Voxel

Activision revela o relatório financeiro do primeiro trimestre de 2010

Último Vídeo

Entre controvérsias, rumores e números, a Activision recentemente liberou o seu relatório de finanças do primeiro trimestre deste ano. Mas, afinal, entre o fiasco da Infinity Ward e promessas de superexposição da série Call of Duty — agora desenvolvida por três empresas... bem, mais ou menos —, o que se pode esperar daqui para a frente? Vamos aos detalhes.

Novo Call of Duty da Infinity Ward

Um bate-boca aqui, um vai e vem ali, e eis que surge novamente a possibilidade de mais um CoD por parte da Infinity Ward. A bem da verdade, o executivo-chefe de operações da Activision, Thomas Tippl, confirmou que, de fato, a IW está trabalhando em uma nova versão.

Mais Infinity Ward em breve?

Entretanto, ainda é tudo meio nebuloso. “Nós ainda não confirmamos os planos para Call of Duty para o próximo ano”, afirma Tippl. “Nós estamos focados nos lançamentos para este ano [Black Ops]. O que nós dissemos foi que a Infinity Ward está trabalhando em um título da franquia Call of Duty, e vocês vão ouvir novos detalhes no decorrer do ano”.

Entretanto, não ficou claro se 2011 pode mesmo trazer um “Call of Duty 3” por parte dos seus criadores por excelência (Infinity Ward), ou se pode ser a controversa adaptação, em forma de jogo de ação, da estreante Sledgehammer Games. De qualquer forma, Tippl adicionou que o lançamento para este ano, Black Ops, da Treyarch, será “uma extraordinária oportunidade multiplayer”.

Novo pacote de mapas para MW 2 chega até o final do ano

Uma boa notícia para quem já experimentou todos os cantos, pontos de “sniper” e atalhos dos mapas atuais de MW 2. O executivo-chefe de operações da Activision, Thomas Tippl, afirma que um novo pacote de mapas encontra-se atualmente em produção nos estúdios da Infinity Ward, e deve dar as caras ainda em 2010.

E por falar em mapas

Bilhões de horas online... milhões de pacotes vendidos... mais alguns milhões de dólares!O CEO da Activision, Bobby Kotick, afirmou recentemente em um evento para investidores que mais de 1,75 bilhões de horas foram gastas online com a série Call of Duty apenas na Xbox Live. Kotick afirma ainda que 17 milhões de pacotes de mapas forma vendidos para a série — sem levar em consideração o pacote Stimulus.

O executivo também promete novos investimentos na parcela online da série, assim como novos pacotes de mapa, inclusive para o vindouro Black Ops. “Experem conteúdos adicionais para Modern Warfare 2 e Call of Duty: Black Ops que vão surpreender milhões de jogadores”. Kotick menciona ainda que “mais planos para a série serão reveladas até o final do ano”.

Cataclysm vai gerar uma revisão em WoW

O presidente e co-fundador da Blizzard, Mike Morhaime, afirmou recentemente que o MMO World of Warcraft deve passar por uma revisão a fim de acertar o passo com a expansão Cataclysm, a ser lançada ainda neste ano. Morhaime afirmou ainda que novos conteúdos cosméticos, como os animais de estimação, serão lançado também em 2010.

O executivo mencionou ainda uma possível integração entre a rede Battle.net e o Facebook, o que facilitaria a busca por amigos. Isso pouco antes de alardear que a base de usuários continua acima dos 11 milhões — o que deve aumentar exponencialmente com o lançamento de Wrath of the Lich King em território chinês.

Existe ainda a promessa de uma versão “beta” fechada, embora sem data definida. A versão final de Cataclysm deve sair ainda em 2010. Aguarde novidades.

Guitar Hero 6 e DJ Hero 2 na próxima primavera

A Activision também anunciou, novamente através do seu executivo-chefe, Thomas Tippl, que tanto Guitar Hero 6 quanto DJ Hero 2 devem ser lançados durante a próxima primavera. No mais, o executivo mencionou ainda o lançamento de um título baseado em James Bond, logo depois que DJ Hero 2 chegar às prateleiras.

Quanto à Infinity Ward...

O CEO da Activision, Bobby Kotick, aproveitou o ensejo do relatório de finanças para colocar os “pingos no ‘is’” no que tange à demissão dos cabeças da Inifinty Ward, Vince Zampella e Jason West. Resumidamente: não havia escolha senão demiti-los. Trata-se da primeira vez que o executivo se manifesta abertamente sobre o assunto, desde o seu início em março.

Kotick afirma que “nós não tivemos escolha senão demitir os executivos da Infinity Ward. Não havia meio termo, por mais talento que eles tenham”. O executivo acrescenta ainda que “não havia nada que nos permitisse mantê-los, nós fizemos isso para proteger os bens da companhia e os interesses dos acionistas”. Segundo a Activision, West e Zampella foram demitidos por “insubordinação”.

E o pior? Mais gente pode deixar o barco, além dos 35 que já o fizeram. “Nós gostaríamos de convencer algumas dessas pessoas extremamente talentosas a ficar”, adiciona Kotick, que também desmente os boatos que justificavam as demissões na necessidade de poupar gastos com os bônus dos empregados.

Como uma sentença final, Kotick ainda afirma que “Eu, pessoalmente, considero [West e Zampella] como amigos. A conduta deles comprometeu a nossa amizade, o que foi igualmente desapontador”. Pelo menos fica um consolo: a Activision ainda considera que a “Infinity Ward é importante para o processo”.

Fim ao cabo, a Infinity Ward está atualmente tentando cobrir as cadeiras vagas, além de continuar trabalhando no próximo pacote de mapas para MW 2.

Você sabia que o Voxel está no Facebook, Instagram e Twitter? Siga-nos por lá.