a estabilidade de forma surpreendente.

É possível perceber que as cenas pré-renderizadas foram concebidas com maior cuidado, recebendo melhor atenção à iluminação e texturas. A modelagem é aceitável, e não chama muita atenção, exceto por alguns momentos onde ocorre a sobreposição de personagens com o cenário, o que acontece principalmente no modo online.

Multiplayer inovador e modo cooperativo desconfortável.

Nos últimos tempos, jogos cooperativos (os famosos co-op) têm feito muito sucesso entre os jogadores. Gears of War, Kane & Lynch, o recém lançado Conflict: Denied Ops e muitos outros são prova disso. Entretanto, o cooperativo de Kane & Lynch ficou confuso e pouco agradável. A divisão vertical da tela foi o primeiro erro, e a confusão gerada pelo jogo também é suficiente para fazer os parceiros desistirem e voltarem ao bom e velho single player onde cada um joga até morrer e então passa o controle ao amigo.

Já o modo online do game difere substancialmente dos demais jogos de tiro com multiplayer, e chama muita atenção. Enquanto em quase todos os jogos os jogadores são divididos em dois times que combatem entre si, Kane & Lynch: Dead Men coloca todos os jogadores no mesmo time, que objetiva roubar um banco, joalheria ou outros locais que retenham grandes valores.

Sua missão é invadir o local que guarda os valores (sejam jóias, dinheiro ou outros) e aproximar-se do local sinalizado com os sifrões ($), até que eles desapareçam e seu saldo pare de aumentar. Após roubar todo o dinheiro possível, você deverá correr até o ponto de encontro com o furgão de fuga. Porém, não é tão simples assim.

Tudo isso deve ser feito sem morrer uma vez sequer. Caso seu personagem morra, você passará automaticamente para as forças armadas da polícia, devendo matar os assaltantes. Além disso, um outro recurso disponível torna o jogo ainda mais divertido: você pode matar seus companheiros mesmo enquanto faz parte do time dos bandidos. Poderá então roubar o dinheiro deles e fugir sozinho, levando toda a grana só para você.

Entretanto, ao fazer isso, seu personagem voltará marcado como traidor e seu nome estará em vermelho no turno seguinte, isso significa que, caso algum parceiro seu decida matá-lo, ele não será considerado um traidor. O jogo conta com três turnos diferentes, onde você deverá roubar o máximo de dinheiro possível. Ao final dos três turnos, o jogador que contar com mais dinheiro na conta corrente ganha a partida.

Existem diversos equipamentos diferentes à venda no modo multiplayer, e com eles você poderá aumentar consideravelmente suas chances de vitória, entretanto cada kit de equipamentos tem um custo, que é extraído do seu saldo, portanto se você gastar muito com eles, pode não lucrar o bastante para ser o primeiro colocado da partida.

A trilha sonora do modo online ficou, por falta de outra expressão, muito confusa. Músicas clássicas são excelentes para trabalhar ou meditar, amplificando a concentração, porém um jogo online violento e cheio de diálogos pesados, como Kane & Lynch, não condiz com músicas clássicas no melhor estilo das famosas “músicas de elevador”.

Trilha sonora mediana, com quedas no modo online.


Em termos de trilha sonora, o jogo consegue, finalmente, atingir um ponto de equilíbrio. Não há nada de muito especial que chame grande atenção para ela. Com exceção do aspecto citado acima, no caso do Multiplayer, o resto do jogo conta com músicas em momentos muito bem determinados, além, é claro, do som das balas, que serve como um excelente direcionador da posição de seus adversários, principalmente no caso de um sistema de caixas de som 5.1 ou 7.1.

O compositor das músicas do jogo é ninguém menos que o mundialmente famoso Jesper Kyd, que criou toda a trilha sonora da série Hitman, bem como Assassin's Creed e Unreal Tournament 3, ou seja, 3 dos principais títulos de 2007.

Apesar da polêmica e da falta de equilíbrio, Kane & Lynch: Dead Men merece ser jogado.

Kane & Lynch: Dead Men apresenta uma história de puro desequilíbrio psicológico, e esse desequilíbrio se reflete em todos os outros aspectos do jogo. Geralmente as notas de cada aspecto de um título, ainda que avaliadas separadamente, acabam recebendo uma nota semelhante. Isso é comum pois os desenvolvedores geralmente buscam dar a mesma atenção para cada aspecto do jogo, portanto um títula de nota 7 geralmente conta com alguns aspectos nota 6, outros nota 7 e outros nota 8.

Porém, no caso de Kane & Lynch, isso não acontece. Observando a variação nas notas do BaixakiJogos, fica claro o desequilíbrio que a IO Interactive gerou no título. Isso somado à polêmica comentada no início desta análise pode confundir muito a cabeça dos jogadores, que encontrarão notas muito discrepantes em revistas e sites especializados.

Se você possui tanto um PC como um console, jogar Kane & Lynch no PC não é a melhor opção. Como já foi dito, a jogabilidade do PC é muito inferior à dos consoles. Além disso, um jogo como Kane & Lynch é muito mais agradável quando jogado em um sofá numa tela de 29” ou mais. A diversão será muito maior do que no caso de um FPS que pede atenção redobrada e proximidade do monitor para tornar a experiência mais imersiva.

O BaixakiJogos buscou imparcialidade e chegou à conclusão de que, se você está em busca de muitas risadas e violência num jogo completamente amoral e além disso é fã de tiro em terceira pessoa, Kane & Lynch: Dead Men é título obrigatório em sua prateleira. Se você, por outro lado, prefere FPS com um enredo mais suave e moralista — como salvar o mundo de aliens, impedir uma guerra civil num país de terceiro mundo ou ainda eliminar ameaças terroristas —, Kane & Lynch vale a pena ser jogado, apenas para que você esteja ao par dos jogos mais citados do momento, porém recomendamos que alugue-o, pois você pode não se dar muito bem com a dupla de ex-prisioneiros.

Há uma seqüência do título já anunciada pela IO e pela Eidos. Espera-se que ambas reavaliem o dito desequilíbrio do jogo, levem em consideração as críticas feitas e acabem melhorando sua qualidade, pois o enredo tinha tudo para merecer uma nota 8,5, mas infelizmente as falhas apresentadas durante nossa análise acabaram qualificando-o bem abaixo do esperado.
67 pc
Regular

Outras Plataformas

74 ps3