Um jogo pelo preço de três

Tekken Hybrid é exatamente o que o nome sugere: um jogo híbrido. Basicamente, você conta com um remake de um game completo, uma demo e um filme. Tudo no mesmo pacote. À primeira vista, a ideia pode até parecer interessante. Mas, infelizmente, essa promoção não vale a pena.

A versão em alta definição de Tekken Tag Tournament é o principal atrativo do kit, embora ainda sofra com alguns problemas. Já o tira-gosto de Tekken Tag Tournament 2, game a ser lançado em 2012, deixa a desejar por ser muito menos completo do que os jogadores esperavam. Por fim, temos o filme Tekken Blood Vengeance, que, estranhamente, se distancia de suas origens.

Em suma, Tekken Hybrid promete três conteúdos de qualidade, mas acaba sendo satisfatório em apenas um deles. Pelo valor de US$ 40 (no Brasil, você encontrar o jogo por cerca de R$ 150), Hybrid se torna um investimento duvidoso até mesmo para quem é fã da série. Vamos aos detalhes.

Tekken Hybrid tem três pilares, mas apenas um deles é realmente sólido: Tekken Tag Tournament HD. Mesmo com alguns problemas e a ausência do modo online, o título retorna com toda a diversão encontrada no original, sendo ideal para quem é fã. Infelizmente, o jogo não é o suficiente para fazer com que você desembolse tudo isso para uma simples versão HD, que poderia muito bem ser lançada na PSN por cerca de R$ 30.

A Namco tentou agradar os fãs com três itens de uma de suas maiores franquias, mas acabou fazendo com que muitos se sintam frustrados ao ter que desembolsar US$ 40 apenas para jogar uma versão remasterizada de Tekken Tag Tournament.

Se você é realmente fã do game, então vale a pena considerar o investimento. Agora, se você já tem o título em seu PlayStation 2, então espere até o lançamento de Tekken Tag Tournament 2 para conferir uma briga de verdade.

A briga continua intensa

Sem sombra de dúvidas, o item que mais ganha destaque no pacote, conforme já mencionamos, é Tekken Tag Tournament HD, um remake em alta definição de um dos primeiros títulos a serem disponibilizados para o saudoso PlayStation 2.

Tekken Tag HD oferece exatamente tudo o que tínhamos na versão original, incluindo personagens desbloqueáveis que já são disponibilizados de cara. Além disso, o esquema de jogabilidade permanece intacto, permitindo que os veteranos já saiam desferindo coesinações de golpes sem qualquer dificuldade.

Img_normal

O jogador tem a chance de desfrutar de vários modos diferentes, incluindo Arcade, Versus e até mesmo o famoso mini game de boliche, o Tekken Bowl, que traz muito humor e algumas horas extras de diversão ao título.

A única novidade são os gráficos, que agora foram refeitos para a geração da alta definição, trazendo texturas de maior resolução alguns detalhes extras nos visuais.

Mesmo após tanto tempo, Tekken Tag Tournament ainda se mostra como um jogo de luta sólido, trazendo uma jogabilidade que flui bem em relação aos demais títulos da própria franquia. Quem é fã da série vai gostar de ver como eram seus personagens favoritos nesta versão clássica e ainda poderá desfrutar da essência do modo Tag, introduzido pela primeira vez aqui.

É só isso?

Depois de desfrutar de Tekken Tag Tournament HD por algumas boas horas, você certamente partirá para o Prologue de Tekken Tag Tournament 2. Mas, ao se deparar com o título, a decepção será grande. Temos apenas quatro personagens jogáveis: Xiaoyu, Alisa, Devil Jin e Devil Kazuya, com lutas no modo single player se repetindo várias vezes com combinações apenas destes lutadores..

Além disso, não há lista de comandos, o que torna a demonstração ainda menos interessante. Afinal, se o objetivo é mostrar o poder do jogo, nada mais ideal do que possibilitar ao jogador a execução dos golpes disponíveis, não é mesmo?

A versão final de Tekken Tag Tournament 2 pode até ser promissora, introduzindo combos com interação dos dois personagens e vários outros conceitos. Mas, definitivamente, Tekken Tag Tournament 2 Prologue não causou a impressão que deveria.

Img_normal

Onde está o modo online?

Após o relançamento de outro clássico dos jogos de luta, o game Street Fighter III: Online Edition, muitos jogadores se empolgaram pelo fato de que grandes games de gerações passadas pudessem aparecer com suporte para jogatinas online. Infelizmente, esse não é o caso de Tekken Tag Tournament HD.

O título não conta com qualquer suporte para jogatinas online. Ou seja, nada de enfrentar oponentes do outro lado do mundo ou se juntar a um parceiro distante para criar uma equipe poderosa. Nem mesmo os rankings são globais, o que realmente deixa a desejar e impede que o título seja totalmente recomendado.

Além da ausência do modo online, Tekken Tag HD também apresenta alguns problemas gráficos recorrentes. O principal deles é o efeito bizarro que parece dividir a tela ao meio, fazendo com que o cenário se desloque do campo de batalha ativo. A ideia era criar uma sensação de profundidade, mas isso falhou na época e agora falha novamente.

Img_normal

Um pacote furado

O último item do pacote é o filme Tekken Blood Vengeance. Mesmo que a produção conte com alguns nomes famosos, como o do próprio criador da franquia, o longa não impressiona. Primeiramente, a qualidade das animações está longe de outros filmes criados por companhias do mundo dos games, como é o caso de Final Fantasy VII Advent Children e Resident Evil Degeneration.

Como se não bastasse, a trama sofre com problemas de ritmo, arrastando-se com uma dramaticidade desnecessária e deixando em segundo plano os combates intensos e característicos da franquia. Os quatro personagens da demo de Tekken Tag 2 são os protagonistas aqui, mas o foco, infelizmente, vai para as duas garotas, que passam o filme todo comentando sobre outros garotos e sobre a importância de uma amizade.

Img_normal

60 ps3
Regular