Resident Evil Revelations é ótimo, mas chega de remaster do remaster

Você se lembra de uma área que inauguramos no TecMundo Games chamada Jogo Rápido? A premissa desse novo tipo de review é abranger mais lançamentos do nosso querido universo gamer, mas que, por conta da enxurrada de novidades e outros jogos muito grandes no caminho, acabam ofuscados ou sem oportunidade de aparecer por aqui. Portanto, a ideia é trazê-los para cá, mas com textos reduzidos – caso queira ver os critérios, basta clicar aqui. Porém, decidimos trazer o quadro para a seção de análises para que os reviews não fiquem perdidos.

Portanto, a intenção é fazer análises mais sucintas de jogos menores, episódicos ou de remasters que provavelmente passariam batido por aqui. Dessa forma, vamos “direto ao ponto” e sem muita atenção ao que pode ser considerado secundário em alguns casos. Desta vez, trazemos Resident Evil Revelations de PlayStation 4 e Xbox One, game inicialmente lançado para o 3DS e remasterizado pela segunda vez.

...

Resident Evil Revelations é um dos melhores jogos da biblioteca do 3DS e, para mim, o melhor ou o equivalente a Resident Evil 4 dos títulos da franquia que aderiram a essa fórmula mais afastada do survival horror. O game tem uma história muito cativante, um terror muito mais imponente e mecânicas que equilibram com primor o clima de horror com seções de ação, passando longe do estilo “ação desenfreada” de Resident Evil 5 e 6. Sem dúvidas, um grande jogo para a série.

Todas as competências do título original estão presentes e há até novidades, como as adições do modo Reide. Porém, é inegável que ressuscitar um game portátil de 2012 inúmeras vezes e deixá-lo vivo por aparelhos não é a melhor forma de sustentar o legado que ele criou há cinco anos. Jogar na tela grande é bom, mas a tradução do portátil para os consoles de mesa não é das melhores desta vez. Era compreensível e tolerável na geração passada, já que era uma chance de outros jogadores experimentarem o game, mas agora a história muda.

A movimentação é claramente a mesma que vimos no 3DS, com algumas coisas estranhas que, para a época eram aceitáveis e necessárias para o sistema (tenho que lembrá-los que o 3DS não tinha um segundo analógico nativamente). Em outros jogos da franquia, como Resident Evil HD e Resident Evil 0 HD, isso foi corrigido (há dois modos de escolha), por exemplo. Por conta disso, todos os defeitos ficam ainda mais realçados. Graficamente, isso é levado aos extremos: vemos trechos que claramente são do portátil da Nintendo, mas com o mínimo de tratamento (os menus e itens têm uma qualidade péssima) e outros que realmente tiveram um retrabalho e têm a qualidade que o jogo inteiro deveria ter.

Apesar de rodar em 60 fps constantes e ter alguns trechos que realmente ficaram bonitos, a experiência não mantém essa frequência de qualidade. Os mini games do touchscreen foram totalmente removidos, há locais do cenário que apresentam qualidade bem abaixo do esperado no PlayStation 4 e Xbox One, os inimigos não têm uma IA muito boa, algumas mecânicas são ultrapassadas e por aí vai. Mais uma vez: no Xbox 360 e PlayStation 3 isso era aceitável, mas agora é datado.

Resident Evil Revelations

Resident Evil Revelations não é um jogo ótimo: é excelente. Porém, essa versão mais parece um caça-níquel da Capcom do que um retrabalho bom para a nova geração. Por US$ 19 é algo a se pensar – preço das lojas americanas –, mas certamente R$ 129,90 não é um preço convidativo, e só os fãs mais aficionados pensarão em jogá-lo mais uma vez – é até difícil recomendar para marujos de primeira viagem. O valor da antiga conversão do dólar provavelmente traria esse jogo a R$ 40, o que seria justo, mas dessa forma, que mais parece um port caro da versão de PC, é difícil recomendar o remaster do remaster mais uma vez.

75 ps4
Bom
"Resident Evil Revelations é um ótimo jogo, mas jogar o remaster do remaster sem grandes novidades por um preço alto é mais difícil de recomendar"

Pontos Positivos

  • Um dos jogos da franquia com a maior dose de terror dos últimos tempos
  • Toda a ambientação e clima pesado continuam na versão de PS4 e XONE
  • A performance é muito estável e se mantém em 60 fps sem problemas
  • As adições do modo Reide não são incríveis, mas são bem-vindas
  • A história é uma das melhores da franquia

Pontos Negativos

  • No geral, parece apenas um port da versão de PC
  • Algumas texturas e elementos apresentam qualidade baixíssima
  • Diversas mecânicas datadas não foram alteradas

Outras Plataformas

75 xbox-one