Uma nova modalidade para o mundo dos e-sports

Dominar a atenção dos fãs do gênero FPS e redefinir as regras dos esportes virtuais. É essa a proposta nada modesta de ShootMania Storm, que chegou aos PCs no último dia 10 de abril, cortesia de uma parceria entre a desenvolvedora Nadeo e a distribuidora Ubisoft.

Img_normal
Em comparação com o que foi visto na versão de testes Beta, o jogo final apresenta diversos aprimoramentos. Não só a seleção de mapas disponíveis é muito maior, como o game ganhou uma reformulação gráfica completa, passando de algo com uma apresentação desinteressante para um título que agrada ao olhar.

Em um mercado saturado por cada vez mais jogos de tiro, será que ShootMania Storm possui qualidades o bastante para chamar a sua atenção? A resposta você descobre em mais uma análise do BJ.

ShootMania Storm definitivamente não é o tipo de jogo que deve apelar a todos os gostos. Especialmente quem é fã dos sistemas de níveis presentes em shooters modernos vai sentir falta desse elemento, podendo considerar a experiência desinteressante por ela não oferecer dados palpáveis sobre a evolução de cada jogador.

Porém, quem prioriza a diversão e prefere confiar mais em suas próprias habilidades do que em armas e itens com atributos específicos provavelmente vai se divertir bastante. Ao oferecer as mesmas condições de jogo a todos os seus participantes, as partidas do game se provam mais justas do que aquelas vistas em seus concorrentes diretos.

Img_normal
O único aspecto que realmente prejudica o título é seu DRM draconiano que impede usar a mesma licença em mais de uma máquina. Isso passa a sensação de que a desenvolvedora Nadeo não tem medo de impor punições a jogadores legítimos, o que deve gerar certa revolta entre os membros da comunidade.

Em resumo, ShootMania Storm se prova um título competente, capaz de agradar a quem procura experiências diretas e velozes. Agora resta esperar para ver se os jogadores realmente vão abraçar o título ou se ele vai se tornar somente uma aposta que não conseguiu conquistar seu espaço no mundo dos e-sports.

Batalhas alucinantes

Em um primeiro momento, os combates de ShootMania Storm parecem um verdadeiro caos, especialmente durante seu primeiro contato com o título. Dezenas de tiros voam em todas as direções e demoram poucos segundos até que você encontre um adversário — somente para ser morto por outro inimigo que não estava em seu campo de visão.

Embora a primeira impressão que fique é a de que o FPS é uma bagunça, não demora até que você se acostume à sua jogabilidade e perceba o quanto ela pode ser envolvente. Com um ritmo que lembra jogos como Unreal Tournment e Quake, o jogo obriga você a ficar atento a tudo que se passa a seu redor para conseguir sobreviver.

Img_normal
O ritmo alucinante dos combates é auxiliado por arenas que, embora tenham um tamanho relativamente limitado, estão repletas de áreas abertas. Isso resulta em uma experiência em que não há espaço para os populares “campers”, já que são raros os locais em que é possível ficar totalmente protegido dos olhares (e tiros) adversários.

O aspecto mais interessante de ShootMania Storm é o fato de que o título consegue manter o mesmo ritmo e qualidade em sua ação independente do modo de jogo escolhido. Seja lutando sozinho (na opção Royal) ou ajudando sua equipe a capturar pontos de vantagem (Battle e SpeedBall), nunca há a sensação de que determinado objetivo ou mapa não está de acordo com a proposta do game.

Priorizando as suas habilidades

Embora seja divertido ganhar níveis de experiência em jogos como Call of Duty e Battlefield, não dá para negar que sistemas do tipo criam algumas disparidades. Ao oferecer vantagens palpáveis a quem tem mais tempo para ficar em frente ao PC (como armas mais poderosas ou uma maior quantidade de vida), muitas vezes isso faz com que um jogador pouco habilidoso ganhe de alguém melhor do que ele simplesmente porque o adversário ainda não possui equipamentos avançados.

