Jogabilidade bem familiar, muitos elementos mitológicos através da longa campanha mas com alguns pequenos problemas de travamento.

Titan Quest é um jogo focado na mitologia grega, passando por Esparta, Egito e parte da Ásia. Apresenta ótimos efeitos de iluminação, dia e noite, muitos elementos mitológicos, ótimos gráficos e uma jogabilidade bem familiar para quem está acostumado com este tipo de jogo, sendo impossível não compará-lo, em particular, com um dos clássicos da Blizzard, Diablo 2.

Onde estão os Deuses?


A história e todos os elementos em geral são fortemente baseados na mitologia grega — inclusive os monstros — e a trama toda gira em torno do fim da comunicação entre os homens e os deuses. Sua missão é reativar esta comunicação destruída e, para isso, deverá utilizar de sua força física, bem como de magias, classes, sub-classes e habilidades ao longo de cenários bem variados e detalhados numa campanha significantemente grande (Graças a Zeus!).

Torne-se um verdadeiro herói mitológico.


Quem conhece um pouco de mitologia grega estará familiarizado com os itens e provavelmente conseguirá deduzir alguns dos próximos passos ou elementos que aparecerão ao longo da campanha, tornando o jogo previsível em alguns aspectos.

Aqueles velhos capacetes gregos e seus itens em geral proporcionam um clima envolvente, porém quem já jogou muitos RPGs com este mesmo tema poderá considerá-lo um pouco enjoativo. A customização do personagem não é das melhores, porém isso não faz tanta diferença, já que em pouco tempo sua armadura irá cobrir todo seu corpo.

A evolução do personagem consiste em ganhar experiência e distribuir os pontos ganhos nas classes disponíveis, desbloqueando certas habilidades, magias e bônus. Titan Quest possui muitas classes e oferece uma grande variedade de integração entre elas, algo bastante empolgante. Jogadores iniciantes irão gostar da possibilidade de “devolver” as habilidades compradas, podendo desfazer ações impensadas.

Gráficos exuberantes, porém faltaram cuidados com o áudio.

Os desenvolvedores conseguiram reproduzir cenários reais, como a muralha da China, de forma rica em detalhes e efeitos. As magias, bem como a iluminação e os detalhes dos monstros, estão excelentes e motivam o jogador a continuar no game. Já os efeitos sonoros não ficaram dos melhores, e são responsáveis por alguns travamentos do jogo, que apesar dos patches ainda continua com alguns bugs.

Para fãs de jogos como Diablo 2 ou Dungeon Siege pode se dar bem com Titan Quest, entretanto, poderão considerá-lo um pouco cansativo por ser muito longo e não adicionar nenhuma novidade ao gênero, o que o torna monótono. O enredo do jogo é bastante envolvente, trabalhando elementos mitológicos e mesclando-os a novas idéias.

Para quem procura mais um RPG massante com muitas horas de mata-monstros ou quem procura uma boa diversão com os amigos, este jogo pode ser recomendado, se não se importarem com alguns crashes de vez em quando. Ainda assim é o único jogo parecido com Diablo 2 no momento (mesmo após tanto tempo), então pode servir como consolação enquanto outro jogo de melhor qualidade não é produzido.
82 pc
Ótimo