Uma bola para fora da EA Sports

Uma questão comum entre quem acompanha games esportivos é por que os desenvolvedores não façam um único jogo, e simplesmente o atualizam com novos jogadores a cada ano? Afinal, as regras sempre continuam a mesma, e é difícil ver evoluções reais de jogabilidade em franquias com edições anuais.UEFA Euro 2012 é a resposta da EA Sports para esse pedido: em vez de lançar um novo título, a empresa decidiu disponibilizar o Campeonato Europeu de Futebol como um DLC para FIFA 12. Focado exclusivamente em times europeus, o pacote recria a competição e traz alguns modos ligeiramente diferentes para o game de futebol.

Como DLC, UEFA Euro 2012 deve atrair somente os fãs mais hardcore de FIFA e que fazem questão de ter todos os conteúdos relacionados à série. Custando 1800 Microsoft Points (ou US$ 25,99 no PC e no PlayStation 3, quase 50 reais), o pacote de conteúdos simplesmente não possui novidades o suficiente para justificar uma compra por esse preço.

Apesar do interessante modo Expedition, a expansão simplesmente não consegue prender a atenção por muito tempo. Quando se leva em conta que muitos dos times disponíveis já estão na versão básica de FIFA 2012, é difícil querer gastar dinheiro para adquirir equipes cuja aparição está limitada a modos restritos.

Em resumo, UEFA Euro 2012 é um DLC mediano para um jogo excelente que, infelizmente, não traz nada de novo para a franquia. Apesar de ser apoiado em um jogo base muito bom, o DLC não passa de uma adiação mediana que não acrescenta em nada à experiência básica. Caso a Electronic Arts decida investir em novos DLCs, vai ter que fazer um trabalho mais eficiente para agradar os fãs da série.

Recriando a realidade

Caso você já tenha jogado ao menos uma partida de FIFA 12, já sabe o que esperar do trabalho da Electronic Arts em UEFA Euro 2012. A empresa recria com grande fidelidade jogadores e estádios, o que ajuda a criar a sensação de que você realmente está controlando atletas famosos como Rooney ou Iniesta.

Img_normal

As novas arenas esportivas disponíveis na expansão retratam muito bem suas versões reais, e os uniformes seguem à risca a realidade. Embora não tenha ocorrido nenhuma espécie de melhoria visual em relação ao jogo base, as animações dos jogadores em campo ainda continuam surpreendendo em diversos momentos.

Modo Expedition

A principal novidade adicionada por UEFA Euro 2012 é o inédito modo Expedition, em que você cria um novo time com a missão de levá-lo ao estrelato nos gramados europeus. Porém, no lugar de jogadores fictícios criados, entram os atletas reais de todas as 53 equipes disponíveis.

Ao criar a sua seleção, você tem a opção de escolher livremente qualquer membro de todos os times disponíveis. O resto é constituído por jogadores secundários das equipes, todos escolhidos de maneira totalmente aleatória. Montado o time, cabe a você usá-lo para derrotar adversários e se firmar como o grande campeão da Europa.

Ao final de cada partida vitoriosa, você tem a chance de adicionar um profissional da equipe que acaba de derrotar à sua seleção. Na primeira vez ele vai ser um atleta secundário, na segunda vez um jogador reserva e, na terceira e última vez, um profissional da equipe principal.

Com isso, você se sente estimulado a entrar em novas partidas contra a mesma seleção como forma de conseguir reforçar sua própria equipe. Poucos momentos são mais satisfatórios do que, após uma vitória suada, conseguir roubar para si um atacante habilidoso ou aquele defensor que deu muita dor de cabeça dentro de campo.

Img_normal

Seleções incompletas

Para um pacote que se propõe a retratar fielmente o Campeonato Europeu de Futebol, UEFA Euro 2012 peca muito ao não oferecer todos os jogadores reais que participam da competição. Enquanto equipes consagradas como a Inglaterra e a Espanha estão retradas fielmente, outras são formadas por atletas totalmente imaginários — dos 53 times disponíveis, somente 29 são licenciados.

Nenhum aprimoramento técnico

Embora FIFA 12 seja um game excelente (o que lhe garantiu uma nota 96 na análise do BJ), não é possível negar que ele tem alguns pequenos defeitos. Infelizmente, nenhum deles é corrigido pelo DLC.

Img_normalNão demora muito para perceber que o pacote é na verdade uma maquiagem diferente para o jogo principal, e que não houve preocupação em tornar a experiência básica ainda melhor. Ao que tudo indica, a Electronic Arts está reservando seus aprimoramentos técnicos para o inevitável FIFA 13.

É só isso?

O principal problema de UEFA Euro 2012 é seu foco exclusivo na competição europeia. Como o DLC funciona à parte dos game principal, os modos disponíveis não se mostram suficientes para chamar a atenção durante muito tempo — ainda mais quando se leva em conta a pouca atratividade de muitas das seleções disponíveis.

Como o jogo base já fornece a opção de montar campeonatos e muitas das seleções internacionais incluídas no pacote, não demora até que você volte a testar suas habilidades no campeonato espanhol ou continue treinando o jogador que possuí a sua cara. Mesmo o interessante modo Expedition se desgasta com o tempo, ainda mais quando se leva em conta o fato de que ele não pode ser jogado online.

Img_normal

65 pc
Regular

Outras Plataformas

65 ps3
65 xbox-360