O jogo do ano? Não, um dos melhores jogos de todos os tempos.

Ah, como é bom ser um explorador. Nada melhor que conhecer o mundo todo em busca de artefatos lendários — que podem ser excelentes exemplares em sua coleção, ou render uma boa quantia de grana — e ainda passar por alguns momentos simplesmente inesquecíveis. Nas telas, isto foi ilustrado, principalmente, pelo lendário Indiana Jones. Já nos games, quem ficou responsável por isto foi Lara Croft, de Tomb Raider.

Felizmente, esta fórmula continua rendendo excelentes games. Um deles é o famoso Uncharted: Drake's Fortune, exclusivo para PlayStation 3, que trouxe visuais incríveis, um humor bacana e muito mais. Logo, o título da Naughty Dog conquistou todos que contavam com um PS3 em sua prateleira, tornando-se um dos grandes jogos do console.

O tempo passou, e a saudade de Nathan Drake, o protagonista da série, só aumentou. Muitos jogadores esperavam ansiosos pelo retorno do carismático personagem. Finalmente, Drake retornou. E que retorno. Em Uncharted 2: Among Thieves, a desenvolvedora simplesmente dá um show sobre video games. E acredite, ser um explorador nunca foi tão bom.

 

Ainda melhor

Se você é um dos milhares que adorou o primeiro Uncharted, ficará ainda mais surpreso com a sequência do game. Muitos dos erros foram corrigidos e a Naughty Dog conseguiu, ainda, aprimorar o que já estava à beira da perfeição. No primeiro game tínhamos uma trama bacana, mas desta vez tudo é ainda mais interessante, graças ao capricho da companhia.


Drake é o próximo a estrelar em um filme Além disso, o combate também foi melhorado. Agora não somos obrigados a permanecer em um único local, protegidos, enquanto disparamos infinitamente em direção à horda de inimigos. Uncharted 2 conta com um sistema de combate muito mais inteligente e dinâmico, que torna a experiência muito mais bacana e natural.

Natural. Esta pode ser a palavra para Uncharted 2. Seja nas cutscenes — completamente incríveis — ou durante as escaladas e tiroteios, o jogo se comporta de maneira convincente e natural. Sem dúvidas, um exemplo que deve ser seguido por todos os títulos daqui pra frente. Ver Drake se protegendo do fogo, por exemplo, ou com dificuldades de movimentação quando ferido é algo marcante, para toda a indústria.

Outro fator interessante é o humor do personagem. Conforme mencionamos, as cutscenes do jogo são naturais, e o que reforça isto é, sem dúvidas, o toque sarcástico e irônico de Drake, que define sua personalidade. Falando em personalidade, é importante ressaltar que cada um dos personagens do game parece real, não somente pelos belos gráficos, mas pela maneira de como agem. Por sua personalidade.

Mas não há como não mencionar os visuais. Uncharted 2 é um dos jogos mais belos desta geração. Conservamos este pequeno parágrafo aqui para você não se esquecer disto.

 

Em suma, o jogo se comporta como um pacote completo para qualquer jogador que se preze. Uma das novidades mais interessantes é o modo multiplayer, que estende a diversão ao redor do mundo, graças a sua variedade de modalidades. Um ritmo alucinante, e variado, dita a diversão muito bem equilibrada de Uncharted 2, um dos jogos desta geração que serão relembrados por muitos anos.


Aprovado

Do que gostamos

Uma trama convincente

Primeiramente, vale mencionar a importância da trama de Uncharted 2. O conteúdo do game, sem dúvidas, contribui muito para o título. Você já deve saber o qual bem feito são as cutscenes do game, mas do que elas exatamente tratam?

Bem, na pele de Drake você será surpreendido várias vezes, graças a uma história repleta de reviravoltas e momentos de tirar o fôlego. No início, seu companheiro Harry Flynn, ao lado de sua namorada Chloe Frazer — que também parece ter alguma ligação amorosa com Drake — indica um novo trabalho para a recém-formada equipe.

A aventura envolve encontrar um misterioso artefato indicado pelo lendário Marco Pólo. Tudo para receber uma boa quantia de grana, que será paga pelo cliente à procura do objeto. Depois de aceitar o negócio, Drake percebe que nem tudo será tão fácil e a verdadeira aventura começa. Não vamos comentar muito para não estragar o clima, mas é possível afirmar que Uncharted 2 conta com uma trama boa, principalmente pela maneira como é contada.
Uncharted 2 convence qualquer um
 

O roteiro não é muito espetacular e você pode até prever algumas coisas. O que importa é como ele é apresentado. As cenas convencem pela sua já mencionada naturalidade, além de serem completamente cinematográficas e contarem com personalidades inconfundíveis. Alguns personagens já conhecidos do primeiro game, como Sully e Elena, também retornam para deixar a experiência ainda mais bacana.

