Análise de LEGO Star Wars II: The Original Trilogy

Reviva os acontecimentos da trilogia original de Star Wars através do universo Lego

Lego Star Wars II atende aos pedidos dos fãs, que clamaram por uma continuação baseada na trilogia original. Os fãs foram bem-atendidos, pois o cuidado com as franquias Lego e Star Wars fica evidente no segundo jogo, que apresenta todas as cenas e personagens memoráveis dos episódios IV, V e VI em um mundo completamente construído com peças de Lego.

Para crianças de todas as idades

Jogos como Lego Star Wars e Kingdom Hearts geralmente sofrem do estigma de “jogo infantil”, por utilizarem temas ligados a desenhos ou brinquedos para crianças. Porém, a fim de não limitar o seu público, os desenvolvedores procuram adicionar elementos que apelem também aos adultos, que são quem realmente paga pelo jogo e muitas vezes decide pela compra.

Essa tendência pode ser vista também em desenhos que são vendidos como infantis, mas que servem muito bem aos adultos; animações como “A Viagem de Chihiro”, “Shrek” e até mesmo “A Era do Gelo”, são na realidade dois filmes ao mesmo tempo: um para as crianças, com piadas simples no estilo pastelão e personagens carismáticos, e outro filme para os adultos, com referências a filmes antigos, ironia, sarcasmo e citação de eventos históricos que só um espectador mais velho poderia entender.

Lego Star Wars segue essa tendência, apresentando um jogo que atende aos dois públicos. As crianças serão atraídas pelos visual e simplicidade da jogabilidade básica, enquanto os adultos podem se divertir com as piadas feitas com o enredo da trilogia original e com os pequenos detalhes que remetem ao universo Lego, que fez parte da infância de muitos jogadores que hoje são adultos.

Monte sua história

O enredo, como esperado, segue fielmente os filmes da trilogia original. O jogo parece curto, porque é muito rápido de se completar (em algumas horas é possível fazer tudo, mesmo na primeira jogada). Mas isso não tira o mérito do jogo, que apresenta uma boa quantidade de conteúdo, com todas as cenas e momentos importantes dos filmes da série. Tudo está lá, desde o encontro de Obi-Wan Kenobi com o jovem Luke, até a batalha final com Lord Darth Vader.

Cada cena importante é apresentada através de animações no início e ocasionalmente no meio das fases. São sempre muito bem-feitas e não quebram o ritmo, ajudando a tornar o jogo mais cinematográfico. Todas são representadas através de bonecos Lego, que são surpreendentemente expressivos e representam com perfeição os atores em versões de brinquedo.

Os personagens modelados em Lego permitem um nível de humor impossível nos filmes, e a escolha pela paródia foi acertada. É hilário assistir aos golpes de sabre de luz, que fazem braços e cabeças rolarem fora dos corpos de bonecos Lego, enquanto eles desoladamente olham para a peça destacada do corpo, caída no chão. Também foram adicionados detalhes importantes, como a risada de canto de boca de Han Solo, que remete de forma muito engraçada ao ator Harrison Ford.

Para quem já viu e aprecia os filmes, Lego Star Wars vale a pena, mesmo que seja apenas para ver a nova versão da história que os desenvolvedores criaram. Apesar do toque de humor, traz boas lembranças dos filmes da série, e pode mesmo ser classificada como nostálgica.

O jogo também permite que você assista aos episódios com certo grau de liberdade, pois assim que a primeira fase do episódio IV é terminada no modo Story, você pode acessar as primeiras fases dos episódios V e VI. Desse modo é possível passar as fases como você achar mais interessante, indo direto aos pontos da história que mais lhe interessam.

Fácil como brincar de Lego

Embora seja possível adotar uma sequência personalizada de cumprimento das fases, não há nenhum problema em seguir a ordem oferecida pelo jogo. É até mais adequado para os jogadores casuais (ou para as crianças), pois a dificuldade e complexidade das tarefas aumentam gradualmente com a sequência apresentada nos filmes. Nada nunca fica muito difícil, mas é possível travar em algumas partes do jogo, por não entender exatamente o que um certo puzzle exige.

Os puzzles são simples, embora obscuros em alguns momentos. Não é possível compreender imediatamente a sequência em que você deve empurrar caixas ou apertar botões. Felizmente o jogo é bastante tolerante com tentativa e erro, sendo que você nunca terá que recomeçar uma fase por não saber como resolver um puzzle. Basta continuar tentando, trocando personagens e fazendo coisas diferentes, até chegar à solução. Foi algo necessário para atender ao público mais jovem, que nem sempre lê instruções ou presta atenção em detalhes do cenário.

