Um bom candidato ao DLC perfeito

Img_originalThe Passing. A expressão poderia ser traduzida como “O Falecimento”, e seria bastante apropriada para a temática deste DLC gratuito. Mas não podemos nos enganar e achar que o pacote é apenas mais uma campanha para aqueles que estão cansados dos cenários anteriores: existem diversas novidades que fazem essa adição realmente valer a pena.

Uma curiosidade se faz notar logo de início: enquanto os nomes das campanhas anteriores (Dead Center, Dark Carnival, Swamp Fever, Hard Rain e The Parish) refletem as situações dos locais em que os sobreviventes se encontram, o nome The Passing ilustra um acontecimento específico: a morte de Bill, do jogo original da franquia, que se sacrificou para salvar seus companheiros.

Essa mera diferença de nomenclatura pode parecer algo superficial, mas na verdade a experiência inteira é tratada de forma diferente por conta do evento. Assim, temos conteúdo adicional que não somente expande a diversão dos jogadores como também proporciona momentos de nostalgia (embora o primeiro game da série não tenha sido lançado há tanto tempo assim).

The Passing é uma campanha composta por três mapas (Riverbank, Underground e Port), com a trama se desenrolando entre os acontecimentos de Dead Center e Dark Carnival. Ou seja, enquanto os protagonistas estão a caminho de Nova Orleans, encontram os personagens anteriores em uma pequena cidade portuária, à beira de um rio.

É grátis, traz várias adições de qualidade à experiência do jogo e não estraga nada. Quem precisa de mais? Left 4 Dead 2: The Passing certamente é uma adição que não pode faltar a nenhum jogador do game para PC, já que aprimora a experiência de forma significativa — sem contar o fato de que a grande maioria dos jogos online existentes são da campanha.

Fiel...

Todo DLC corre o risco de não ser tão bom quanto o conteúdo original, especialmente quando é gratuito — o que geralmente quer dizer que menos recursos foram investidos no projeto. Mas isso não ocorre com The Passing, que continua a ter a mesma qualidade das outras campanhas e cujas adições se integram perfeitamente ao jogo, tornando a experiência toda ininterrupta, sem ser possível perceber o que já existia antes e o que foi incluído com o pacote.

Ambientação

Enquanto em termos de jogabilidade e qualidade o DLC permanece fiel às origens e se integra ao resto do conteúdo de forma imperceptível, a temática diferenciada pode ser sem dúvida percebida pelos fãs mais atentos. Em primeiro lugar, pelo fato óbvio de que os personagens do primeiro jogo da franquia aparecem em posições inatingíveis, como uma espécie de “objetivo inalcançável”.

Img_original

Em segundo lugar, pelo tratamento excelente dado ao desenrolar dos eventos. Ao invés de apelar e fazer com que os dois grupos se unam, a Valve tomou a direção certa e deixou que os sobreviventes de L4D2 sigam seu caminho, já que eles não conhecem os antigos protagonistas. Ou seja, nada de abraços e beijos ao final da campanha, cada um está interessado é em sobreviver.

Level Design

Esse elemento da construção de mapas é frequentemente ignorado pelo usuário comum, mas em jogos como esse pode significar a diferença entre conteúdo bom e conteúdo ruim. Isso porque Left 4 Dead 2 disponibiliza aos jogadores uma série de modos de jogo: Single Player, Versus, Campanha, Realismo, Sobrevivência, Busca e Mutação (esse último adicionado em The Passing, falaremos mais adiante sobre ele).

Logo, é preciso que os cenários comportem todos esses tipos de experiência de forma divertida e, quando necessário, equilibrada para que possa existir uma competição adequada. E, nesse quesito, o DLC executou de forma excelente sua função, já que é extremamente desafiador e empolgante em qualquer um dos modos escolhidos.

Mutações

Para variar ainda mais a experiência, a Valve decidiu implementar um sistema de eventos semanais. Chamados de mutações, esses eventos disponibilizam um modo de jogo diferente a cada semana, dando aos jogadores ainda mais opções com relação à forma de apreciar o game. Além do mais, a empresa realiza pesquisas com os usuários para ver a reação do público ao modo, para quem sabe torná-lo permanente no futuro. Precisa de mais?

O modo que testamos, por exemplo, era chamado de Scavenge. Ele consistia de coletar galões de gasolina para encher um gerador, de forma semelhante ao modo Busca. No entanto, todos os galões não estão espalhados pelo cenário desde o início; ao invés disso, apenas um grupo de combustíveis aparece de cada vez — para que o próximo surja no mapa os sobreviventes devem inserir aqueles no gerador.

Img_original

Uma mudança sutil, mas que transforma completamente a maneira de encarar o desafio. Ao invés de tentar controlar o mapa como um todo, existe um local específico que serve de objetivo para os sobreviventes — coisa que os infectados sabem. Consequentemente, a ação se concentra naquele ponto e nos caminhos para chegar ou sair de lá, tornando os embates mais constantes e decisivos.

Novo infectado

Com The Passing, surgiu um novo tipo de zumbi, que funciona como uma espécie de “bônus”. Ao ser atacado, ele foge pelo mapa e é preciso que os jogadores o matem rapidamente, pois ao ser derrotado ele deixa cair diversos itens que ajudam bastante — especialmente nas dificuldades maiores.

O melhor de tudo é que ele não interfere com os outro infectados principais, e nem pode ser encarnado no multiplayer. Ou seja, é realmente uma espécie de “baú de tesouros ambulante”. Muito bem-vindo, por sinal, já que em alguns momentos o novo mapa pode ser extremamente desafiador e qualquer tipo de ajuda é recebido com gratidão!

Procurando...

Por incrível que pareça, não conseguimos encontrar nada que salte aos olhos como um ponto extremamente negativo do DLC. Isso porque se trata de um pacote de conteúdo extra gratuito que não estraga nada do jogo original. Tudo o que se propunha a fazer foi realizado de forma boa ou excelente, sem quebrar nada que já estivesse certo. Ou seja, cumpriu sua missão.

Isso não significa que o pacote mereça nota 10, no entanto. O DLC adiciona mais diversão e variedade a um jogo excelente, mas todas as limitações de Left 4 Dead 2 ainda estão presentes.

90 pc
Excelente