Voxel

A chave para o sucesso na indústria de games não é mais a tecnologia e sim a audiência

Último Vídeo

Fonte: Divulgação/GamesIndustry
A indústria de games indiscutivelmente passou por mudanças profundas no decorrer da última década, sendo que a principal de todas elas, possivelmente, seja o exorbitante aumento na quantidade de jogos produzidos. Em termos de mercado, isso é tão importante para uma plataforma do que a divulgação de uma nova tecnologia arrasadora, se não for até mais.

Quem afirma isso é o guru do marketing Scott Steinberg, CEO da TechSavvy Global, que ainda diz: “Na década de 1990, eu ficaria muito feliz se pudesse colocar as mãos em um lançamento blockbuster a cada três ou quatro meses. Qualquer coisa, mesmo que remotamente interessante, já teria chances suficientes de atingir bons níveis de sucesso”.

O notável analista de marketing afirma que, atualmente, existem projetos interessantes demais no Kickstarter, além de muitos outros games interessantes em todos os lugares, incluindo apps de Android e outras magníficas experiências interativas. “Se você é um gamer, certamente concorda que existem tão poucas horas em um dia”, brinca Steiberg.

A busca pelo diferencial

Por essa razão, o maior desafio atual de indústria dos games não está mais na tecnologia. O maior problema que os desenvolvedores enfrentam é atingir uma determinada audiência e conseguir mantê-la por um longo período de tempo. Para conseguir vencer essa barreira, Steiberg diz que as empresas estão em uma busca implacável para conseguir um diferencial, que coloquem seus jogos a frente da concorrência.

Agora, com a chegada da oitava geração, é possível que essa relação de produção acelerada e a busca por públicos cativos tenha uma influência maior ainda na indústria de games. Você concorda com isso?

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.