Análise de The Ico & Shadow of the Colossus Collection

Quem é rei nunca perde a majestade

The Ico & Shadow of the Colossus Collection é um remake de dois dos games mais incríveis já lançados para o PlayStation 2, desenvolvidos pela Blue Point e publicado pela própria Sony. Como o próprio nome já sugere, trata-se de dois games diferentes, sendo o primeiro Ico e o segundo Shadow of The Colossus.

Em Ico, você assume o papel de um garoto que foi trancafiado em um gélido e lacônico castelo, aparentemente por ter nascido um pouco diferente das outras pessoas “normais”. O jovem rapidamente se liberta de seu cativeiro e juntamente com uma misteriosa mulher tem de sair da fortaleza.

Img_normal

Em Shadow of The Colossus você assume o papel de um jovem que pede a uma entidade maior a dádiva de reaver a alma de sua amada. Para tanto, os poderosos seres exigem que a hercúlea tarefa de dizimar 16 bestas gigantescas seja realizada. Ambos os games têm narrativas simples, profundas e muito sedutoras, uma vez que os jogadores ficam completamente imersos em seus objetivos. Será que a repaginação vale a “re-compra”?

Com toda a certeza. The Ico & Shadow of the Colossus Collection traz até a sétima geração dos games dois dos maiores clássicos da história do PlayStation 2. E como se isso já não fosse motivo suficiente para dar uma conferida em ambas as obras, a Sony conseguiu aprimorar conceitos técnicos, principalmente no que diz respeito aos critérios técnicos audiovisuais.

Dessa forma, os títulos têm temática simples, mas conseguem se sustentar completamente. Os gráficos não cumprem papéis revolucionários, nem são tão marcantes como foram na geração passada, mas a cumplicidade de cada um dos jogos com os jogadores ainda é extrema.

O principal objetivo de uma remasterização é oferecer todas as qualidades presentes em um título, que fizeram com que ele merecesse ser refeito, juntamente com algo de novo. O nível de qualidade da parte audiovisual é o critério que mestre para avaliar um remake e The Ico & Shadow of the Colossus Collection está aprovado. Quem não conhece, não perca tempo e corra jogar os dois!

Clique aqui para saber como funcionam os critérios das análises do Baixaki Jogos!

Feche os olhos para ver

Apesar de se tratarem de games diferentes, Ico e Shadow of the Colossus compartilham alguns elementos comuns. Uma dessas semelhanças é a trilha sonora, que sem a menor dúvida, pode ser considerada uma das mais belas trilhas já ouvidas em toda a história dos games.

Nos dois casos as canções foram remasterizadas em alta definição, usando e abusando das capacidades digitais do console de mesa da Sony. Sem contar que a aplicação das trilhas em relação aos momentos do enredo é fenomenal. Grande parte da imersão dos gamers dentro da jogabilidade é devida ao trabalho sonoro.

Idade avançada, mas corpinho de jovem

Indubitavelmente, a qualidade gráfica baseada em 1080p dos dois remakes é sensivelmente notável. Claro que a parte técnica da construção dos cenários carrega o peso da idade e acaba por oferecer limitações bastante evidentes.

Porém, ainda assim a direção de arte entrega visuais belíssimos. Os olhos de quem vê pela primeira vez os cenários de Ico ficam certamente embasbacados. O uso de recursos de iluminação e a profundidade dos cenários fazem com que tanto Ico quanto Shadow ofthe Colossus tenham atmosfera quase únicas.

Adaptação?

Jogar The Ico & Shadow of the Colossus Collection faz com que você não se sinta “perdendo tempo” com video game. A estrutura da narrativa de Ico gira em torno de um acontecimento mostrado em uma animação inicial, sem falas claras ou maiores explicações. No decorrer do game há muito pouco  que é falado, mas muito o que deve ser compreendido. A atenção é fundamental para vencer os puzzles e para fazer com que a bela Yorda não se torne um peso a se carregar.

Shadow of the Colossus conta a história de um rapaz, seu cavalo e uma missão quase impossível: matar 16 criaturas suficientemente grandes para não caber na tela de suas televisões. Nessa história, o conhecimento da língua é fundamental para a compreensão plena dos fatos. E no final das contas, (semi-spoiler)há uma reviravolta e o fechamento da trama é surpreendente.

Img_normal

Tais características quebram a relação de “adaptação” que poderia ter sido conferida a dois games que foram transferidos de uma geração para outra de consoles. O entrosamento é tanto que se tem a impressão de que ambos os títulos foram construídos pensando no PlayStation 3.

Img_normal

Bonito sim, perfeito não

The Ico & Shadow of the Colossus Collection traz uma qualidade visual muito bonita, porém, estão presentes uma série de imperfeições gráficas muito evidentes. As texturas dos cenários são relativamente de baixa qualidade, com muitos serrilhados e objetos que aparecem conforme você anda em determinado local (pop-in). Nada que chegue a atrapalhar a experiência de jogabilidade, mas ainda assim, é o principal defeito de ambos os games.

90 ps3
Excelente