Img_normal
Pensando nisso, ShootMania Storm abandona completamente qualquer sistema de evolução de personagens, deixando o resultado das partidas a cargo das habilidades possuídas por cada um dos participantes. Isso faz com que você continue jogando não para ganhar itens ou condecorações, mas sim para provar a seus inimigos que você é melhor do que eles.

Mesmo que essa seja uma aposta arriscada da Nadeo (já que corre o risco de alienar pessoas menos experientes), isso resulta em partidas mais competitivas e justas. Afinal, como todos os jogadores começam os confrontos nas mesmas condições, você tem a certeza que a vitória (ou a derrota) é somente fruto do conhecimento e dos reflexos de cada participante.

Apresentação aprimorada

Quem participou da versão Beta de ShootMania Storm ou conferiu algumas das primeiras imagens de divulgação do título com certeza se assustou com a sua apresentação. Felizmente, a desenvolvedora Nadeo parece ter dado atenção especial a esse quesito antes do lançamento final do game, que se mostra bastante atraente.

Img_normalDestaque especial deve ser dado às fases, que contam com visuais bastante diferenciados e texturas em alta qualidade. A iluminação do título também deve ser mencionada, já que ela contribui para a construção do clima certo para cada arena, sejam elas uma espécie de templo romano ensolarado ou um campo futurista localizado em meio a uma área deserta.

Claro, não dá para comparar a apresentação do jogo com o que é visto em Medal of Honor: Warfighter ou Crysis 3, mas nem por isso ela deixa de ser satisfatória. Para completar, a engine adotada pelo game se mostra bastante leve, o que colabora para a obtenção de uma alta taxa de quadros por segundo — algo essencial em um título com combates tão rápidos e intensos.

Liberdade de opções

Quem gosta de brincar com os elementos dos títulos que joga tem à disposição várias formas de transformar a experiência oferecida por ShootMania Storm. Entre elas está um editor de mapas completo, no qual é possível trabalhar tanto em modificações para seus cenários favoritos quanto em composições totalmente originais.

Img_normal
Também é possível investir na criação de servidores próprios para o jogo, estipulando as regras que eles devem ter e quais pessoas têm o direito de entrar neles. Esse recurso se mostra especialmente interessante para grupos de amigos que gostam de formar times e clãs, já que ele propicia uma forma fácil de criar ambientes de jogo com condições estáveis.

DRM abusivo

Em tempos em que até a Electronic Arts (eleita a pior empresa do planeta pelo segundo ano seguido) condena os DRMs, o game da Nadeo adota uma medida que parece bastante absurda. Embora o game esteja disponível no Steam, só é possível instalá-lo em uma única máquina.

Img_normal
Sim, você leu certo: caso você tenha um PC e um notebook em casa, é bom pensar bem antes de instalar o título em um desses aparelhos, já que a mesma licença não vai funcionar em ambos. Essa medida draconiana tira bastante da flexibilidade do título, já que ela limita o jogador a participar de partidas sempre no mesmo hardware e local.

Com isso, é difícil não ficar com a sensação de que estamos sendo punidos pela decisão de investir em um jogo original. Caso a medida tenha a intenção de convencer jogadores a comprarem mais licenças, dificilmente ela funcionará — ao que tudo indica, isso só terá como consequência a geração de revolta entre a comunidades de jogadores do game.

Trilha sonora dispensável

ShootMania Storm é aquele tipo de jogo em que você pode jogar no mudo que, na prática, não vai sentir muita diferença. Ao contrário de outros games de tiro nos quais é preciso prestar atenção aos efeitos sonoros para detectar a posição de outros jogadores, aqui esse aspecto parece não ter sido levado em conta pelos desenvolvedores.

Img_normal
Além disso, a trilha sonora constituída exclusivamente por músicas eletrônicas não é exatamente memorável, e não raras vezes você vai até mesmo se esquecer de que ela está tocando. Devido a esses motivos, não estranhe se em questão de pouco tempo você preferir escutar as músicas presentes em seu computador em vez daquilo que é oferecido pelo título.

75 pc
Bom