Análise de Street Fighter III: 3rd Strike Online Edition

A complexidade de um gigante desconhecido volta com força total

Para a sorte dos fãs do gênero de luta, Street Fighter IV chegou arrebentando nesta geração. O título, e suas sequências, iniciaram um combo de vendas que também despertou o renascimento de outras franquias cujo foco é a pancadaria. Com isso, a série consegue cumprir com sucesso uma tarefa muito difícil: reanimar os fãs antigos e também desencadear uma nova legião de jogadores.

Com a febre dos jogos de luta novamente aquecendo o universo do entretenimento eletrônico, muitos gamers começam a pesquisar sobre títulos clássicos, visando aprofundar suas técnicas e entender toda a raiz de um gênero que agora floresce em alta definição.

A Capcom, ciente disso, resolveu lançar um dos títulos mais interessantes da franquia Street Fighter, mas que, infelizmente, passou batido por boa parte dos jogadores. Trata-se de Street Fighter III, que trouxe novas mecânicas à série, muitas delas à frente de seu tempo.

Contudo, a série, que recebeu 3 versões diferentes, chegava aos games em uma época de transição de gerações, fazendo com que o título chegasse apenas, inicialmente, ao saudoso Dreamcast. Nos fliperamas do Brasil, dificilmente encontrávamos o game e, além disso, SFIII trazia uma lista de personagens bem diferentes, contando apenas com Ryu, Ken e Chun-Li dos clássicos.

Agora, o jogo volta com força total, trazendo novos modos, gráficos aprimorados e, o mais importante, suporte para partidas online. Quem já conhecia esse excelente game tem a chance de desfrutar novamente de um dos Street Fighters mais completos da série. Quem não conhecia o título, mas já passou horas treinando arduamente em SFIV, deve aproveitar para aprimorar suas habilidades com este sólido jogo de luta. Que comece o Round!

Se você é um jogador hardcore ou deseja se tornar um verdadeiro especialista em jogos de luta, então 3rd Strike Online Edition é o jogo ideal. Sua fórmula complexa e que exige muita técnica ainda continua sendo uma das melhores opções dos jogos competitivos de luta e o modo online, unido aos novos tipos de jogo, só deixam a experiência ainda mais atraente. Mesmo com alguns mínimos problemas, 3rd Strike Online Edition consegue terminar um round com a vida quase cheia.

Clique aqui para saber como funcionam os critérios das análises do Baixaki Jogos!

A nova geração

Antes de qualquer coisa, Street Fighter III: 3rd Strike Online Edition traz tudo que o jogo original oferecia. Quando falamos em versão original, estamos falando da edição para fliperamas, mas, no caso do jogo para PlayStation 3 e Xbox 360, temos ainda algumas melhorias interessantes. Boa parte dos bugs que estragavam o jogo foi corrigida, fazendo do título a versão mais completa do game.

Mas, o que 3rd Strike Online Edition realmente oferece de bom? Trata-se de um jogo destinado ao público hardcore dos games de luta — ou então aos jogadores que querem investir em seus personagens, jogando não somente por diversão. A versão online de 3rd Strike foi especialmente feita para quem sabe o que é o jogo, visto que não temos mudanças nos golpes dos personagens ou qualquer outra alteração para revisar o equilíbrio das lutas.

Para quem não conhece, SFIII: 3rd Strike traz lutadores bem diferentes do que o público que conhece superficialmente a série Street Fighter está acostumado a encontrar. Conforme mencionamos anteriormente, temos apenas Ryu, Ken e Chun-Li da versão original. Além disso, outros nomes que você também pode conhecer são Akuma, Dudley, Ibuki, Makoto, Yun e Yang, que aparecem em SFIV: Arcade Edition.

Fora isso, temos uma enxurrada de personagens um tanto quanto bizarros, como é o caso de Twelve, capaz de se transformar no oponente, e Necro, um personagem russo que é uma mistura de Dhalsim com Blanka. E os brasileiros, onde estão? Third Strike também guarda espaço para os tupiniquins, trazendo o esquisito Oro e Sean, um cara que adora praticar um dos esportes preferidos de nossa nação: basquete (?).

