SOCOM: U.S. Navy SEALs Tactical Strike
Voxel
SOCOM: U.S. Navy SEALs Tactical Strike

SOCOM: U.S. Navy SEALs Tactical Strike

Nota Voxel
74
Avaliado no PSP
Últimas atividades
07/05/2008 às 15:50h

SOCOM: U.S. Navy SEALs Tactical Strike

SOCOM: U.S. Navy SEALs Tactical Strike não é exatamente mais um título da série SOCOM. Ao contrário da mecânica direta encontrada nos jogos anteriores da série, o jogo oferece uma ação bem mais comedida contendo uma pronunciada faceta tática.
Review enviada por Mariana Queiroz Fernandes

Review enviada por

Dica enviada por
Carregar Mais
Ficha Técnica
Data de lançamento 06/11/2007
Classificação
Desenvolvedora Slant Six Games
Distribuidora
Número de jogadores 1-4
Sobre
SOCOM: U.S. Navy SEALs Tactical Strike traz uma nova dimensão estratégica à franquia, enfatizando uma ação mais pensada em detrimento da tradicional correria de jogos como Counter Strike .

O jogador assume o controle de duas equipes com dois fuzileiros cada. Seja simplesmente resgatando um embaixador seqüestrado ou em alguma outra missão com um tema um pouco mais complexo, a idéia básica é a mesma: embrenhar-se através de cenários vastos e cheios de possibilidades enfrentando uma miríade de terroristas armados até os dentes.

A faceta estratégica de Tactical Strike deve-se principalmente à mecânica visceralmente distinta. O jogo traz um tipo de ação que se poderia chamar de híbrida: cabe ao jogador dar uma ordem, porém o controle direto dos membros da equipe será um encargo da IA (inteligência artificial). E isso vale para tudo, desde movimentos (às vezes meio atrapalhados graças à ação da câmera) até um “headshot”.

Tactical Strike também oferece alguns bons modos multiplayer para até quatro jogadores. Em “free for all” e “suppression” têm-se os tradicionais deathmatchs, individuais e em equipes, respectivamente. “Extract” encarrega uma equipe de escoltar um “VIP” em segurança enquanto outra tenta eliminá-lo. Já “demolition”é o clássico “atacar-e-defender”: enquanto uma equipe tenta progeter um determinado objeto, a outra tenta destruí-lo. “Collateral damage” nada mais que do que um “demolition” expandido, já que no lugar de um objeto entra uma série de carros.

Além das boas opções táticas trazidas pelos cenários, Tactical Strike ainda conta com ótimas texturas e alguns ambientes bem envolventes. Embora traga uma jogabilidade por vezes um tanto falha, trata-se de uma boa opção de estratégia para os donos de PSP.
Ver mais