A turma de maior de sucesso da Nintendo aparece com uma dinâmica simplesmente bombástica.

Como ocorre na maioria de jogos de esporte envolvendo o mais famoso personagem da Nintendo, Mario, o game Mario Strikers Charged (MSC) não escapa: a loucura está fortemente presente. O título Super Mario Strikers, para GameCube, foi encarado por muitos como um jogo legal, mas não muito intenso quanto o estilo prometia. MSC chegou ao Nintendo Wii para mudar essa perspectiva.

Visto por muitos como uma seqüência do game do GameCube, MSC é fruto de um excelente trabalho dos desenvolvedores da Next Level Games. A adrenalina do game é algo contagiante, visto que o foco é menos no futebol e mais na rapidez e insanidade de habilidades, tanto no uso de itens e dispositivos especiais quanto no domínio geral da jogabilidade do título.


Jogadas malucas

Os jogadores iniciam sua experiência em MSC selecionando um capitão para seu time de acordo com as opções oferecidas, formadas por personagens essenciais nos games de Mario, como o próprio encanador, Luigi, Koopa, Princesa e Wario. Ao todo, são 12 capitães, cada um com suas respectivas habilidades e atributos: movimento, chute, passe e defesa.

Então, o gamer tem a possibilidade de escolher os três integrantes restantes de sua equipe, através de um elenco de personagens menos importantes na série de jogos de Mario, como o cogumelo Toad, por exemplo. Diferentemente do que ocorre no jogo para GameCube, em MSC o jogador consegue diferenciar os companheiros, sendo que cada um possui características específicas mais fortes, como força ou velocidade.

Os três figurantes secundários do time são essenciais para a realização de gols, mas seus chutes não são nada comparados aos do capitão. Cada personagem possui tipos de drible diferentes, o que influencia bastante na escolha dos personagens para o time, visto que o ideal é um balanço entre as habilidades dos participantes.

Pancadaria em grupo com os companheiros de Mario.

Alguns exemplos interessantes são os Hammer Brothers, que possuem a habilidade de atirar martelos no oponente à sua frente para então chutar a bola. Em conflito direto com o goleiro (o famoso jacaré maligno), não há nada que possa impedir a realização de gols com esses curiosos personagens. Boo, por exemplo, consegue ficar transparente e, se comandado sabiamente pelo gamer, pode atravessar o goleiro e facilmente marcar um ponto.

O capitão pode virar o jogo sozinho

Com o capitão, a história muda. Carregando o chute com o máximo de poder possível, o jogador tem a possibilidade de marcar diversos gols de uma só vez, com o capitão. É mais difícil devido ao fato de que demora mais tempo para conseguir essa façanha, pois barras indicadoras aparecem para que o gamer controle a quantidade de gols e a velocidade dos chutes, caso seja bem-sucedido no carregamento.

A idéia pode ser estranha inicialmente, mas os famosos megastrikes dos capitães constituem um ponto essencial em MSC. Três a seis gols podem ser marcados de uma só vez desta maneira, mas o gamer deve ter perícia ao acertar a mais eficiente das três velocidades possíveis.

Cuidado com o capitão do time! Um tanto apelativo? Nem tanto, visto que o oponente tem a chance de se defender com o Wii Remote em um divertido minigame. Contra a inteligência artificial, a defesa varia bastante, mas um ponto é praticamente garantido. Há momentos em que diversos gols são marcados mesmo na velocidade mais lenta, enquanto há vezes em que apenas um ponto é marcado, mesmo com seis chutes sendo mandados na maior velocidade possível.

No modo multiplayer (ou quando o gamer recebe um megastrike dos oponentes controlados pela inteligência artificial), a defesa dos gols é realizada de maneira simples: basta apontar o Wii Remote para a tela em direção às bolas que surgem e pressionar o botão A no momento certo. Para os que já dominam bem a curiosa jogabilidade do Wii, segurar os chutes é extremamente fácil.

Uma ótima combinação de adrenalina e uso dos controles do Wii

Planejar rapidamente jogadas elaboradas é algo que o player deve dominar na medida em que avança durante as partidas de MSC. Balançar o Wii Remote é algo que os jogadores realizam a todo o momento para evitar o domínio de bola dos adversários. Como assim, balançar o Wii Remote? Simplesmente é realizar uma “trombada” contra o oponente, nocauteando-o por alguns segundos, deixando-o sem ação e, logicamente, sem a bola por alguns momentos.

Cenários repletos de desafios. Para aumentar o caos, há vários itens úteis que possibilitam tanto o impedimento de movimentos adversários quanto um “power-up” do personagem controlado pelo gamer na ocasião. Itens como a famosa estrelinha e os cascos de tartaruga aparecem em MSC, além do item mais expressivo de todos: o “especial” do capitão. Cada capitão possui um item especial diferente, na maioria das vezes causando impacto a todos os oponentes que o circulam.

Além disso, o cenário contribui fortemente para aumentar os desafios do jogo. Alguns são plenamente estáticos, enquanto outros ambientes propiciam obstáculos fortes e inesperados, como bolas de lava flamejantes que invadem a quadra a toda a velocidade, destruindo tudo em seu caminho. A surpresa pode ser grande ao encontrar cenários diferenciados, já que há diferenças bastante expressivas, como a falta de muros delimitadores em uma determinada quadra, por exemplo.

Modo multiplayer simplesmente único

Os modos singleplayer de MSC são simples, já que não passam de desafios abordados de poucas maneiras diferentes: Versus Mode, Challenge Mode (série de desafios executados em diferentes cenários) e Road to the Strikers Cup (onde o jogador forma um time e se diverte através de diferentes torneios). A dificuldade encontrada combatendo a inteligência artificial é um tanto radical, visto que é altamente extremista: ou muito fácil, ou ridiculamente difícil.

Já o modo multiplayer apresenta desafios completamente mais satisfatórios. Até quatro jogadores podem embarcar na pancadaria tanto online (dois em cada lado) quanto na própria plataforma. O modo online é espetacular, mas os jogadores do Brasil podem encontrar problemas na conexão, visto que a distância entre os países influencia bastante no desenrolar da partida. Com isso, poucas partidas são encontradas, e o famoso lag (atraso na conexão) aparece algumas vezes para chatear os gamers.

Aspectos técnicos razoáveis

Infelizmente, as apresentações animadas do game são um tanto pobres. Os gráficos têm seu charme e são bons em relação ao que ocorre geralmente com o Wii, mas pequenos detalhes poderiam ser facilmente melhorados, como as animações dos megastrikes. Tudo é bonito, mas poderia causar ainda mais impacto.

Um jogo apavorante.

Mas as falhas são obscurecidas pela emoção do game. Mesmo alguns efeitos visuais e os menus pobres do jogo são imperceptíveis para aqueles que optam por ir diretamente à ação. Quanto aos sons, há uma boa variedade de vozes dos personagens em quadra e algumas exclamações da torcida, mas impactos maiores em momentos de gol seriam opções interessantes a serem desenvolvidas, como um narrador da partida.

Os jogadores que gostaram do game para GameCube com certeza encontrarão diversão garantida em Mario Strikers Charged. O Wii possibilita uma jogabilidade extremamente contagiante, o que aumenta o entretenimento de maneira bastante significativa. Jogar MSC com amigos é uma experiência simples, sólida e emocionante.
Compre com o menor preço:
84 wii
Ótimo