Coloque os monstros para correr!

Um impetuoso garoto resolve se tornar o maior criador de monstros do mundo, para tanto ele percorre o globo domando criaturas e competindo com outros treinadores. Calma, não estamos falando de mais uma edição da franquia Pokémon, trata-se de Monster Racers — novo título da KOEI, produtora tradicionalmente associada a jogos hack 'n slash da franquia Dynasty Warriors.

A Koei conseguiu colocar todos os ingredientes do estilo “tenho que comprar” que arrebatou tantos jogadores em título como Pokémon, Yu-Gi-Oh! e tantos outros em um único jogo, mas será que Monster Racers tem o que é necessário para se destacar entre os demais?

Monster Racers é tão divertido quanto qualquer outro título da linha Pokémon, na verdade o que prejudica a imagem do título é o fato de ter sido lançado tanto tempo depois do “Grande P”. Caso a KOEI tivesse lançado seu jogo antes da Nintendo talvez as coisas fossem bem diferentes e Leefee aparecia pintado em aviões no lugar de Pikachu.

Img_originalNo final das contas todo jogo cujo objetivo seja capturar, escravizar, adestrar e colocar monstrinhos bonitinhos de nome estranho em competições dignas de uma tarde no Coliseu será imediatamente comparado série Pokémon, mas parece que Monster Racers não está muito preocupado com isso.

O jogo aposta em um estilo de sucesso e até entrega alguns elementos interessantes, se você procura uma alternativa para os Pokéjogos, Monster Racers é uma boa pedida, todavia a grande pergunta é, será que alguém precisa de uma versão “alternativa” dos Pokémons?

“Monstropédia”

Outro traço interessante de Monster Racers é a variedade de criaturas e a forma como estas variam de acordo com o cenário visitado. Os monstros de cada continente possuem características específicas daquela locação, com direito a poderes e habilidades distintas — nenhuma novidade para os “pokéfãs”.

“Eu escolho você!”

A dinâmica de jogo é muito parecida com a de Pokémon, basicamente você viaja a cada continente para competir no campeonato local. Enquanto isso explora o cenário em busca de novas criaturas — que perambulam livremente pelo cenário.

A ideia funciona, haja vista a popularidade de Pokémon, e em Monster Racers não é diferente. Capturar novos monstrinhos evoluí-los, aprimorar suas habilidades e levá-los para competir é envolvente e divertido — especialmente para o público mais jovem.

Pokémon Racers

Img_originalMonster Racers é extremamente genérico em sua concepção, porém o título conta com todos os elementos que fizeram — e ainda fazem — Pokémon e Dragon Quest Monsters franquias tão populares.

Portanto, os fãs deste gênero tão peculiar (adestramento de monstros?) certamente se deliciarão com a jogabilidade simplificada, progressão de personagens e vasta biblioteca de criaturas estranhas.

Além disso, o jogo não se resume a exploração do cenário e adestramento de monstros. O título também conta com alguma variedade de objetivos secundários, como missões de coleta de itens e algumas modalidades de jogo multiplayer.

Adequado

Os visuais são bem trabalhados, dentro dos limites do Nintendo DS, e contam com um design amigável. Os monstros são criativos — e como não poderia ser diferente, a referência mais próxima são os bons e velhos Pokémons. O estilo side-scroller das corridas e o visual isométrico das seções free-roaming são escolhas inteligentes que conferem mais dinamismo a jogabilidade.

Não é um Pokémon

São tantas as semelhanças que você pode até se confundir. O grande problema de Monster Racers é que ele não leva o nome da franquia Pokémon. A grande diferença entre os dois está no nome e na dinâmica de combate — ao invés de lutas, Monster Racers utiliza corridas. 

Img_originalFica difícil impressionar o jogador quando todos os elementos já foram extensivamente utilizados em outras produções. A KOEI peca por não inovar, enrijecendo-se em um estilo bem sucedido, mas que já foi demasiadamente explorado.

Eu já vi essa pista

Os desenvolvedores de Monster Racers pareciam estar com muita preguiça. Além de “emprestar” todo o sistema de jogo da série Pokémon, eles também não empregaram muito tempo construindo uma grande variedade de pistas. Na realidade cada continente possui apenas duas ou três pistas diferentes — o que torna toda a experiência repetitiva e enfadonha.

Eu já tenho esse bicho

O jogo até possui uma grande variedade de criaturas, todavia, parece que os encontros aleatórios exploram apenas três ou quatro seres locais que aparecem em todos os lugares de um determinado continente. Você só confere a variedade de monstros quando começa a viajar até locações mais exóticas, ou quando começa a criar suas próprias combinações — através do cruzamento de monstros.

“Fácil, extremamente fácil...”

Monster Racers não exige muito do jogador, os campeonatos representam a porção mais desafiadora e são facilmente conquistados após uma rápida exploração da “masmorra” local — cujos confrontos servirão para evoluir a sua criatura favorita.

60 ds
Regular