Poucas mudanças e as mesmas características de sempre em mais um jogo repetitivo da série Pokémon.


Os monstrinhos que cabem em seu bolso têm feito sucesso em videogames portáteis desde que o primeiro Game Boy foi lançado, quando Pokémon Red e Blue foram lançados no portátil de tela monocromática da Nintendo.
É hora da batalha!

Em 1996, Pokémon Red e Pokémon Blue chegaram ao Japão, e o sucesso foi enorme. Logo, os desenvolvedores começaram a perceber que outros públicos além do japonês se interessavam pelo título, e então lançaram os dois jogos nos EUA, em setembro de 1998 e na Europa em outubro de 1999, mais de três anos após o lançamento original, ocorrido em fevereiro de 1996.

Tais títulos, que são conhecidos como pertencentes à primeira geração de jogos da série, foram refeitos em Pokémon Fire Red e Pokémon Leaf Green, durante a terceira geração, no Game Boy Advance.

Depois de lançados Red e Blue, chegaram ao Game Boy Color os títulos Pokémon Gold e Pokémon Silver, que se fizeram não só os jogos mais vendidos do ano 2000 como também os títulos mais vendidos do Game Boy Color.

A terceira geração viu, além do já citados Fire Red e Leaf Green, aportar os jogos Pokémon Ruby e Pokémon Sapphire, no Game Boy Advance. Depois dele surgiram, já no Nintendo DS, dois títulos que trouxeram uma grande quantidade de mudanças para a série: Pokémon Diamond e Pokémon Pearl, lançados em 2006 no Japão e em 2007 no resto do mundo, formam a quarta geração da série.

Jogos especiais

Para cada geração da série Pokémon, no entanto, foram lançados dois títulos “comuns”, já citados acima, e um título especial, alguns anos mais tarde. No caso de Red e Blue, o lançamento foi Pokémon Yellow, que trazia como monstrinho principal o internacionalmente famoso Pikachu, que seguia o protagonista por todo o mapa, fora de uma pokébola.
os novos efeitos estão incríveis

Já na segunda geração, de Pokémon Gold e Silver foram seguidos de Pokémon Cristal, Neste ponto, mais de 100 pokémons novos haviam sido adicionados à franquia, que originalmente contava com apenas 150 monstrinhos de bolso.

Na terceira geração da série, os jogos Red e Blue foram recriados sob os nomes Fire Red e Leaf Green, Além disso, os títulos Sapphire e Ruby ganharam lugar como títulos com enredos novos, e foram seguidos pelo Pokémon Emerald, que trouxe alguns aperfeiçoamento a esta geração.

Agora, depois do lançamento de Pokémon Diamond e Pokémon Pearl, que se deram entre 2006 e 2007, como já foi dito, os desenvolvedores da Nintendo lançaram Pokémon Platinum, versão aperfeiçoada dos jogos anteriores, que traz como Pokémon novo o monstro que figura na capa do jogo: Girathina.

Nada de novo... Tudo de novo!

Bem, a série Pokémon tem uma característica muito bem delineada desde os primeiros jogos: é que nenhum jogo da franquia tem seu foco na história da aventura dos personagens principais.

Na verdade, o foco do jogo são as batalhas entre pokémons, que é o ponto forte de todos os títulos. Evoluir seus pokémons, garantindo a eles novos golpes e poderes especiais, além de presenciar sua evolução é algo que prende de maneira impressionante a atenção de gamers de todos os estilos, em todas as regiões do globo terrestre.

Ousamos contar superficialmente o enredo de um jogo da série que venha a ser lançado daqui a 10 anos: um jovem garoto do mundo de Pokémon vive em sua cidadezinha e deseja ardentemente possuir um Pokémon para sair em incríveis aventuras como treinador dos monstrinhos.

Infelizmente, não são todos que podem ter um Pokémon para treinar, mas menos de 3 minutos após iniciada a aventura, o personagem do jogador vai cruzar com um grande treinador de pokémons que lhe confiará um de seus monstrinhos, o que é suficiente para iniciar a aventura.

 

Dali para a frente, você vai aos poucos desenvolvendo as habilidades de seu monstrinho, captura outros espécimes diferentes e se torna um grande treinador de pokémons.

Como podemos prever o que acontecerá em 10 anos? É fácil: a série já possui quase 15 anos e o enredo nunca mudou muita coisa. Alguns detalhes como nome dos personagens, dos times e das cidades, assim como o formato de edifícios, enfim, o aspecto geral do jogo, é sempre retocado, mas o núcleo central nunca mudou.

Se isso é um problema ou não, não cabe ao Baixaki Jogos definir: os fãs da série não vêem nada de mal em continuar jogando a mesma aventura de sempre, contando apenas com novos personagens.

Por outro lado, jogadores mais exigentes desejarão mudanças e se sentirão incomodados ao descobrir que a diferença entre jogar Pokémon Red, Blue ou Yellow e jogar Pokémon Diamond, Pearl ou o novíssimo Platinum está no número de pokémons disponíveis e na experiência diferenciada oferecida pelo Nintendo DS em relação ao Game Boy (sim, o preto e branco!).

