Não precisa ser 100% original... Basta ser divertido! [vídeo]

Gameplay BJ

Comparar qualquer jogo de “karts” com a franquia clássica da Nintendo já é uma espécie de lugar comum. É verdade que denominar essas propostas de “cópias” até faz muito sentido — já que, em grande parte das vezes, as novidades não vão muito além de personagens inéditos. Bem, esse definitivamente não é o caso de Sonic & All-Stars Racing Transformed.

Ok, qualquer um que tenha encarado o primeiro game da franquia — Sonic & All-Stars Racing — deve saber que originalidade, em sentido “puro”, não é o diferencial aqui. Entretanto, já no primeiro game ficava óbvia a intenção da SEGA de turbinar a fórmula eternizada pela família Mario Kart.

Img_normal

Transformed é a prova de que essa sacada tem mesmo funcionado. Na verdade, os vários acréscimos à jogabilidade básica aqui não apenas justificaram uma sequência como ainda produziram um dos melhores títulos de corrida arcade de que se tem conhecimento — sem exagero.

Trata-se aqui de uma mistura bem equilibrada entre elementos consagrados, mecânicas originais e uma dosagem cuidadosa ao compor o armamento típico do gênero. E, é claro, há ainda uma série de personagens consagrados, os quais construíram o império da SEGA (hoje um tanto abalado, é verdade), incluindo uma oportuna viagem no tempo. Vamos aos detalhes.

Sonic & All-Stars Racing Transformed é o que se poderia chamar de fruto de um “desenvolvimento consciente”. Em outras palavras, a Sumo Digital não perdeu tempo aqui em uma pretensa tentativa de reinventar a roda de todo um gênero. Mas também não faltaram novidades e justificativas para uma das melhores sequências de corrida de que se tem conhecimento.

Basicamente, a adição de veículos aéreos e aquáticos combina perfeitamente bem com as novas pistas do game — cheias de atalhos e alterações dinâmicas entre as voltas. E o melhor: tudo isso se encaixa muito bem com vários elementos consagrados que simplesmente não poderiam faltar. Vale a pena tentar — mesmo que a pergunta “O Sonic realmente precisa de um carro?!” ainda permaneça sem resposta.

Pelo ar, pelo mar e pela terra

Levar os consagrados karts para outros espaços pode não parecer grande coisa a princípio. Entretanto, o mérito da Sumo Digital aqui se torna óbvio quando as tais “transformações” são colocadas para funcionar. E isso por vários motivos.

Em primeiro lugar, porque tanto as formas aéreas quanto as aquáticas e as terrestres apresentam controles muito bem afinados. Na verdade, sempre que um desastre acontece, você simplesmente não consegue praguejar contra o jogo — já que, provavelmente, a culpa é sua mesmo.

Além disso, cada um dos carros tem um “feeling” muito particular. Quer dizer, você realmente perceberá a diferença entre a icônica “Ferrari” azul do ouriço da SEGA e o reboque pesadão do Ralph. Além disso, há ainda uma série de pistas dinâmicas e incrivelmente bem boladas (confira abaixo).

Pistas dinâmicas

Eis aqui outra excelente sacada da Sumo Digital. Em uma típica corrida de três voltas, todas as pistas de Sonic & All-Stars Racing Transformed se modificam várias vezes. Ou seja, além de ter o seu veículo transformado em tempo real — quando uma pistas vira um córrego, por exemplo —, você ainda terá uma configuração de pista diferente para cada volta, conforme novos locais aparecem e desaparecem. E há ainda uma abundância de caminhos alternativos.

Img_normal

Armamento equilibrado

A utilização de armamentos “amalucados” com certeza está no centro de qualquer “jogo de kart” que se preze. Esse é o caso aqui, é claro, mas não apenas isso. Na verdade, a desenvolvedora conseguiu um excelente resultado ao balancear todas as armas disponíveis, de forma que, salvo exceções, um único item dificilmente poderia desequilibrar a competição — algo que pode ocorrer até em Mario Kart, convenhamos.

Preciso como um Spin Dash

A qualidade das mecânicas aqui e a forma com que toda a jogabilidade interage entre as suas diferentes partes é algo realmente digno de nota. Sonic & SEGA All-Stars Racing Transformed realmente conseguiu encontrar um  ponto de equilíbrio interessante entre sensação de velocidade, desafio e controles responsivos. Jamais é frustrante, jamais é excessivamente complexo — exatamente como o gênero pede.

Img_normal

Modo World Tour

Sonic & SEGA All-Stars Racing Transformed traz vários modos de jogo. Isso vai desde um descompromissado modo multiplayer online até algumas corridas com bons amigos no sofá da sua casa. Entre todas as possibilidades, entretanto, vale um destaque para o modo World Tour.

Aqui você não apenas vai correr feito um doido chegar em primeiro lugar. Na verdade, há toda uma trajetória de desafios, os quais tanto podem envolver corridas quanto disputas em esquema “versus” e desafios de drifs. Uma competição completa, sem dúvida.

Algumas arestas por aparar

Sonic & SEGA All-Stars Racing Transformed não é exatamente o que se poderia chamar de “um belo jogo” —  pelo menos de um ponto de vista estritamente técnico, já que a direção de arte das pistas é realmente ótima. Há várias texturas que deixam a desejar e também inúmeros serrilhados. Não chega a atrapalhar a diversão, mas tira uma parte da beleza.

Img_normal

Um pouco lento às vezes

Embora Transformed consiga passar quase sempre uma boa sensação de velocidade, às vezes entre um boost de velocidade e outro — sobretudo nas pistas mais largas —, fica-se com a impressão de que o veículo sofreu algum tipo de pane mecânica. Não é o caso, é claro.

85 ps3
Ótimo

Outras Plataformas

85 xbox-360