Na maior parte do tempo a jogabilidade consiste em pular, correr, atirar em inimigos distantes e quebrar partes do cenário, a fim de recolher peças (studs), que são utilizados como energia do personagem (como os anéis em Sonic). Os studs também são necessários para comprar novos personagens, peças e dicas na Mos Esley Cantina, o ponto de onde você pode acessar todas as missões do jogo. Como se pode ver, a fórmula principal do jogo é muito simples e poderia se tornar chata rapidamente. Mas não fica maçante porque o jogo, a todo momento, introduz algo diferente para ser feito: puzzles que exigem a troca de personagens e ações específicas, montagem de partes do cenário com peças Lego, cantos escondidos para serem explorados e pilotar naves e veículos.

Aliás, estes são os melhores momentos. As naves e veículos são controlados de maneira muito simples e certamente não apresentam a complexidade de um Wing Commander (do PC), mas dentro da natureza do jogo cumprem muito bem o objetivo de divertir e apresentar algo diferente ao jogador. Até mesmo as missões que envolvem as naves enrolando os cabos ao redor das “pernas” dos Imperial Walkers estão presentes, tudo com o toque Lego, que evidencia a sensação de batalhas de brinquedo. Além das naves, você também montará em animais, utilizará canhões e outros equipamentos. São muitas opções ao longo do jogo, que ajudam a esconder a simplicidade da jogabilidade com muita diversão.

Merece também menção o modo para dois jogadores. No melhor estilo arcade, é possível a entrada de um segundo jogador a qualquer momento, bastando apertar start no segundo controle. O jogo fica mais divertido a dois, sendo possível trocar de personagens facilmente e cumprir as ações requeridas de forma mais rápida. Até mesmo as missões com naves podem ser jogadas a dois, ao contrário do primeiro Lego Star Wars. Os problemas do jogo a dois são mínimos, pois os dois jogadores estão na tela ao mesmo tempo. A ausência de split-screen (divisão da tela quando os dois se afastam demais) ajuda a manter tudo simples e divertido.

Cenários construídos com a mão e imaginação

Se a jogabilidade é simples o mesmo não se aplica aos gráficos. Sob a superfície “de brinquedo”, é possível ver o esforço dos desenvolvedores em ajustar tudo ao gosto dos fãs, tanto de Lego como de Star Wars. Os bonecos, como já dito, são muito fiéis aos atores, dentro das limitações de um boneco Lego, claro. Foi feito um trabalho impressionante de caracterização, buscando os detalhes mais marcantes de cada personagem dos filmes, para transportá-los aos bonecos. Alguns personagens são inevitavelmente genéricos, como os que representam os soldados da Aliança Rebelde. Mas a maioria é extremamente característica, sendo reconhecidos imediatamente como no caso de Darth Vader, Chewbacca, Princesa Léia e etc.

Os cenários são todos em 3D, e são basicamente compostos de peças. Muitas estruturas são desmontáveis, através de tiros e golpes. Outras precisam ser montadas pelos personagens, a fim de continuar o caminho pré-definido de cada fase. Embora tudo aconteça de forma muito rápida, é satisfatório reconstruir pontes quebradas ou partes de uma X-Wing, por exemplo. Tudo se ajusta bem ao estilo do jogo, contribuindo para a sensação de que o cenário foi montado peça a peça por alguém.

O trabalho mais impressionante é feito com os modelos dos veículos e naves, que deve entusiasmar várias crianças mais crescidinhas, que brincaram muito com Lego em sua infância. Não existem cenas pré-renderizadas nem filminhos em Lego Star Wars, e isso é bom, porque os gráficos são os melhores possíveis, dentro do objetivo de criar um mundo todo feito de Lego.

Personagens feitos com Lego e som de cinema

Lego Star Wars executa seus gráficos e sons de forma tão eficiente que é fácil ignorá-los. Tudo parece tão Star Wars que é natural não reparar no enorme nível de detalhe colocado no jogo. A trilha sonora é totalmente inspirada nos filmes, e em cada episódio você ouvirá exatamente o que ouve nos filmes. Isso é evidente desde a música da cantina em Mos Esley até as batalhas na Estrela da Morte. E não são trilhas mixadas ou sintetizadas, são reproduções fiéis das originais.

Os efeitos sonoros também não decepcionam, e é fácil reconhecer os sons originais dos sabres de luz e pistolas laser. Mas também os barulhos de motores de naves, deslocamento de ar, os sons de R2D2, os gritos dos wookies, absolutamente tudo é retirado da sonoplastia dos filmes. Em conjunto com a trilha sonora, fazem maravilhas pela ambientação.

Somente as vozes são inexistentes em Lego Star Wars, pois seria muito estranho ver um boneco falando. Mas isso não impede que os bonecos murmurem ou gemam de dor, incluindo até mesmo a infame respiração por trás da máscara de Lord Vader.

Lego Star Wars é um jogo suficientemente bom para garantir algumas horas de diversão para qualquer jogador. Mas é especialmente recomendado aos fãs de Star Wars ou de Lego. Caso você aprecie as duas franquias, certamente a diversão estará garantida, independente de sua idade ou gênero de jogo preferido. Não deixe a aparência de jogo infantil privá-lo dessa experiência.
83 ps2
Ótimo