Voxel

3DS: visuais próximos do Xbox 360 e do PS3, afirmam desenvolvedores

Último Vídeo

O que se pode esperar do vindouro “3DS”? Ok, gráficos tridimensionais sem a ajuda de óculos especiais. Mas existe algo mais. Em artigo publicado recentemente, o site IGN.com reuniu opiniões de alguns desenvolvedores — sempre extraoficial, é claro — que afirmam que o próximo portátil da Nintendo deverá ter capacidades gráficas próximas dos dois consoles de mesa mais poderosos da atualidade, o Xbox 360 e o PS3.

Parece uma heresia a princípio? Talvez. Mas o raciocínio é realmente simples: para proporcionar gráficos estereoscópicos (3D), o aparelho “deve ter a habilidade de ‘renderizar’ cada campo de jogo duas vezes, uma para cada um dos olhos do jogador”, afirma um desenvolvedor misterioso no artigo. Trata-se de “uma técnica que vai requerer muito poder de processamento”.

E mais. O artigo também afirma que “diversos desenvolvedores que experimentaram o 3DS no seu estágio atual de desenvolvimento reportaram, extraoficialmente, que a sua capacidade de processamento excede ao largo as do Nintendo Wii, e leva o console para perto da qualidade HD de consoles como o PlayStation 3 e o Xbox 360”.

Bem, se esse for realmente o caso, parece que a Nintendo finalmente se decidiu por apostar um pouco mais no quesito desempenho — conceito que andava meio minguado na gigante desde o Nintendo 64 —, em detrimento da inovação pura que andava norteando qualquer ação da empresa. De qualquer forma, a briga que se avizinha parece ser boa, já que a Sony anunciou um “salto considerável para frente” para o seu PSP2.

Nintendo “CTR”: novo codinome, e sem suporte a NVIDIA

Muito se andava especulando recentemente acerca da possibilidade do “3DS” ser mantido por tecnologia NVIDIA. Bem, em primeiro lugar, o codinome parece ser outro: CTR. Em segundo, não. A NVIDIA — particularmente, algo semelhante ao chip Tegra SoC — não deve vir no pacote.

Em vez disso, a gigante japonesa optou por, bem, outra empresa japonesa (NVIDIA é coreana), embora sem um nome até o momento. Enfim, desde que funcionem os tais “visuais estereoscópicos sem óculos próprios”, sem problemas.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.