Em suma, Uncharted 2: Among Thieves conta com a rara oportunidade de confundirmos jogos com filmes, devido à sua apresentação.

Uma excelente aventura

Se Uncharted foi notado pela sua aventura impressionante, espere até conhecer o segundo game. Logo no começo do título, você já é surpreendido por um evento que arranca regozijos. Aqui, é possível ver o quão dinâmico o jogo consegue ser. Uma espécie de tutorial é exibida enquanto o jogador escapa de um trem prestes a cair do alto de um precipício. São elementos como este que fazem de Uncharted 2 um game único e marcante.

Desta vez, há muito mais foco nas aventuras do que no tiroteio. Novamente, temos que escalar diversos locais e saltar de uma plataforma para outra. Mas isto não é tudo. Agora você também terá de passar por sessões discretas e por apertos ainda mais intensos.

Inveje as aventuras de Drake Além disso, existem vários puzzles durante o jogo — os famosos quebra-cabeças. Novamente, estes eventos contêm todo o estilo de Uncharted. Ou seja, mesmo resolvendo quebra-cabeças aparentemente genéricos, de um modo ou outro você acabará tendo que escalar algo ou será surpreendido por uma explosão, por exemplo.

Isso sem contar as mudanças dinâmicas, e bruscas, que podem ocorrer durante as fases do jogo. Quando elas ocorrerem — algo nada incomum —, acredite: você ficará boquiaberto enquanto segura o joystick. Em suma, Uncharted 2 é uma das maiores, e mais surpreendentes, aventuras já proporcionadas por um game em uma campanha com mais de 10 horas de duração.

Acertando as contas

Mas, obviamente, existem momentos em que só há uma saída: atacar. O combate do jogo está muito melhor que de seu antecessor, pois conta com uma variedade de movimentos e possibilidades ainda maior. Se você já jogou o primeiro título, não terá muitos problemas em se adaptar ao sistema de Among Thieves.

Você pode utilizar objetos para cobertura, assim como em Gears of War, contando com a chance de atirar “na cega” ou, se desejar, dar a cara e então disparar. Existem também granadas, que podem ser utilizadas da mesma maneira, e uma grande variedade de armas, como metralhadoras, rifles, shotguns e até bazucas. Destaque para as explosões do game, que convencem pelo seu impacto.

Além disso, o jogador também pode desfrutar dos momentos em que Drake não conta com nenhuma arma em sua mão — ou melhor, conta, mas esta arma são seus próprios punhos. Aqui, você pode pressionar o botão quadrado para desferir vários golpes em seu inimigo. Mas, cuidado. O oponente pode se defender e contra-atacar. Quando isto acontecer, fique atento e tente surpreender o vilão no momento em que ele ataca, pressionando o botão triângulo. Caso obtenha sucesso, você será presenteado com um contra-ataque que é um show.
Segura essa!
 

O jogador também tem a chance de atacar discretamente, podendo finalizar o oponente com um único golpe. Se a coisa apertar, e você for visto, também pode tentar finalizar o oponente em um único golpe, mas de maneira muito mais violenta — com os dois pés de Nathan na cara do inimigo, por exemplo.

Todos estes movimentos são realmente fluídos e convincentes.

“Nossa!”

Esta será uma expressão comum durante o jogo. Há uma variedade simplesmente absurda em Uncharted 2: Among Thieves. Você passará pela neve, pela floresta, por Nepal e diversos outros locais que demonstram o quão poderosa é a engine do game.

Além das localidades, a própria experiência do jogo também pode ser considerada variada. Há os já mencionados momentos discretos, as sessões de tiroteio intenso e partes em que a aventura é o foco. Tudo sem estragar o ritmo do jogo, que consegue simplesmente “sugar” o jogador até o fim. É difícil parar de jogar Among Thieves depois de começar, pois, a cada instante, o game surpreende mais.

Uma ajudinha é sempre bem-vinda

Nada como uma mãozinha Mas, você pode estar achando que Uncharted 2 é um jogo realmente difícil pela sua abrangência. Não se engane. O título conta com 6 níveis de dificuldade — uma delas, a mais desafiante, tem de ser desbloqueada —, permitindo que qualquer classe de jogador possa desfrutar da experiência.

Além disso, durante o jogo, você sempre contará com uma ajudinha. Como você está — quase sempre — acompanhado por um personagem controlado pelo computador, é comum receber dicas de seus próprios companheiros envolvendo o que deve ser feito. Tudo, é claro, com o toque necessário de cada personalidade. Chloe, por exemplo, será mais gentil em suas dicas, enquanto Sully conta com um tom sarcástico.

