Máfia fornece armamento pesado para diversos grupos terroristas.

Enquanto SWAT 4 elevou o gênero tiro em primeira pessoa a patamares realistas raramente vistos na categoria, SWAT 4 The Stetchkov Syndicate (S4TSS) agrega ainda mais diversão através de armas novas, 7 missões contra inimigos com arsenal pesado e algumas funções inéditas. Apesar da tensão e adrenalina provocadas pelas missões novas, elas duram pouco. O mesmo não se pode dizer do modo multiplayer que agora conta com algumas melhorias, em especial na categoria de cooperação, e concede muitas horas de jogo online para o título.
.
Recapitulando, SWAT 4 é um FPS com enfoque tático onde o jogador controla 4 membros da polícia especializada dos Estados Unidos, a SWAT , sigla que significa “Armas e Táticas Especiais”. Similar ao BOPE no Rio de Janeiro e o GATE em São Paulo, a SWAT é um grupo treinado para operações com reféns, terroristas e quando os bandidos estão fortemente armados. Aqui, nesta versão virtual, toda essa dificuldade técnica foi repassada com sucesso e a mesma cautela e respeito pelo procedimento tático deve ser respeitado. Ou seja, uma tarefa é bem-sucedida quando os inimigos se rendem e todos os reféns sobrevivem ao ataque.

A mecânica é simples: o jogador é líder de um esquadrão da SWAT de quatro membros: Reynolds, Girard, Fields e Jackson. Esses soldados à disposição podem se dividir em até 2 equipes e devem — subdivididos ou não — usar armamento e equipamento pré-selecionado para invadir situações de alto risco e geralmente com reféns. A meta é fazer poucos disparos, usar armas não-letais e terminar a tarefa com nenhum morto, poucos feridos e todos os reféns sãos e salvos.

Stetchkov Syndicate derramam seu arsenal sobre mãos erradas

Inicialmente, a pergunta que vem a mente é: “Vou ter que enfrentar essa gangue chamada Stetchkov”. Quase isso. Na verdade, em quase todas as missões novas deve-se combater o efeito da atividade ilegal principal desse grupo: a venda de armas de fogo pesadas. Sem contextualizar ao certo de onde esses bandidos vieram, S3TSS se limita a apenas dar algumas pistas sobre a origem do grupo e exige que o jogador aja rapidamente, afinal se existe uma palavra que rege o esquadrão SWAT, esta palavra é urgência.

Por exemplo, em uma missão deve-se restabelecer a paz em um concerto de rock em que fanáticos religiosos entraram violentamente no local, renderam todos e aparentemente não estão pedindo nada como resgate; o que eles querem é sangue. Algo que chama a atenção ainda na tela de briefing é que os inimigos estão usando arsenal extremamente pesado que, normalmente, não estão ao acesso de grupos religiosos anti-rock. Dentre algumas armas estão Colt m16 e a Ak-47. Porém, a explicação já está subentendida desde o início: quem vendeu esse armamento de uso restrito das forças armadas foi o Stetchkov Syndicate.

Quanto ao comportamento dos inimigos, é bom saber de antemão que todos eles estão extremamente agressivos, muito mais do que no SWAT 4 original. Ao entrar nos recintos a atenção deve ser redobrada pois certamente os adversários estarão com as armas apontadas para os reféns, o que torna o uso de agentes incapacitantes e armas letais uma constante em Stechkov Syndicate. Portanto, o uso constante da Grande Ocular — dispositivo óptico que permite ver por debaixo das portas — é quase que obrigatório.

Apesar do processo ser cansativo, isso ajuda bastante a se escolher qual é o método ideal de arrombamento e invasão. Caso contrário, é quase certo que algum membro da equipe será baleado ou que alguém seja morto no processo.

Arsenal reforçado com adições pouco úteis
Para ajudar a combater o fornecimento de armamento pesado para grupos com más intenções, a SWAT conta agora também com outros equipamentos mais pesados, a saber: a submetralhadora P90, Fuzil Colt de precisão e lança-granadas. P90 é um equipamento compacto com repetição de tiros elevado, ideal para encontros de curta distância e adversários com pouca proteção. Apesar da sua precisão reduzida, o número admirável de projéteis que ela armazena no pente — 50 — é suficiente para tiroteios longos e momento em que a recarga está prejudicada.

Já o fuzil de precisão Colt tem uso extremamente limitado por dois motivos apenas: o primeiro é que ele é ideal para situações em que o inimigo está distante e não há nenhum mapa de grandes dimensões em SWAT 4. O segundo é que a regra do jogo reduz os pontos caso um inimigo seja abatido ou ferido inadvertidamente; ou seja, uma das funções principais do fuzil sniper, que é matar sem ser percebido, se torna inútil neste caso.

