A solidão do espaço é palco para um confronto marcado pela tensão constante [vídeo]

Gameplay BJ

Nascido como um mod gratuito para Half-Life, o primeiro Natural Selection chamou a atenção por introduzir um caráter tático único aos jogos de FPS. Suas partidas eram constituídas tanto pelas tradicionais trocas de tiros quanto pela construção de estruturas capazes de mudar o desenrolar de uma partida de uma hora para outra.

Em sua sequência, o game deixa de ser um mod e passa a ser um título com características únicas, disponível no Steam por R$ 44,99. No jogo, exclusivamente multiplayer, você assume o papel de um soldado ou de um alienígena que tem somente um único objetivo: acabar com a vida do time adversário usando as armas que forem necessárias para isso.

Ao apostar em uma mistura equilibrada entre os gêneros FPS e RTS, Natural Selection 2 consegue se diferenciar de outros games com multiplayer competitivo disponíveis atualmente no mercado. Marcadas pela tensão constante, as partidas do game se tornam verdadeiras batalhas de intelecto, em que é preciso trabalhar em equipe para conseguir permanecer vivo.


Destaque especial deve ser dado para o sistema de comandantes, que foi muito bem incorporado ao título. Independente da espécie que você escolher no jogo, poder abandonar o tiroteio e ter uma visão mais completa do campo de batalha é uma experiência tão interessante quanto partir diretamente para o combate junto com seus aliados.

Apesar de ter seus defeitos (principalmente no quesito acessibilidade), Natural Selection 2 sem dúvida é um ótimo investimento para quem está cansado dos sistemas adotados por títulos como Call of Duty e Battlefield. A diversão com o game é garantida, principalmente se você conseguir convencer alguns a acompanhá-lo em algumas partidas online.

Mistura de FPS e RTS

Embora em sua essência Natural Selection 2 mantenha características clássicas de jogos de tiro competitivos, a figura de uma unidade conhecida como “Comandante” faz com que ele se diferencie do que é apresentado em produtos como Call of Duty e Battlefield. Ao optar por assumir esse papel, você passa a ver o game em uma visão de terceira pessoa semelhante àquela adotada em StarCraft ou Command & Conquer.

Img_normal
Enquanto seus aliados estão lidando diretamente com o time adversário, cabe a você usar recursos para construir estruturas como metralhadoras automáticas (no caso dos soldados humanos) ou casulos que permitem a criação de novas unidades (quando se está no comando dos alienígenas). Além disso, é possível dar ordens a outros jogadores para que eles defendam ou ataquem um ponto em específico.

Essa mistura entre dois estilos diferentes traz uma dinâmica única para as partidas, que exigem uma grande dose de cooperação para serem vencidas. Pessoas que preferem jogar sozinhas vão ser derrotadas em questão de pouco tempo, podendo comprometer os esforços de sobrevivência dos outros membros de seu time.

Img_normal
Por outro lado, um comandante que não saiba em quais estruturas investir também pode condenar a vida de seus aliados. Felizmente, durante as partidas é possível que qualquer pessoa assuma livremente esse papel, fazendo com que você não tenha que necessariamente ficar preso a um líder ineficiente.

Desafio intenso

Natural Selection 2 é aquele tipo de jogo que você vai continuar jogando simplesmente para mostrar que consegue derrotar seus oponentes. Seja você um soldado humano ou um alienígena, a dificuldade do game fica evidente desde os primeiros minutos de uma partida: caso você não siga as ordens de seu líder ou não tenha uma estratégia bem definida, sua morte virá em questão de segundos.

Img_normal
Felizmente, isso não se torne frustrante devido ao fato de que todas as derrotas que você sofre são causadas pela sua própria falta de habilidade. Assim como acontece em Dark Souls, cada morte serve como um estímulo para que você repense seus métodos de ação e aprenda quais áreas evitar ou a maneira correta de se aproximar de determinada sala ou corredor.

Cada partida de Natural Selection 2 serve como um teste para seus nervos e capacidade de concentração — em média, os confrontos duram até 45 minutos dependendo da quantidade de jogadores em uma sala. Seja perdendo ou ganhando, cada minuto dedicado ao jogo se traduz em um maior aprendizado de suas mecânicas e táticas de sobrevivência.

Ambientação assustadora

É praticamente impossível não se lembrar de algum filme da série Alien após entrar no universo de Natural Selection 2. Tecnologias futuristas se misturam a ambientes alienígenas com características orgânicas de uma maneira bastante convincente, e não é difícil se ver parando em alguns instantes simplesmente para apreciar a maneira como alguns cenários foram construídos.


Embora os modelos dos personagens não sejam exatamente os melhores da indústria dos jogos eletrônicos, a movimentação e caracterização de cada um deles são bastante convincentes. Destaque especial deve ser dado às criaturas alienígenas, que possuem uma aparência horripilante que brinca com as características vistas em muitos animais terrestres.

Também é preciso mencionar a maneira inteligente como as luzes do game são utilizadas, servindo como uma forma perfeita de preparar emboscadas. Quem jogar como humano deve tomar um cuidado especial nesse sentido, já que as criaturas do título contam com habilidades especiais que as permitem enxergar no escuro.

Pouco acessível

Apesar de ser um aspecto positivo, o grande desafio do jogo também contribui para que ele se torne pouco acessível para jogadores iniciantes. A falta de servidores dedicados a quem está dando os primeiros passos em Natural Selection 2 (apesar das indicações dadas pelo jogo de que eles existem) faz com que sua quantidade de mortes atinja um número bastante alto antes que você comece a derrotar seus inimigos.


O sistema de tutorial baseado em vídeos hospedados no YouTube não ajuda muito nesse sentido. Apesar de eles oferecerem uma lista completa dos comandos que você pode realizar, a falta de qualquer interatividade faz com que você se esqueça rapidamente de muitas das instruções que foram transmitidas — algo especialmente prejudicial a quem joga no papel dos alienígenas.

Time errado, morte certa

Existe uma condição básica que deve ser cumprida para que você consiga se divertir em Natural Selection 2: entrar no time certo. Caso você dê azar de cair numa partida em que membros da sua equipe não estejam nem um pouco preocupados com o desenrolar do jogo e preferam se aventurar sozinhos, prepare-se para se deparar com uma experiência bastante frustrante.


Isso não é exatamente um problema se você está jogando com um grupo de amigos que já têm experiência no jogo e que sabem usar um headset (acessório essencial para qualquer partida), mas acaba se tornando uma constante em jogos abertos. Não é raro sentir vontade de abandonar uma sala simplesmente porque uma pessoa parece dedicar todas as suas ações a minar os esforços de sua equipe no combate ao time adversário.

Falta de atenção a pequenos detalhes

Outro ponto que incomoda em Natural Selection 2 é o fato de que aparentemente os desenvolvedores se esqueceram de terminar algumas partes do título antes de começar a vendê-lo. Isso fica especialmente nítido nos tutoriais do game (constituídos basicamente por vídeos hospedados no YouTube) e no modo de exploração das fases.


Embora a intenção dessa opção seja ensinar os controles básicos do título, ela falha em seu intento por não apresentar qualquer desafio. Com isso, se torna impossível entender plenamente o funcionamento do jogo antes de se aventurar em servidores repletos de jogadores mais experientes.

Além disso, seria interessante se os desenvolvedores tivessem criado algum sistema de bots capaz de preencher as salas do jogo. Como em alguns horários os servidores costumam ter uma quantidade menor de participantes online, não é incomum se ver em partidas em que não há quantidades suficientes de aliados e inimigos para que a ação se desenrole de maneira satisfatória.

88 pc
Ótimo