NASCAR The Game 2011
Seu Review foi enviado com sucesso.
Enquanto ele fica pendente de aprovação, dê sua nota para o jogo. Sua opinião é importante para a comunidade!

NASCAR The Game 2011

Avaliar este jogo
Voxel
NASCAR The Game 2011

NASCAR The Game 2011

Fazer review
48
Nota
do Voxel
Avaliado no PS3
Nota
da comunidade
Avaliar este jogo
Últimas atividades
14/12/2010

Liberada lista de pilotos disponíveis em NASCAR The Game 2011

Uma boa notícia para os fãs de alta velocidade: a Activision Blizzard divulgou uma lista com o nome dos pilotos da NASCAR que aparecerão no jogo inspirado na categoria. Ao todo, 22 competidores estão licenciados e devem emprestar seu rosto e vozes ao jogo.
Liberada lista de pilotos disponíveis em NASCAR The Game 2011
04/10/2010

Activision confirma NASCAR 2011

A Activision confirmou o desenvolvimento de NASCAR The Game 2011. A primeira edição da franquia NASCAR sob os cuidados da Activision — depois de vários anos com a EA Sports — será desenvolvida pela Eutechnyx, a mesma de Ferrari Challenge e Ford Mustang: The Legend Lives. O jogo contará com as licenças oficiais dos pilotos, carros e pistas da NASCAR e terá multiplayer online com suporte para 16 jogadores.
Activision confirma NASCAR 2011

Review enviada por

Dica enviada por
Carregar Mais
Ficha Técnica
Data de lançamento 24/05/2011
Classificação Para maiores de 6 anos
Desenvolvedora Eutechnyx
Distribuidora Activision Blizzard
Número de jogadores 0-0
Sobre

NASCAR The Game 2011 traz uma experiência absolutamente de acordo com a proposta da série NASCAR: velocidades insanas, clima bélico nas pistas e batidas espetaculares. Entretanto, há aqui uma diferença no tratamento dessa experiência dentro de um jogo de vídeo game. Desenvolvido pela Eutechnix, a franquia ressurge agora muito mais fiel à sua contraparte física, tanto na velocidade quanto nos atributos que tornam a coisa toda mais acreditável.

Os pilotos mais habilidosos tem em NASCAR 2011 um motivo extra para manter-se sempre de acordo na pista. São os NXP, ou “NASCAR Experience Points”. A regra para acumulá-los é bastante simples: faça as coisas direito. Isso significa: fazer ultrapassagens limpas, levar um percurso razoavelmente “otimizado” e executar drifts. O novo tratamento para a visão do cockpit ainda acrescenta um quê de realismo inédito na franquia — com chacoalhadas tão reais que farão você se segurar no sofá.

Mas também há algumas novidades não tão realistas, por assim dizer. A opção flashback, por exemplo. Para quem não conhece, trata-se daquele recurso que permite que se “rebobine” alguns segundos de corrida — para algum momento antes daquele em que você escorregou na pista e disse um palavrão. Ok, a coisa parece até um pouco mais justa, já que pode ser realmente frustrante cometer um erro estúpido na última volta da Indy 500.

Os modos de jogo não vão realmente muito além do óbvio. Há o clássico “Quick Play” (corrida rápida e descompromissada), e também há o “Modo Carreira”, no qual é possível vislumbrar algum futuro para a sua carreira como piloto. A novidade é a modalidade “Eliminator”, na qual o último colocado de cada volta é sumariamente eliminado da corrida. Também há o modo online, é claro, no qual podem competir até 16 corredores simultaneamente.

Ver mais