O lança granadas é útil para situações em que o jogador não necessita de rifle de defesa. Essa arma pode disparar um dos três tipos de granadas principais do game: sting, flash ou gas. Trata-se de uma interessante para evitar o uso excessivo da força e primar pelo salvamento de todas as vidas da missão.

Uma pistola de grosso calibre .50 também está disponível mas, tal como o rifle de precisão, é uma alternativa pouco usual. Como se trata de um armamento pesado e letal, ele está em desacordo com a agilidade geralmente desejadas de um esquadrão da SWAT. Outro equipamento de uso moderado é o óculos de visão noturna, já que esse item é ideal para situações de pouquíssima luminosidade, mas não muito prático para mudanças freqüentes no nível de luz do ambiente.

Adições menos importantes estão uma bolsa de munição adicional e armamentos exclusivos para o multiplayer, como a metralhadora 5,56mm e a pistola uma 9mm especial.

Funções novas do single player

Além da armas, outras funções conseguiram com êxito estender a experiência de SWAT 4, tais como: ataque corpo-a-corpo com socos e retenção de ordens.

Pode parecer pouco mas bastam esses dois elementos para que SWAT 4 seja elevado a um patamar ainda mais interessante em termos de jogabilidade. Por exemplo, tais socos são ideais para interromper os inimigos quando eles estão correndo da invasão do esquadrão. Anteriormente o jogador era obrigado a observar o inimigo fugindo tranqüilamente e passando pela sua frente sem poder fazer nada. Como o tempo de troca de armas é longo, sequer era possível esboçar uma troca de armas — como um spray de pimenta ou pistola incapacitante — antes do meliante fugir.

Já a retenção de ordens funciona da seguinte forma: ao se ordenar que o esquadrão arrombe uma porta e atire uma granada, é possível exigir que eles aguardem uma segunda ordem, uma confirmação da tarefa. Tal função é ativada segurando-se o botão Control em seguida da ordem a ser cumprida. Trata-se de um alternativa excelente para ataques coordenados, quando as equipes estão separadas ou quando o próprio jogador irá invadir o cômodo de outro local e necessita que a equipe espere seu deslocamento.

Multiplayer sólido
 
O multiplayer também foi melhorado. Agora é possível estabelecer um comandante para jogos cooperativos com até 10 jogadores, em vez do limite de 5 existente em SWAT original. Apesar da harmonia do grupo sempre depender da habilidade e respeito de cada um dos membros do grupo, a presença do líder permite uma interação muito mais harmoniosa; tudo para que o espírito tático e estratégico do título seja mantido.

No lobby — momento que precede o início na partida multiplayer — é possível fazer votações para eleger líderes e banir jogadores indesejáveis. A função VOIP permite conversas em tempo real entre os membros da equipe através de microfones. No âmbito estético, pode-se escolher uma configuração visual diferenciada para o personagem.

Já o modo Smash and Grab adiciona um modelo de jogo diferente em que os jogadores devem agir rapidamente a fim de evitar que um terrorista leve uma mala de um ponto até outro do mapa. Enfim, o modo online de SWAT produz muitas horas de jogo adicional, com o porém de que não há no Brasil muitos servidores do jogo, devendo o próprio criar sua sala e depender de uma banda larga de qualidade.
 
Expansão modesta

SWAT 4 The Stetchkov Syndicate é uma excelente oportunidade de revigorar as aventuras tidas em SWAT 4, seja no modo single-player ou no multiplayer. Apesar da rapidez com que as sete missões se esgotam, SWAT é um jogo com valor de replay elevado devido à variação tida na disposição dos inimigos ao início de cada partida.

É lamentável que as funções novas não se estendam para o SWAT 4 original; ou seja, apesar de The Stetchkov Syndicate ser uma expansão e requerer o jogo original, suas funções não foram repassadas para as aventuras anteriores.

A trilha e os efeitos sonoros ainda estão bastante repetitivos e cansativos, fazendo com que haja momentos em que desligar o som é quase que necessário para continuar a missão sem se aborrecer. Os inimigos estão ligeiramente mais espertos e agora recolhem suas armas caso o jogador não os algeme rapidamente.

Para quem já experimentou SWAT 4 original, pode-se dizer queThe Stetchkov Syndicate é uma experiência mais agressiva e com armamento pesados.
79 pc
Bom