Os caminhos do game são lineares, assim como as escaladas. Há somente um modo de acessar determinados locais, tornando a descoberta apenas uma questão de tempo. Caso você demore a encontrar a solução, o jogo oferecerá uma dica que pode ser acessada com um simples toque no direcional digital.

Há ainda outros tipos de interações com outros personagens. Em alguns momentos, você terá de ajudar seus companheiros a subir em escadas, por exemplo. Afinal, você não é o único que pode precisar de um empurrãozinho nesta aventura.

Quebrando a cabeça

Outra sessão do jogo, além das já mencionadas, envolve os quebra-cabeças. Aqui, o desafio pode não ser dos maiores, mas isto não é o mais importante. O bacana é que, quando você está resolvendo estes puzzles, Drake terá de consultar constantemente seu caderno de anotações, o que difere a experiência dos demais títulos do gênero.

Ao visualizar o caderno, você notará diversas dicas de como resolver o desafio à sua frente. Mas, além disso, ao folhar as anotações — algo realizado manualmente — você também encontra piadas feitas por Drake, como as expressões de Sully perante determinadas situações.

Detalhes tão pequenos...

Twitter dentro de um jogo. Já imaginou? Não? Então ligue Uncharted 2. Sim, o título é integrado ao famoso serviço, e divulga algumas de suas proezas para o restante do mundo diretamente em sua página. Para isso, basta configurá-lo no jogo e selecionar quais eventos devem ser registrados — logar numa sessão multiplayer, ou adquirir um novo troféu, por exemplo.
Tente não reparar nos detalhes
 

Os detalhes de Uncharted 2 certamente o tornam tão inesquecível e grandioso. Não há o que falar sobre os gráficos, pois eles realmente tiram o fôlego. Trata-se dos visuais mais belos já vistos nos consoles. Além da mencionada variação, há um grande foco nas texturas, na profundidade de campo e em pequenos detalhes do ambiente.

A trilha sonora também acompanha o ritmo intenso do jogo, graças a faixas orquestradas de extrema qualidade. Quanto às dublagens, Uncharted 2 novamente impressiona. Os diálogos são naturais, seja nas cutscenes ou durante o próprio jogo, e se adaptam com perfeição aos momentos em que se encontram.

A grande novidade

O multiplayer é, sem sombra de dúvidas, a grande novidade do jogo. No primeiro título, não havia qualquer modo para vários jogadores, o que deixou muitos gamers decepcionados. Entretanto, em Uncharted 2 a história é outra.

Aqui, você contará com diversos modos diferentes, como variações de Deathmatch, Capture the Flag e muitos outros. E mais: tudo o que você aprendeu durante a campanha poderá ser utilizado contra os jogadores humanos. Acrobacias serão um recurso indispensável para a vitória, assim como o domínio do sistema de cover e das armas.
Diversão explosiva
 

Você também terá acesso às famosas “Perks”, habilidades obtidas ao atingir determinado nível. Sim, Uncharted 2 conta com um sistema de level, assim como Call of Duty 4: Modern Warfare. Cada um dos jogadores poderá escolher até duas “Perks” distintas, o que alimenta a longevidade do título.

Fora os modos competitivos, o título também apresenta modos cooperativos. Aqui, você desfrutará de diversas pequenas missões que não fazem parte da trama principal. Até três jogadores podem se juntar nesta modalidade, e terão de trabalhar juntos para chegar ao fim e obter a recompensa em grana.

Era só o que faltava para Uncharted.


Reprovado

O que espantou o Baixaki Jogos... No mau sentido

Ainda estamos procurando...

Encantador Certamente, é difícil dizer o que espanta o Baixaki Jogos de Uncharted 2, pois ainda não conseguimos parar de jogar o game. Mas, infelizmente, existem alguns pequenos problemas. Primeiramente, o sistema de cobertura às vezes pode ser confuso, principalmente em locais mais fechados. Além disso, existem momentos em que as animações podem ser estranhas, como quando Nathan escala determinados locais e salta para outros, por exemplo.

Mas, o pior de tudo é que a campanha de Uncharted 2: Among Thieves tem um fim. Sem dúvidas.


Avaliação Final

Vale a pena?

Vale. Se você conta com um PlayStation 3, compre Uncharted 2 o quanto antes. Se você ainda não conta com um PlayStation 3, compre um e aproveite para pedir um desconto em Uncharted 2.

O jogo do ano? Não, talvez o melhor jogo de todos os tempos.
 


Compre com o menor preço:
98 ps3
Excelente