9 coisas que você deveria saber sobre Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

9 coisas que você deveria saber sobre Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

Último Vídeo

Durante a E3 2014, uma demo de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain foi disponibilizada para a imprensa em uma sessão privada. Esse curto percurso já foi o suficiente para que os jornalistas fizessem diversos apontamentos e descobrissem uma série de detalhes e mecânicas que estarão presentes na experiência.

Abaixo, separamos para você o que já foi descoberto até agora sobre projeto no qual a Konami tem investido toda a sua atenção.

 1. Snake perdeu um dos braços

“Venom Snake”, como o personagem é chamado no jogo, perdeu um dos braços em algum lugar — talvez no ataque no final de Ground Zeroes — e agora o substituiu por uma prótese vermelha. Isso trará implicações sobre o gameplay, e trata-se de mais do som metálico soará quando ele socar seus inimigos.

O personagem usa seu braço mecânico para neutralizar inimigos com velocidade e força. Porém, quando o faz, ele alerta outros inimigos. A mão gira em torno do braço produzindo cliques e faíscas, por exemplo. O recurso deve ser usado quando o atrair adversários fizer parte da estratégia.

2. O “Sistema Fulton” de Peace Walker está de volta

Trata-se de um sistema de recuperação ou resgate em que você prende um balão em algo, que sobe para o ar até que um avião MC-130E Combat Talon I o pegue e leve até sua base. A mecânica funcionará para levar embora inimigos de guerra, veículos e até ovelhas. 

Desta vez, entretanto, há uma taxa de probabilidade de sucesso sobre aquilo que você enviar, indicada por porcentagem. Geralmente fica em torno de 80%. Para fazer retiradas rápidas do local, Snake também pode entrar em um carro ou container e enviá-lo ao ar, com um balão.

3. Há uma base totalmente personalizável

É possível construir um veículo aéreo não tripulado (VANT ou UAV) que levará você de volta até à base-mãe — praticamente uma plataforma de petróleo no mar — a qualquer momento. O local é completamente customizável e tudo que você enviou via balão através do Sistema Fulton estará lá — inclusive as ovelhas. Quando Snake chega ao estabelecimento, seus soldados os saúdam e a sua presença faz com que as habilidades deles subam.

A base, entretanto, não é um refúgio totalmente seguro e pode ser atacada. Se isso acontecer enquanto você estiver fora, é preciso saber o caminho de volta para ela, a fim de voltar sozinho e defendê-la. O inimigo que atacará depende de quem você irritou durante as suas missões.

4. Será possível andar a cavalo em uma missão no Afeganistão

Na demo mostrada durante a feira, houve uma missão de 20 minutos em que Snake corria a cavalo no Afeganistão, que parece acontecer pouco tempo após Snake acordar do coma. Uma pista disso é que Ocelot dá ao protagonista um cantil de água e ele tem dificuldade de pegá-lo, pois ainda está se adaptando à prótese.

Outra informação — cuja a relevância deixamos que você mesmo julgue — é que o cavalo defeca. Sim, isso mesmo. Em uma animação aleatória, o cavalo algumas vezes deixa estrume no chão enquanto está parado. Obrigado por isso, Kojima.

5. Snake ainda fuma (ou quase isso)

Velhos hábitos dificilmente morrem. Porém, desta vez, o personagem usa um cigarro eletrônico. Isso também funciona como uma dinâmica do jogo enquanto o tempo avança. As horas passam alternando o ciclo de dia e noite do jogo e, enquanto isso, Snake dá umas tragadas.

6. O “support marker” também está de volta

Outra ferramenta do gameplay de Peace Walker retorna neste jogo. Porém, agora, assim como os ataques aéreos e rações, você pode chamar seu time para ficar vigiar e fazer reconhecimento em uma área, sinalizando a localização dos inimigos e outras coisas.

7. O game tem um sistema ativo de climatização

Existem variações climáticas dinâmicas que podem modificar a estratégia ou a forma de se jogar. Durante a missão no Afeganistão, por exemplo, uma tempestade de areia chega a uma base, obscurecendo a visão do inimigo, mas dando vantagem às habilidades furtivas de Snake.

8. A clássica caixa de papelão está de volta

Obviamente, uma das marcas registradas da série não ficaria de fora de seu mais novo capítulo. Snake pode atirar em seus inimigos e voltar para dentro da caixa. Se você for descoberto, é possível se esconder em algum outro lugar, fazendo da caixa um elemento de distração.

9. O visual do jogo está incrível

Vários jornalistas que tiveram acesso à demo usaram termos como “deslumbrante” e “estonteante” para descrever o jogo. Alguns chegaram a dizer que além de belo, o cenário foi ambientado de forma que parecesse muito hostil e que os detalhes presentes nos mapas “farão com que qualquer jogo no mercado venha a temer” esse visual. Outro jornalista disse que “se alguma palavra pode descrever The Phantom Pain até agora, é ‘realismo’”.

Seguem outras informações complementares que surgiram através de relatos de jornalistas que testaram o jogo durante a E3:

  • A missão da demo acontece em territórios ocupados pela Rússia no Afeganistão, durante a Guerra Soviética, que durou de 1979 a 1989;
  • Você pode treinar luta com seus soldados para fazer com que o nível deles suba;
  • A música aumenta quando você se aproxima de uma área perigosa;
  • O humor bobo de Kojima está de volta neste jogo;
  • O mundo é aberto e os jogadores podem explorá-lo o quanto quiserem, mas precisam estar cientes de que deve ser feito furtivamente o tempo inteiro;
  • A base onde Miller está sendo mantido é controlada pelos Soviéticos;
  • As nuvens no céu produzem sombras dinâmicas e criam padrões espontâneos;
  • Se estiver dentro de um container e um inimigo se aproximar, Snake pode puxá-lo para dentro;
  • É possível estabelecer múltiplos marcadores;
  • Snake pode escanear informação com seu iDroid — no caso da demo, coisas relacionadas à localização de Miller — e enviá-las para a base-mãe;
  • Assistências vindas da base-mãe, tal como o sistema Foulton e o envio de mantimentos, custam dinheiro, mas você pode pegar diamantes e outros materiais para somar à sua verba;
  • Suas relações com seus aliados e inimigos em campo afetarão a evolução da base-mãe;
  • Você pode coletar animais e criar um zoológico na base-mãe;
  • Os guardas falam suas línguas nativas;
  • Soldados que você recrutou podem ser usados imediatamente, sem a necessidade de serem convertidos para o lado do Big Boss, como acontece em Peace Walker.

Parece que a Kojima Productions caprichou mesmo nos detalhes. Segundo relatos, todos os elementos da série foram levados a um novo nível neste novo jogo, expandindo funções e aperfeiçoando mecânicas.

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain ainda não tem data de lançamento, mas ganhará versões para PlayStation 4, PlayStation 3, Xbox One, Xbox 360 e PC. E você, está ansioso para jogar?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.