Além dos personagens diferentes, 3rd Strike traz uma jogabilidade um tanto quanto diferente, sendo extremamente técnica. Um das maiores novidades é o sistema de Parry, um recurso defensivo que exige muita prática para ser totalmente dominado. Basicamente, você precisa pressionar para frente no momento exato em que o oponente ataca, anulando seu dano sem perder nada de energia. Não entendeu direito? Daigo Umehara, um dos melhores jogadores de Street Fighter que o mundo já conheceu, mostra como se faz no vídeo abaixo:

Em suma, a jogabilidade de 3rd Strike Online Edition continua idêntica à versão original. Isso é tudo que os fãs queriam e os jogadores novatos certamente não poderiam pedir algo melhor.

Um combo de novidades

Felizmente, 3rd Strike Online Edition não para por aí. O título oferece uma infinidade de novidades. Primeiramente, temos as DipSwitches: uma série de opções para calibrar cada detalhe da jogabilidade, permitindo que o jogador desabilite os Parrys, agarrões e outros lances ideais para quem quer explorar 3rd Strike ao máximo.

Fora isso, temos novos modos de jogo para Single Player. Um dos favoritos da galera é o Trial, que, assim como em SFIV, permite que o gamer aprenda as combinações mais insanas que o game disponibiliza, algo que requer muita prática e paciência. Essencial para quem quer dominar o título.

Há também os Challenges, que são como mini games capazes de apimentar ainda mais as lutas. Durante as partidas, o jogador confere, na lateral da tela, várias tarefas que podem ser realizadas a qualquer momento da luta. Existem desafios como lançar vários projetos, finalizar a luta com Super Attacks diversas vezes e executar 10 combos de 3 Hits. É um pequeno detalhe, mas que, certamente, aumenta a longevidade do título e até estimula a dinamicidade nos combates.

Beleza online

Jogar Street Fighter III online é algo muito esperado pelos jogadores. Finalmente, a Capcom conseguiu disponibilizar isso oficialmente e utilizando a engine GGPO, um dos motores mais adorados e respeitados pelos jogadores.

As partidas via internet são muito boas e as opções de jogo só deixam as lutas ainda mais interessantes. Temos o Ranked Match, em que é possível bloquear personagens ou escolher seus preferidos, e também o Player Match, que oferece jogos casuais. Como se não bastasse, é possível salvar replays e enviá-los diretamente para o YouTube.  

Img_normal

E quanto aos visuais? 3rd Strike Online oferece uma série de opções diferentes, trazendo desde os modos clássicos de visualização até as opções esticadas. É possível configurar os filtros e também optar por uma versão que imita os gabinetes de fliperama. Mas, tudo em sua versão original, sem um update HD.

Alguns combos falhados

Infelizmente, nem tudo é perfeito em 3rd Strike Online Edition. Primeiramente, os visuais poderiam ser mais atraentes. Tudo bem, entendemos que este é um título com mais de 10 anos de idade, mas se a Capcom atualizou Street Fighter II, então o terceiro também poderia ser revitalizado sem qualquer influencia na jogabilidade.

O modo online também traz algumas limitações, como a falta de filtros por região — algo que dificulta bastante as jogatinas, trazendo várias partidas “lagadas” — e a falta de um Lobby no modo Ranked.

Os Trials ainda não apresentam uma espécie de vídeo ou demonstração que exibe como o combo deve ser feito, dificultando mais ainda a vida dos casuais. Fora isso, a função de upload de vídeos para o YouTube — algo disponível somente no PS3, por enquanto — ainda deixa a desejar, pois a qualidade não é das melhores.

Fora isso, Street Fighter III: 3rd Strike Online Edition é simplesmente muito difícil, principalmente para quem não está acostumado com o gênero. Se espera um jogo convidativo, então é melhor pensar duas vezes. Definitivamente, a Capcom não deu mole para os novatos, focando realmente no público hardcore.

90 ps3
Excelente

Outras Plataformas

90 xbox-360