Nem todos os jogos antigos saem de moda!

A série Virtua Fighter teve origem em 1993 e foi o primeiro jogo de luta em três dimensões, tendo sido um dos dois primeiros jogos 3D do estúdio SEGA AM2, sendo lançado para PCs, Sega Saturn e Sega 32X.

Cenários elaborados e iluminação interessante

O segundo jogo foi lançado, em 1994, para os mesmos consoles, e posteriormente também no PlayStation 2. Já Virtua Fighter 3 chegou exclusivamente ao Sega Dreamcast em 1996, e em 2001 Virtua Fighter 4 aportava no PlayStation 2.

O quarto jogo da franquia inseriu dois novos jogadores, Vanessa Lewis e Lei-Fei, totalizando 14 lutadores na versão original e 16 na versão evolution, que contava com dois jogadores a mais, um judoca e um lutador de muay thai.

Vanessa é estadunidense e seu estilo de luta é luta livre, enquanto Lei-Fei é um monge tibetano cuja aparência é muito similar à do personagem Avatar, do anime de mesmo nome. Estes personagens possuem um poder de combate maior que os outros adversários, visto que foram criados especialmente para o novo jogo.

Sistema de combate excelente

Em Virtua Fighter 4, cada personagem possui um estilo de jogo único, sendo que o jogo mantém o sistema de controles original, onde existe um direcional com 8 direções (cima, baixo, esquerda, direita e diagonais) e três botões de ação: soco, chute e defesa.

Mesclando da forma correta os direcionais e botões de ação do jogo, o personagem executa uma série de golpes diferenciados, permitindo uma variedade bastante interessante, apesar não ser tão impactante quanto outros jogos de luta.

Golpes diversificados e interessantes

O visual gráfico do jogo é simplesmente encantador, levando em consideração que o título foi lançado ainda em 2001, há cerca de 8 anos, sua iluminação possui um nível de qualidade impressionante.

Na época de seu lançamento, muitos críticos consideraram o jogo como sendo o melhor título de luta tridimensional dos últimos três anos, principalmente pela jogabilidade simples e cativante.

Como o jogo foi desenvolvido para fliperamas, o controle do PlayStation 2 oferece uma facilidade enorme: enquanto determinados movimentos seriam combinações de dois botões, como é o caso da agarrada, no PS2 basta pressionar um dos botões de cima, no caso citado, por exemplo, é o L1.

Novatos mas brilhantes


Assim, algumas das combinações acabam sendo facilitadas e tornando o jogo ainda menos difícil e, ao mesmo tempo, muito mais emocionante, principalmente para quem seleciona os novos personagens: Lei-Fei e Vanessa.

Lei-Fei: velocidade e poder de combate

No caso de Lei-Fei, específicamente, os golpes são muito velozes, e os adversários raramente conseguem acompanhar seus ataques, principalmente quando o lutador resolve subir sobre a perna do inimigo e dar um chute em sua cara, caindo de frente para ele novamente, pronto para executar outros ataques.

Vanessa também possui características interessantes: uma delas é a possibilidade de utilizar duas técnicas de luta diferenciadas, bastando pressionar L2 para alternar entre eles. Entretanto, isso impede aos jogadores que selecionarem Vanessa realizar o combo de soco apenas pressionando L2, como ocorre com os outros lutadores.

Infelizmente o jogo não oferece uma variedade de personagens tão grande como outros títulos (a exemplo de SNK, King of Fighters e Marvel Vs. Capcom), além de não possuir modo história nem mesmo uma possibilidade de desbloqueio de personagens ou itens, o que encurta a vida útil do título em qualquer modalidade single player.

Por outro lado, o jogo é uma ótima pedida para lutas entre amigos, oferecendo combates eletrizantes para dois jogadores. O modo treino também é muito interessante, por oferecer uma forma simples e eficiente de ensinar o jogador a realizar os ataques especiais de cada jogador.

Akira e Kage estão de volta

A trilha sonora do jogo também não deixa a desejar, resultando, finalmente, num pacote completo digno do olhar atento de qualquer fã de jogos de luta que possua um PlayStation 2. Vale a pena dar uma atenção para o jogo.

Além disso, levando em consideração que tanto o console antigo da Sony quanto o jogo não custam mais tão caro quanto na época de seus respectivos lançamentos, vale a pena adquirir o jogo, que pode ser encontrado fora do Brasil até mesmo por 5 dólares.

81 ps2
Ótimo