Quem é este pokémon?!

Bem, apesar de parecer sempre o mesmo jogo há quase 15 anos, sempre ocorrem mudanças aqui e acolá na franquia Pokémon. E não estamos falando unicamente de aspectos visuais: estes evoluíram — e muito — desde os primeiros jogos.

A principal mudança que interessa aos fãs são os novos pokémons presentes no título. No caso de Platinum, são seis as criaturinhas novas, mas enquanto cinco delas são apenas modificações do Pokémon Rotom, a sexta é uma nova forma para o Pokémon que figura na capa do título Platinum: a Girathina, que ganha agora a forma chamada Origin Form.

Além disso, o jogo ganha também modificações mais sutis, que são notadas somente conforme o jogador avança no jogo. Uma delas é um relógio disponibilizado exclusivamente para Pokémon Platinum que seu personagem pode adquirir durante a aventura, realizando uma determinada missão. Este relógio possui uma gama de informações novas enorme, e todas elas são muito pertinentes ao jogo.

Outras pequenas modificações foram adicionadas, como uma ferramenta que permite gravar as batalhas entre pokémons, oferecendo a possibilidade de armazená-las num servidor da Nintendo que permite a outros jogadores assistirem seus embates.

Vale lembrar que os jogadores que ainda possuem seu Game Boy Advance poderão importar para Pokémon Platinum todos os monstrinhos adquiridos em Pokémon Fire Red, Leaf Green, Ruby, Sapphire e Emerald.

Novas possibilidades online

Pokémon Platinum traz ainda uma série de “novidades” online para a franquia. Na verdade, o que o jogo faz é reviver o modo Battle Frontier, que estava disponível em Pokémon Emerald.
Com o modo distortion, você vai andar pelas paredes, literalmente

O que é novo pra valer entre os modos online de Platinum é o modo Distortion, onde os jogadores podem se movimentar livremente por um mundo tridimensional, caminhando nas paredes e no teto. Se isso adiciona algo realmente importante à experiência de Pokémon, deixamos a seu critério julgar, mas convenhamos: não parece fazer muito sentido.

Além disso, o Wi-Fi Global Trade Station está de volta com um nome reduzido: Global Terminal. A função, no entanto, continua a mesma: ofertar pokémons para trocas e vendas, além de poder acessar as ofertas de outros jogadores ao redor do globo.

Visuais e jogabilidade estagnados

Como já foi dito no início da analise, o visual gráfico e a jogabilidade de Pokémon Platinum não sofre grandes modificações com relação aos dois últimos títulos da franquia, Diamond e Pearl.

Quem está iniciando sua aventura Pokémon no Nintendo DS só com Platinum verá grandes modificações, como gráficos com tridimensionalidade aperfeiçoada e uma utilização bastante inteligente da tela sensível ao toque do console durante as batalhas, como já era de se esperar.

No entanto, tudo isso já estava presente em Diamond e Pearl, e apesar dos designers terem trabalhado aperfeiçoando certos detalhes do cenário e de alguns modelos do jogo, digamos que seu serviço passa desapercebido em Platinum.

Seria necessário jogar Diamond ou Pearl ao mesmo tempo que se joga Platinum para conseguir perceber modificações notáveis. Mas não esperávamos muito mais que isso, visto que as edições especiais das outras gerações da franquia sofreram o mesmo mal.

No fim das contas, é mais Pokémon para você!

Pokémon faz sucesso com esta mesma fórmula há mais de 10 anos, portanto é de se imaginar que os grandes fãs da série são simplesmente apaixonados por Pokémon não se importam com a repetitividade da série.

Portanto, se você é um grande fã da série e daria de tudo para poder jogar Pokémon mais uma vez no Nintendo DS. Se, principalmente, você já conquistou todos os pokémons dos títulos Diamond e Pearl, Platinum pode trazer um bom resultado.

A verdade é que Pokémon Platinum serve perfeitamente a este fim, já que o título não adiciona um número de modificações considerável à série, recebendo apenas — de verdadeiramente marcante — 6 novos pokémons.

No final das contas, Pokémon Platinum irá agradar todos os fãs de Pokémon. Se você nunca jogou a série, provavelmente se dê bem com o título também, mas se, por um terceiro ponto de vista você já estava começando a ficar saturado da franquia em Diamond e Pearl, Platinum vai ser a gota d’água.


 

Concluindo: Pokémon Platinum é, sem a menor sombra de dúvidas, um jogo que merece seu lugar ao sol. Mas se você está em dúvida quanto a adquirir este jogo ou outro lançamento do Nintendo DS, como GTA Chinatown Wars, o Baixaki Jogos indica: dê chance primeiro ao jogo da Rockstar e, em uma outra oportunidade, talvez Pokémon Platinum seja uma boa opção.


73 ds
Bom