World In Conflict: Soviet Assault
Voxel
World In Conflict: Soviet Assault

World In Conflict: Soviet Assault

Últimas atividades
Nenhum resultado

Review enviada por

Dica enviada por
Carregar Mais
Ficha Técnica
Data de lançamento Março de 2009
Classificação
Desenvolvedora Massive Entertainment
Distribuidora Sierra
Número de jogadores 1-1
Sobre
World in Conflict é um dos jogos de estratégia em tempo real, ou simplesmente RTS (Real Time Strategy) de maior sucesso dos últimos tempos. O jogo já é considerado pela maioria esmagadora dos especialistas em games um título que chegou para redefinir as fronteiras do gênero.

Entretanto, a Sierra Entertainment não se sujeito apenas a redefinir o título. Buscando ir além disso, a companhia anunciou a chegada do RTS nas plataformas Xbox 360 e Playstation 3.

O jogo recebeu uma nova versão, intitulada World in Conflict: Soviet Assault, que, além de chegar para os consoles, será lançada também nos PCs, porém a Sierra recusa-se terminantemente a chamar Soviet Assault de uma expansão para PCs.

Segundo os desenvolvedores, ao invés de contar com uma ou duas classes extras e alguns mapas novos, como expansões costumam fazer, Soviet Assault é tão complexo que até mesmo os jogadores que já concluíram o título diversas vezes desejarão jogar novamente a campanha Single-Player.

Apesar de a fama de títulos de estratégia em tempo real em consoles ser de péssima reputação, já que controlar tantas opções, além de um mapa tão grande como os do gênero, ainda assim os desenvolvedores de WIC conseguiram realizar modificações na jogabilidade a ponto de tornar o jogo o menos doloroso possível para os donos de consoles, o que vem se provando muito possível nos jogos RTS de nova geração.

A seleção de unidades, um dos principais tropeços da maioria dos títulos, Foi facilmente corrigida através de um sistema com diversas opções diferenciadas: é possível “pintar“ as unidades, pressionando A (no caso do Xbox 360) e então girando o analógico.

É possível também selecionar grupos e tropas de carros e soldados, com as setas direcionais. Pressionando uma vez o jogador seleciona a equipe desejada, e com um segundo clique a câmera apresenta o time escolhido para o jogador. Como se não bastasse, existe também um círculo, ativado pressionando o analógico para baixo, que permite selecionar todas as unidades dentro de seu raio.

Nos PCs, A jogabilidade continua a mesma do jogo anterior, porém o novo jogo conta com uma campanha focada no lado soviético da guerra, além de muitos “brinquedinhos” para se usar nas partidas multiplayer.

Segundo o designer-chefe do projeto, Magnus Jansén, a equipe teve um cuidado muito grande com o enredo da campanha soviética já que, quando World in Conflict foi lançado, a visão extremamente estadunidense que o jogo apresentava foi uma das principais críticas de fãs e da mídia.
Ver mais