A zoeira não tem mais limites [vídeo]

Vídeoanálise

Quando Saints Row: The Third chegou às lojas de todo mundo, deu para perceber que a Volition Games tinha abraçado a galhofa total e optado por fazer um jogo de mundo aberto sem nenhuma vontade de levá-lo a sério.

Com essa mudança, a franquia Saints Row saiu um pouco mais da sombra de GTA, se tornando uma alternativa aos jogadores que querem um game mais sem noção e com um senso de humor bizarro.

Saints Row IV promete uma extensão dessa experiência, incluindo alienígenas, poderes especiais e muita, mas muita coisa absurda. Será que o novo capítulo da série conseguiu se sobressair em meio a tantos jogos de mundo aberto ou o game da Volition e Deep Silver ficou só na vontade?

Saints Row IV é um jogo extremamente divertido, engraçado e que certamente vai consumir várias das suas horas, seja andando pela cidade ou brincando com os recém-adquiridos superpoderes.

Ao mesmo tempo, os fãs da série podem achar ruim a falta de inovação gráfica ou de cenário no novo game, que é praticamente idêntico ao anterior, passando a sensação de ele ser apenas um DLC caro e uma forma de a sua nova distribuidora fazer dinheiro rápido com a franquia.

O potencial para Saints Row IV está lá e é mostrado em diversos momentos, mas, em uma série que é conhecida por não ter limites, o produto final entregue pelos seus desenvolvedores acaba se mostrando bem mais limitado do que deveria ser.

Este jogo foi adquirido pelo Baixaki Jogos para a realização desta análise.

Senso de humor ridículo e fanfarronice sem limites

Saints Row IV é o tipo de game para aquele jogador mais fanfarrão, que curte dar boas risadas das situações ridículas que surgem na tela. Logo os primeiros momentos de jogo, que em qualquer outro título seriam emocionantes e épicos, acabam se tornando uma das situações mais ridículas possíveis, com direito a trilha sonora da banda Aerosmith.

No novo game, a gangue Saints deixou de ser apenas um bando de estrelas do mundo pop, como visto no jogo anterior, e seus atos acabaram por levar o seu líder à Presidência dos Estados Unidos. É nessa posição de poder que você se encontra no começo do título, apenas para ver tudo ir embora com a invasão de alienígenas.

Img_normal

O game apresenta inúmeras referências à cultura pop, como seriados de TV, filmes e quadrinhos. Jogos como Call of Duty, Gears of War, a política norte-americana, blockbusters de Hollywood são “vítimas” de piadinhas infames por parte dos personagens de Saints Row IV.

Alienígenas, poderes especiais e uma nova Matrix

A maneira como os alienígenas são apresentados em Saints Row IV é bem engraçada, assim como a solução para acabar com a ameaça dos Saints: prendê-los em uma realidade virtual.

É nessa realidade que o game se sobressai, já que, anteriormente, por mais absurdo que fosse, o mundo do game ainda era baseado no nosso. Quando os personagens são colocados em um universo mais “Matrix”, as regras voam pela janela, junto com o personagem principal.

Img_normal

A evolução do seu personagem não se resume mais à velocidade no carregamento de armas ou em quanto tempo você consegue se levantar depois de um ataque. A grande novidade de Saints Row IV é a inclusão de poderes especiais, destravados ao derrotar alguns chefes. E esses poderes são explicados pelo fato de o jogo se passar dentro de uma espécie de Matrix.

As missões sem noção, as armas insanas, a violência sem limites e o senso de humor juvenil estão a toda no novo título, que deve agradar em cheio aos fãs da série.

Consiga seus poderes como se fosse o Mega Man

A grande novidade de Saints Row IV, como mencionamos acima, são os poderes especiais que seu personagem pode adquirir ao longo do jogo. A maneira como você os consegue é a grande jogada do título.

Como se fosse um Mega Man, você deverá enfrentar chefes alienígenas espalhados pela cidade de Steelport. Cada um desses monstros possui um poder diferente. Ao derrotá-los, você consegue assimilar o seu código, convertendo suas habilidades para o uso próprio.

Img_normal

Os poderes vão desde corridas mais rápidas, capacidade de atirar fogo ou gelo e pulo especial em até telecinese, entre outros. Esses poderes são ativados somente quando você está dentro da Steelport virtual, mas você certamente passará horas passeando e utilizando cada um deles pela cidade.

Apenas um DLC mais caro

É de conhecimento geral que Saints Row IV nasceu como um DLC de Saints Row: The Third. O conteúdo adicional, chamado de “Enter the Dominatrix”, traria toda a trama do novo jogo como uma expansão — que foi cancelada e transformada em um título completamente novo.

Img_normal

Alías, "completamente novo" não, já que os gráficos, jogabilidade e sons de Saints Row IV são praticamente os mesmos do game anterior. A impressão que fica é que a Deep Silver, após ter comprado a franquia da moribunda THQ, resolveu que ter esse material e lançá-lo como DLC não era um bom negócio, dando uma esticadinha nele e o lançando como um novo game.

Apesar de o jogo ser muito divertido, o fato de ele se passar em uma versão idêntica de Steelport, só que durante a noite e com algumas naves alienígenas pelo cenário, em vez dos inimigos da STAG, acaba tornando Saints Row IV um game que cansa muito rápido para quem jogou bastante Saints Row: The Third.

Nunca jogou Saints Row? Talvez fosse melhor você jogar os primeiros títulos

Pelo fato de Saints Row IV ser praticamente idêntico ao terceiro game da franquia, é um pouco complicado para um novo jogador achar tanta graça no game. O título não faz muita questão de trazer novos gamers, transformando a experiência um tanto restrita àqueles que já conhecem bem quem são os Saints e como eles agem.

Img_normal

Se você for jogar Saints Row IV esperando a mesma experiência que teria em outros jogos de mundo aberto, como GTA, o choque pode ser imenso, fazendo você odiar o game. E, em momento algum, a Volition Games e a Deep Silver fazem questão de mudar isso. Esse esquema “ame-o ou deixe-o” pode espantar muitos jogadores.

80 pc
Ótimo

Outras Plataformas

80 ps3
80 xbox-360